Ronys Torres aguarda retorno ao UFC, mas segue feliz no Brasil

Share it
Ronys chuta alto no bloqueio de Field e leva o cinturão do MMACL. Foto: Divulgação

Ronys chuta alto no bloqueio de Field e leva o cinturão do MMACL. Foto: Ju Portugal/Divulgação

A meta de qualquer lutador de MMA é chegar a um evento grande, ao UFC. Tudo, no entanto, depende da oferta. Ronys Torres, que venceu a luta principal do MMA Champions League contra Julio Cesar Field, em evento realizado nessa segunda, dia 25 de março, no Rio, sonha com uma volta ao octagon, mas dependendo das condições do Ultimate, ficar no Brasil não seria de todo mau.

Torres bate o peso de Cocar no UFC, em 2010. Foto: Reprodução/Facebook

Torres bate o peso no UFC usando um cocar, em 2010. Foto: Reprodução/Facebook

Ronys (26v, 5d), natural de Manacapuru, no Amazonas, já lutou na maior organização de MMA do planeta, mas não teve sorte por lá.

“Quando assinei com o UFC eu fiquei cinco meses sem lutar. Após estrear no UFC, operei o joelho e fiquei oito meses parado. Remarquei a luta e tive de fazer uma cirurgia no olho. Então, fiquei um ano e meio parado, e fiz duas cirurgias. Fora do UFC fiz nove lutas em dez meses, e não quebrei uma unha. Coisas do destino”, disse o amazonense, que perdeu suas duas lutas no Ultimate por decisão.

Por isso, Ronys espera um dia voltar a lutar pelo UFC mas, como tira do MMA o seu sustento, espera que o seu retorno seja para lutar muito. E, se for para lutar poucas vezes no ano, ficar no Brasil e trabalhar bastante seria a melhor opção segundo o atleta.

“Estou querendo voltar ao UFC, mas enquanto tiver lutas no Brasil, eu estou amarradão. Feliz. Quero trabalhar, eu preciso trabalhar. Se for para assinar com o Ultimate e lutar umas vez no ano, prefiro fazer dez lutas em um ano, aqui no Brasil. Eu quero é trabalhar”, falou a fera, que tem metade das suas vitórias por finalização.

E você, leitor, acha que Ronys já  está pronto para o seu retorno ao maior evento de MMA do planeta?

MMA Champions League 
25 de março de 2013
Teatro dos Grandes Atores, Rio de Janeiro, RJ

Card principal (MMACL 1)

Ronys Torres venceu Julio Cesar “Field” por nocaute técnico no R2 (cinturão até 70kg)
André Chatuba venceu Cassiano Freitas “Tytschyo” por nocaute técnico aos 4min39s do R1 (cinturão até 77kg)
Ismael Marmota venceu Marcelo Barreira por nocaute técnico aos 2min10s do R1 (cinturão até 84kg)
Lincoln de Sá finalizou Joriedson Reis “Fein” no triângulo de mão aos 3min58s do R5 (cinturão até 57kg)

Card preliminar (MSA 3)

Gilbert Durinho finalizou Rodolpho Coronel no armlock no R1 (cinturão até 70kg)
Denison Silva venceu Celson Rolim por decisão unânime dos jurados (cinturão até 57kg)
Sérgio Bomba venceu André Lourenço por decisão unânime (cinturão até 61kg)
Geraldo Freitas venceu Gustavo Prado por finalização no armlock aos 4min20s do R1 (cinturão até 66kg)
Rodrigo “Bruga” venceu Ângelio “Tilapa” por decisão unânime (cinturão até 93kg)
Felipe Nilo venceu Elias Santos por decisão unânime (70kg)

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *