Guto Campos comenta batalha eletrizante contra Romulo Barral no Pan 2013

Share it

Guto Campos conseguiu uma passagem acrobática e caiu do lado de Barral, na semfinal do Pan. Foto: Ivan Trindade/GracieMag

O gaúcho Gustavo Campos (Guetho/Atos) começou o domingo do Pan 2013, em Irvine, na Califa, como apenas um dos tantos astros inscritos no tradicional torneio da IBJJF. No fim da tarde, no entanto, ele terminou com um dos papéis principais.

Com sua guarda cheia de armadilhas, o faixa-preta meio-pesado e uma boa passagem de guarda, que eliminou o vice-campeão mundial Diogo Araújo (Soul Fighters), nas quartas, e Romulo Barral (Gracie Barra), na semifinal. Guto acabou cedendo o ouro ao fechar a final com o amigo André Galvão.

Ele conversou com GracieMag sobre suas duas últimas lutas, as mais acirradas e complicadas.

“Na faixa-preta na realidade não tem nenhuma luta fácil”, refletiu. “Às vezes parece fácil para quem está de fora, mas a gente sempre entra para finalizar. O oponente é que complica! Em minha primeira luta eu consegui finalizar. Na segunda, já lutei contra o Diogo Araújo, que foi vice no Mundial 2012, e só parou para o Barral na final. Ganhei nas vantagens, em luta que até cheguei do lado mas não consegui estabilizar. Encaixei um leglock no talo também, e ele não bateu. Daí até o final eu administrei na guarda 50/50”, comentou.

Sobre a final com Barral, Guto entrou disposto a guerrear.

“Eu já sabia que seria uma guerra, mas eu estava muito bem treinado. O treino no camp da Atos havia sido intenso, o que me deixou muito confiante para lutar contra qualquer um. Sempre luto para frente, luto para buscar as posições dominantes e para pegar. Quando se luta assim acho que a vitória acaba sendo consequência”, lembrou.

“Como o Rominho é um cara que luta para a frente também, sempre perigoso por cima ou por baixo, eu não fiz muita tática, o negócio era ir para a guerra mesmo. Aproveitei que estava com a pegada em dia e investi na velocidade. Eu me senti ainda mais rápido, porque estava cinco quilos abaixo do limite da categoria. Eu não quis fazer dieta para lutar no médio, sabe? Então imprimi meu ritmo por baixo e por cima e consegui chegar em boas posições, para pontuar e até para finalizar, como num bote que dei no braço”, concluiu.

Ler matéria completa Read more
There are 22 comments for this article
  1. Franco Laviero Maschio Salvia at 8:25 pm

    e quando era pra ter a melhor luta da categoria…os caras fecham e não tem luta!!!….esqueci que eles não namoradinhos….

    • Sergio de Vasconcellos at 8:30 pm

      como assim? os caras são do mesmo time… tem alguém em casa??? Atos/Guetho #1, certo? flwwwwwwwwwwwwwwwwwwww

    • Franco Laviero Maschio Salvia at 8:35 pm

      porra mano…não me diga…..jura que são o mesmo time????…..meu comentário foi sobre o fechamento das finais quando do mesmo time???? porque não lutar??….abraço!

    • Franco Laviero Maschio Salvia at 8:37 pm

      e o respeito ao publico …que paga ingresso e chega na final não tem luta??? e a nos que pagamos PPV e chega na final não tem luta??? e esses mesmos caras que fecham categorias …levantam a bandeira do jiu jitsu nas olimpiadas….mas com atitudes totalmente amadora!!! Minha Opinião….abraço!

    • Sergio de Vasconcellos at 8:57 pm

      cara, 3 coisas: (1) nunca vi em campeonatos desse nível dois atletas do mesmo time disputarem ouro até porque o regulamento permite FECHAR a categoria; (2) não podemos falar em amadorismo em competições deste calibre com atletas profissionais é estranho e (3) eles já disputaram um ouro mas pelo visto vc ainda não estava acompanhando jiu-jitsu… abraço duznossooo

    • Franco Laviero Maschio Salvia at 9:21 pm

      Sergio de Vasconcellos na minha humilde opinião então, o regulamente é amador e os atletas mesmo profissionais …concordam com ela…já teve varias finais se é que você esta acompanhando o jiujitsu,…. de absoluto mundial Roger v Barral….final de abudhabi….GUI mendes vs Rafa Mendes…a própria atos era contra o fechamento..em varias declarações de Ramon lemos e companhia…mas acho que vc nunca viu ….

    • Icaro Guimaraes at 11:53 pm

      Atitude amadora? os caras são simplesmente os top 10 do mundo!
      Eu pelo menos não me sentiria a vontade em enfrentar um colega meu de equipe!
      E outro fato tb é que o Galvão tinha a final do absoluto depois e iria enfrentar nada mais nada menos que o atual campeão mundial absoluto! Se tu acha isso amadorismo guarda teu comentário pra ti e não fica jogando essas palavras no ar!!
      ossss

    • DiPipe Luciano Júnior at 5:06 pm

      Isso não é futebol, muitos lutam com sangue nos olhos, contra amigo isso não existe.
      Nunca vi campeonato da IBJJF em que o público pague pra entrar.
      E se você quer final, cobra que as outras equipes impeçam.
      É tradição no jiu jitsu, profissionalismo vem em segundo lugar.

  2. Leonardo Zoupantis Lenzi at 10:26 pm

    Vamooooooo ! Guuuuuuto ! Jiu Jitsu Show Man ! e pode vir a Copa Pódio que ele vai seguir enfileirando adversários !!! Único atleta faixa preta Campeão Pan Americano do sul do Brasil e Rio grande do Sul !

    GUEEEEEEETHOOOOOO!!!

  3. Pablo Mantovani Dutra at 12:27 am

    Guto campos lutou muito e fechou com o andre galvao normal o peso meio pesado esta bem representado na atos ossss

  4. Junior Barbosa at 2:53 pm

    O dia em que derem uma premiação digna aos atletas eles lutam, enquanto isso eles tem o direito de fazerem como quiserem porque até o campeonatos eles pagam tirando do bolso, quer ver luta então vai la e paga para eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *