Cain Velasquez defende exame antidoping surpresa no UFC

Share it

O campeão dos pesados opinou sobre o antidoping. Para Cain, nenhum lutador deve ter vantagens sobre outros. Foto: UFC/Divulgação

Cain Velasquez é mais um lutador do UFC a defender a ideia de exames antidoping mais rígidos dentro da organização. Atualmente, os atletas são testados por meio de amostras de urina, mas o campeão dos pesos pesados acredita que os exames deveriam ser de sangue, com mais frenquência, e até de surpresa.

“Existem regras. Nós todos devemos seguir as mesmas regras”, afirmou Cain.

Esta também é a opinião de outros lutadores do UFC como Júnior Cigano, Georges St-Pierre, Ben Henderson e Daniel Cormier. Para eles, é possível competir em alto rendimento sem fazer uso de esteroides e anabolizantes. Para Cain, a seriedade no controle dos testes vai permitir que adversários que fazem uso de substâncias ilegais não levem vantagem sobre ele na luta:

“Eu sou um atleta natural. Todos os meus oponentes deveriam ser da mesma forma. Não é justo que aqueles que se dopam tenham uma vantagem”, reforçou.

Questionado sobre o companheiro de equipe Lavar Johnson, que foi demitido do Ultimate após ser pego no exame antidoping por altos níveis de testosterona, o campeão não titubeou:

“Acho bom que os testes estejam sendo feitos com mais frequência. Meu pensamento é que ser natural, não se dopar, te mantém no jogo. Aqueles que não seguirem isso estarão fora”, disparou.

E você, leitor? Está com Cain?

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *