Clark Gracie e a receita de sucesso para o Pan: “Estou levando mais a sério”

Share it

Clark Gracie em ação no Pan 2013. Foto: Ivan Trindade/GracieMag.com

O faixa-preta Clark Gracie, 28 anos, já vinha demonstrando o valor de sua guarda afiada desde o Mundial Sem Kimono do ano passado, quando perdeu apertado para DJ Jackson na final.

No início do ano, alguns tropeços. Mas tudo seria apenas degraus na escalada para o topo do Pan 2013. Em Irvine, nesse domingo, o filho de Carley chegou ao maior título da carreira, num peso médio infestado de  craques dos mais diversos estilos, de Leandro Lo a Kayron, de DJ Jackson a Otavio Sousa.

No absoluto, ele já tinha se engraçado e quase apronta para cima de Léo Nogueira. A luta terminou com Clark nas costas do campeão superpesado da Alliance.

“Carregar o nome Gracie na certidão de nascimento não é nada fácil”, brinca o rei das omoplatas. “O sujeito tem que matar um leão por dia”, comentou Clark, pouco antes das ações em Irvine.

O faixa-preta nascido na Califórnia explicou as razões de seu progresso nesta temporada.

“Minha preparação está sendo melhor que nunca. Este ano estou levando mais a sério, treinando com um preparador físico, sem deixar de treinar Jiu-Jitsu forte todos os dias. Além disso dou aulas também. Passo o dia inteiro no tatame e isso ajuda na hora H”, lembrou o lutador versátil. Na grande final do Pan, inclusive, Clark viu Marcelo Lapela puxar para a guarda, mas não se intimidou: botou pressão para passar e no último minuto obteve a finalização, um estrangulamento com a omoplata encaixada.

“Se fosse fácil não teria graça”, filosofa a fera. “Mas é isso, meu objetivo é sempre o de tentar finalizar todo mundo. Tem lutas que a gente consegue, outras não”.

Nesta segunda, o professor Clark volta consagrado para seus aluninhos na academia em La Jolla. De olho nas ideias da família, ele não apenas ensina as técnicas que funcionam em competições. Ele também gosta de passar muita defesa pessoal, inclusive chutes e defesas em pé.

Confira o campeão do Pan 2013 ensinando:

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *