WSOF 2: noite de bruxa solta e muita ação em 12 lutas de MMA de alto nível

Share it

Marlon Moraes acerta chute em Miguel Torres. Foto: WSOF/Lucas Noonan

O World Series of Fighting teve sua segunda edição na noite deste sábado, 23 de março, em Atlantic City, no estado de Nova Jersey. Doze combates movimentaram o evento, que teve seis brasileiros no card.

A noite não foi de todo verde e amarela, mas as lutas foram de altíssimo nível e surpreenderam o público. Veja os destaques:

Igor Gracie machuca o ombro esquerdo e não é autorizado a voltar para o segundo round

Na quarta luta do WSOF 2, Igor Gracie encarou Rick Patishnock. O faixa preta de Jiu-Jitsu não deu chances para o adversário e logo levou a luta para o chão tendo várias chances de finalização. Ao fim do round, Igor machucou o ombro esquerdo e não foi autorizado pelo médico a voltar para a luta.

Pulga sofre primeira derrota na carreira

O pena Alexandre “Pulga” era o favorito para vencer o combate contra Rick Glenn. O brasileiro conseguiu impor seu jogo e ganhar os dois primeiros round, mas o boxe afiado de Glenn falou mais alto e americano acabou nocauteando Alexandre no terceiro round.

Danillo “Índio” Villefort faz combate apertado, mas vence Kris McCray

A primeira vitória brasileira do WSOF 2 foi bem suada. Danillo começou bem o combate e teve até a chance de finalizar o adversário no primeiro round. Já mais cansado nos minutos seguintes foi a vez do americano castigar “Índio”. Partindo para o tudo ou nada no terceiro round, o brasileiro aceitou a luta em pé e acabou abrindo mais um ponto de diferença sobre o adversário. Por decisão dividida Danillo ficou com a vitória.

Gesias Cavalcante sofre um corte na testa e luta é interrompida

Gesias Cavalcante é conhecido por seu estilo agressivo no MMA, e ao que tudo indica Justin Gaethje fez a lição de casa e veio preparado para o brasileiro.

Justin começou melhor o combate, partindo pra cima de Gesias e magoando bastante seu rosto. Os golpes potentes acabaram abrindo um corte na testa do lutador, ocasionando um sangramento abundante. A luta foi interrompida pelo árbitro e por decisão médica Gesias não foi autorizado a continuar o duelo. Justin Gaethje venceu por nocaute técnico, aos dois minutos e 20 segundos do primeiro round.

http://www.youtube.com/watch?v=lT_fWJniIh4

Burkman vence Aaron Simpson e é o próximo adversário de Jon Fitch no WSOF 3

Os ex-lutadores do UFC se enfrentaram na categoria dos meio-médios do WSOF, já cientes de que quem vencesse o combate seria o próximo oponente de Jon Fitch em sua estréia na organização, em junho. Josh Burkman partiu com tudo para cima de Aaron Simpson, e com uma bela joelhada nocauteou o adversário logo no primeiro round.

http://www.youtube.com/watch?v=ivEinOT_ITo

Paulão Filho sofre mais uma derrota e levanta polêmica sobre sua atuação no MMA

Paulo Filho não vem em uma boa fase de sua carreira e isso tem gerado diversas críticas sobre a atuação do brasileiro nos cages. No WSOF 2, Paulo lutou contra David Branch, que conseguiu levar o adversário para o chão e massacrá-lo no ground and pound durante os 15 minutos. Ao final do combate, nas redes sociais só se falava sobre o rumo que a carreira de Paulão tomou e o que o lutador deveria fazer para sair dessa. Não se pode negar o quanto Paulo Filho é guerreiro, afinal, mesmo superior no combate, David Branch não foi capaz de nocauteá-lo.

http://www.youtube.com/watch?v=7eFwcMZIUXI

Marlon Moraes brilha no muay thai e vence no primeiro round

Marlon Moraes enfrentou Tyson Nam no muay thai do WSOF 2. Muito seguro, Marlon começou a luta chutando e medindo a distância do adversário. A 2min55s do primeiro round, o brasileiro achou o momento perfeito, chutou alto e não deu outra: nocauteou Tyson Nam.

http://www.youtube.com/watch?v=HyN6MLhZwNI

Anthony Johnson estreia com o pé direito nos pesos pesados e vence Andrei Arlovski

Talvez não fosse o combate que todos gostariam de ver. A luta durou os 3 rounds, e em alguns momentos foi bastante amarrada por Anthony Johnson. Mas esta foi a estratégia perfeita que o Blackzilian encontrou para vencer. O americano começou mais agressivo, acertando bons golpes que quase nocautearam Arlovski. O queixo duro do bielorusso surpreendeu, e ele continuou o segundo round firme e forte, mas Johson ainda estava mais contundente. No terceiro round foi só administrar a vantagam. O americano clinchou e manteve Arlovski na grade, afinal ele também já estava muito cansado. A decisão foi unânime a favor de Anthony Johnson.

http://www.youtube.com/watch?v=4JJmzEzPe6M

WSOF 2

Atlantic City, NJ

23 de março de 2013

Anthony Johnson venceu Andrei Arlovski por decisão unânime

Marlon Moraes veneu Tyson Nam por nocaute técnico aos 2min55s do R1

David Branch venceu Paulão Filho por decisão unânime dos jurados

Josh Burkman venceu Aaron Simpson por nocaute a 3min04s do R1

Justin Gaethje venceu Gesias Cavalcante por nocaute técnico aos 2min27s do R1

Danillo Índio venceu Kris McCray por decisão dividida

Rick Glenn venceu Alexandre Pulga por nocaute a 1min51s no R3

Waylon Lowe venceu Cameron Dollar por nocaute aos 2min58s do round 1

Richard Patishnock venceu Igor Gracie por contusão no ombro após o R1

Ozzy Dugulubgov venceu Chris Wade por decisão unânime

Brenson Hansen venceu Tom Marcellino por nocaute aos 3min24s do R2

Bill Algeo venceu Frank Buenafuente por finalização (mata-leão) aos 4min36s do R2

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *