UFC: Lucas Mineiro e Felipe Sertanejo falam sobre os próximos combates

Share it

Diego Lima, treinador da Chute Boxe, Lucas Mineiro e Felipe Sertanejo: treinos reforçados para os próximos eventos do UFC no Brasil. Foto: Divulgação

Atletas da famigerada equipe Chute Boxe, Lucas Mineiro e Felipe Sertanejo tiveram boas notícias na tarde de terça-feira. Os dois foram confirmados pelo UFC nos próximos dois eventos que serão realizados no Brasil. Mineiro enfrenta Jeremy Larsen, ex-participante do “TUF 15”, no UFC no Combate 2, que rola no dia 18 de maio em Jaraguá do Sul, Santa Catarina. Já Felipe Sertanejo encara Godofredo Pepey no show TUF Brasil 2 Finale, a 8 de junho em Fortaleza, Ceará.

Lucas estreou no UFC em janeiro, ao ser convidado de última hora para enfrentar Edson Barboza. O atleta aceitou a luta em São Paulo e acabou nocauteado, mas ganhou o respeito do Ultimate e terá nova chance.

Felipe Sertanejo, que se recuperava de um acidente desde outubro, completa um ano sem lutar em junho. No UFC 147, o paulista encarou Miltinho Vieira e o combate terminou em empate.

De acordo com o treinador e empresário Diego Lima, a equipe já esperava que os dois atletas fossem retornar por agora:

“Sabíamos que eles estavam prestes a lutar novamente. Pelo tempo que tinham lutado a última nós imaginávamos que eles voltariam entre maio e agosto. O Felipe Sertanejo, como havia sofrido um acidente ano passado, em outubro , nós conversávamos com o UFC mensalmente para informar sobre a recuperação dele, marcar seu retorno, e assim que avisamos que ele estava pronto o UFC prontamente o convocou. Já o Mineiro estreou no Brasil aceitando o combate em cima da hora, então acreditávamos que ele lutaria aqui novamente, desta vez com mais tempo para se preparar. Sertanejo fez as três lutas dele no UFC no Brasil e sabíamos que ele faria a próxima também aqui. Renovamos o contrato dele por mais três lutas”, disse Diego.

Motivado, Lucas Mineiro falou ao GracieMag.com e mostrou que está fazendo o dever de casa:

“Estou muito feliz em lutar novamente e principalmente com essas duas ótimas notícias, que é lutar no Brasil contra um estrangeiro. Isso vai me dar muito mais vontade de vencer e dar meu melhor. Jeremy Larsen é um cara que gosta muito da luta em pé, acredito que ele vai querer trocar comigo. Ele só vai me levar para o chão caso se sinta pressionado, mas vou estar pronto para qualquer jogo dele. Estou treinando tudo, para onde a luta for vou estar pronto, vamos a partir do mês que vem treinar focado apenas no estilo dele”.

Questionado sobre o que mudou do primeiro combate para este, Lucas destacou o tempo de preparação:

“Aceitei lutar contra o Edson Barbosa a 18 dias do evento. Agora tenho dois meses para me preparar este adversário. Eu já estava treinando forte, agora só vou focar no seu jogo”.

Já Felipe Sertanejo explicou ao GracieMag.com como foi sua recuperação e a preparação para enfrentar o cearense Pepey:

“Minha preparação está ótima , me recuperei 100% do acidente. Já tinha voltado a treinar em dezembro, e em fevereiro comecei a intensificar porque sabia que iria lutar em breve. Estou feliz de estar de volta ao octógono do UFC. O tempo que fiquei me recuperando vi como eu amo minha profissão e vou dar o meu melhor. Vou treinar como nunca treinei”, prometeu.

Sobre o forte Jiu-Jitsu do adversário, Felipe destaca que não tem medo e vai imprimir o seu jogo, inclusive por estar treinando bastante a arte suave:

“O forte dele é o Jiu-Jitsu e o meu é o muay thai, todos sabem disso. Mas vou buscar o nocaute sem me preocupar em não lutar no chão. Se formos para o chão vou trocar em baixo também. Enfrentei três faixas-pretas no UFC e nas três lutas fizemos metade da luta no solo (contra Yuri Marajó, Pato e o Miltinho). Fora isso, treino diariamente com grandes nomes do Jiu-Jitsu , como Murilo Santana, Horito, Babuíno, Grifo, Tiago Alves e toda galera do professor Barbosa, então tenho muita confiança no meu chão. São mais de 20 faixas pretas por treino, tanto novos como das antigas. Vou tentar manter a luta onde me sentir bem, sempre buscando finalizar o combate de uma maneira ou de outra”, confia ele.

E para você, amigo fã de MMA: quem leva estes dois combates?

UFC no Combate 2
Jaraguá do Sul, Santa Catarina
18 de maio de 2013

Vitor Belfort vs Luke Rockhold
Ronaldo Jacaré vs Costa Philippou
Cezar Mutante vs CB Dollaway
Francisco Massaranduba vs Mike Rio
Paulo Thiago vs Lance Benoist
Rafael dos Anjos vs Evan Dunham
John Lineker vs Azamat Gashimov
Fabio Maldonado vs Roger Hollet
Gleison Tibau vs John Cholish
Jussier Formiga vs Chris Cariaso
Iuri Marajó vs Marcos Vinicius Vina
Hacran Dias vs Manny Gamburyan
Lucas Mineiro vs Jeremy Larsen

TUF Brasil 2 Finale
Fortaleza, Ceará
8 de junho de 2013

Rodrigo Minotauro vs Fabricio Werdum
Rafael Feijão vs Thiago Silva
Rony Jason vs Mike Wilkinson
Daniel Sarafian vs Eddie Mendez
Erick Silva vs John Hathaway
Ronny Markes vs Derek Brunson
Ildemar Marajó vs Jason High
Caio Monstro vs Karlos Vemola
Godofredo Pepey vs Felipe Sertanejo

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *