Georges St-Pierre enfrentou Nick Diaz com tendão lesionado, diz treinador

Share it

St-Pierre foi superior a Nick Diaz na maior parte da luta pelo cinturão. Foto: Josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images

É comum que lutadores de MMA deixem de lutar por conta de lesões. O medo que estas possam se agravar, por menores que sejam, já afastaram competidores de disputas de título e até já cancelaram um evento do UFC. Indo contra a maré, o treinador de Georges St-Pierre, Firas Zahabi, afirmou que seu atleta lutou contra Nick Diaz, valendo o título dos meio-médios da organização, no UFC 158, com o tendão de aquiles machucado. As informações são do site canadense TVASports.ca.

“Felizmente ele não rompeu o tendão. O processo de treinos foi complicado e doloroso, mas não suficiente para tira-lo da luta” disse Zahabi, que revelou ter mantido tudo em absoluto sigilo também preocupado com o Jiu-Jitsu de Nick Diaz, pupilo de Cesar Gracie. “Nós fizemos de tudo para manter a lesão em segredo, já que Nick é especialista em finalizações no pé”, completou.

O campeão canadense, que provavelmente voltará aos octógonos para enfrentar Johny Hendricks, quando terá o americano bom de quedas desafiando seu cinturão, teria lutado também em estado febril contra Nick, e isso complicou ainda mais a manutenção de seu título.

“A febre e a lesão afetaram muito o desempenho de St-Pierre na luta. Ele está mentalmente e fisicamente esgotado. Ele deve precisar de uns seis meses até voltar a lutar”, concluiu o treinador prevendo uma recuperação lenta para que Georges esteja 100% para enfrentar Hendricks, possivelmente em Las Vegas.

E aí, leitor, será que sem a lesão revelada por Firas Zahabi o campeão Georges St-Pierre teria encerrado a luta antes do quinto round? Comente conosco.

 

UFC 158
Bell Centre, Montreal, Canadá
16 de março de 2013

Georges St-Pierre venceu Nick Diaz na decisão unânime dos jurados

Johny Hendricks venceu Carlos Condit na decisão unânime dos jurados

Jake Ellenberger nocauteou Nate Marquardt aos 3min do R1

Chris Camozzi venceu Nick Ring na decisão dividida dos jurados

Mike Ricci venceu Colin Fletcher na decisão unânime dos jurados

Card Preliminar

Patrick Cótê venceu Bobby Voelker na decisão unânime dos jurados

Darren Elkins venceu Antonio Carvalho por nocaute técnico aos 3min6s do R1

Jordan Mein venceu Dan Miller por nocaute técnico aos 4min42s do R1

John Makdessi venceu Daron Cruickshank na decisão unânime dos jurados

Rick Story venceu Quinn Mulhern por nocaute técnico aos 3min5s do R1

TJ Dillashaw nocauteou Issei Tamura aos 26s do R2

George Roop venceu Reuben Duran na decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *