St-Pierre deve enfrentar Hendricks em Las Vegas, após merecidas férias

Share it
GSP anula o jogo de Nick Diaz e mantem cinturão no UFC 158. Foto: josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images

GSP anula o jogo de Nick Diaz e mantem cinturão no UFC 158. Foto: josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images

O UFC 158, realizado sábado em Montreal, Canadá, mexeu com a categoria dos meio-médios.

Com lutas casadas entre os melhores ranqueados da divisão até 77kg, os resultados direcionaram os próximos passos da organização. Na coletiva de imprensa após o evento pudemos conferir isso. Relembre os melhores momentos.

Nick Diaz fala em aposentadoria, mas pede revanche com GSP

O menino mais marrento do UFC deu o que falar na última semana. Nick Diaz provocou a ira do seu adversário, faltou aos treinos abertos em Montreal, encostou os cotovelos na hora de encarar Georges St-Pierre, foi ameaçado de demissão caso não comparecesse às programações oficiais e, no fim das contas, dentro do octógono, foi anulado pelo canadense. Ao fim do combate fez uma rara demonstração de respeito ao campeão, levantando o seu braço como o vencedor da luta, gesto retribuído pelo educado GSP.

Já na coletiva, confuso, Nick afirmou que não tinha desculpas para sua atuação e que poderia se aposentar depois desta derrota, ou tirar um ano de descanso. O atleta destacou as dificuldades de se preparar sem muita estrutura, lutar três vezes por ano, ter de voltar para a fila antes de conseguir uma nova chance de disputar o cinturão e ficar parado por questões de doping (no caso dele, por maconha) . Mesmo em meio a essa reflexão, o meio-médio garantiu que tem armas para vencer Georges St-Pierre e que gostaria de uma revanche, já que GSP bate tão “forte como uma mulher”. Sobrou até para Anderson Silva. O americano afirmou que seria melhor desafiante para o Aranha.

Dana White garantiu que não gostaria que Nick se aposentasse, mas que esta é uma decisão exclusivamente do lutador. Nick preferiu pensar sobre o assunto e decidir com mais calma o que fazer.

Luta da noite com Condit deixa Johny Hendricks próximo do cinturão

Carlos Condit e Johny Hendricks brilharam e, além do prêmio de 50 mil dólares para cada pela luta da noite, Hendricks enfim ganhou a chance de disputar o cinturão da categoria após vencer o ex-desafiante. O americano já tinha pedido outras vezes a oportunidade de enfrentar GSP, mas Nick Diaz despertou tanto a ira do campeão, que Johny teve de ficar na lista de espera. Agora não tem mais desculpa: GSP vs Hendricks pelo cinturão dos meio-médios. Ainda sem data prevista para o embate, St-Pierre quer suas merecidas férias, enquanto Johny deverá se recuperar de uma provável fratura que sofreu na mão esquerda (seu forte) e voltar a treinar rapidamente.

Dana White revelou que esta  luta deve ocorrer em Las Vegas, e não no Canadá, afinal o campeão quer ser visto atuando em outros lugares. De acordo com o dirigente, o país vizinho não precisa de GSP no card para atrair grande público porque eles hoje já são aficionados por MMA.

Condit e Hendricks levam o público canadense ao delírio e saem com o prêmio de luta da noite. Foto: Josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images

Condit e Hendricks levam o público canadense ao delírio na luta da noite. Foto: Josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images

Hendricks classificou o seu combate contra Carlos Condit como “incrível”, foi elogiado pelo presidente do Ultimate e garantiu que não vê a hora de lutar pelo cinturão. Questionado sobre quais armas poderia usar no duelo contra Georges St-Pierre, o próximo desafiante garantiu que tem um wrestling melhor que o adversário, e claro, a dura mão esquerda.

Ellenberger leva o prêmio de nocaute da noite

Jake Ellenberger fez bonito no UFC 158 e embolsou 50 mil dólares pelo nocaute da noite sobre Nate Marquardt, logo no primeiro round. Em entrevista ao MMA Fighting, Ellenberger afirmou que trabalhou duro para frustrar o oponente, e que seu treinamento duro o faria nocautear qualquer um no MMA. Confiante, o atleta acredita que mais uma vitória o coloca frente à frente com o campeão meio-médio. Ele espera que o UFC case uma luta entre ele e alguma das estrelas do evento 158. Por via das dúvidas, já provocou Hendricks no Twitter.

Confira  abaixo a coletiva pós-evento e os resultados oficiais do UFC 158.

 

UFC 158
Bell Centre, Montreal, Canadá
16 de março de 2013

Georges St-Pierre venceu Nick Diaz na decisão unânime dos jurados

Johny Hendricks venceu Carlos Condit na decisão unânime dos jurados

Jake Ellenberger nocauteou Nate Marquardt aos 3min do R1

Chris Camozzi venceu Nick Ring na decisão dividida dos jurados

Mike Ricci venceu Colin Fletcher na decisão unânime dos jurados

Card Preliminar

Patrick Cótê venceu Bobby Voelker na decisão unânime dos jurados

Darren Elkins venceu Antonio Carvalho por nocaute técnico aos 3min6s do R1

Jordan Mein venceu Dan Miller por nocaute técnico aos 4min42s do R1

John Makdessi venceu Daron Cruickshank na decisão unânime dos jurados

Rick Story venceu Quinn Mulhern por nocaute técnico aos 3min5s do R1

TJ Dillashaw nocauteou Issei Tamura aos 26s do R2

George Roop venceu Reuben Duran na decisão unânime dos jurados

 

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Jairo Soares at 6:57 pm

    poxa GSP é muito fera, um cara incrível completo, mas a muito tempo não vejo ele vencer uma luta por nocaute ou ser muito superior ao seu adversário, acho que ele deveria ser mais agressivo nos seus combates e não ficar jogando tanto com as regras buscando apenas pontuar, mas cada um tem uma tática, e ele mesmo assim continua com o cinturão, parabéns George Saint Pierre.Mas acho que o publico espera um pouco mais de você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *