Feras do Jiu-Jitsu não levam fé em Nick Diaz no UFC 158

Share it
Condit na luta contra Diaz. Foto: Nick Laham, UFC

Nick Diaz (vermelho) vem de derrota polêmica para Carlos Condit, em fevereiro de 2012. Foto: Nick Laham/Zuffa via Getty Images

Faixa-preta de Cesar Gracie, o californiano Nicholas Robert Diaz, 29 anos, coleciona 26 vitórias no MMA, oito delas por finalização. E uma luta profissional de boxe com vitória, em 2005. O retrospecto de Nick, no entanto, não impressiona muito alguns espectadores de luxo, às vésperas do duelo com o campeão Georges St-Pierre, neste sábado na cidade canadense de Montreal, estado de Quebec, na luta principal do UFC 158.

O GracieMag.com conversou com Demian Maia, Bráulio Estima e Marcus Buchecha sobre a luta e as chances de Diaz. Ninguém botou muita fé na capacidade do desafiante de armar uma arapuca para GSP.

Para Demian Maia, atleta da categoria meio-médio de olho no resultado, Nick nem seria o primeiro da fila.

“Acho que o GSP vence mais uma. É curioso até, mas para mim, pessoalmente, uma luta entre GSP e Johny Hendricks seria muito mais interessante de assistir. Acho que venderia tantos pacotes de pay-per-view quanto esta com Nick. Mas estou pensando com a cabeça de brasileiro, e de atleta. O UFC deve ter pesquisas que mostram o contrário”, avalia Demian, hoje o número cinco no peso, segundo o ranking oficial do UFC.

Já Buchecha, em papo via Google Plus, acha que GSP vence em luta apertada. “O Nick Diaz é um faixa-preta muito duro, que sempre vai para cima, para pegar ou nocautear. Acho que GSP vence, mas não será uma luta fácil. Eu tive a chance de ver o GSP treinando recentemente, num camp que participei, e vi como ele treina seu Jiu-Jitsu de forma inteligente, não chega lá apenas e sua. Ele pensa. Estou torcendo para ele”, explica o atual campeão mundial absoluto.

Por último, Bráulio “Carcará” Estima é um pouco mais duro. O atual supercampeão do ADCC, que quase lutou com Nick na World Expo 2012, acha que será uma lavada do canadense:

“Eu não tenho dúvida alguma que o GSP vai tirar o Nick Diaz para nada. Não tem alavanca do Nick capaz de mexer o GSP. No máximo, uns botes aqui ou ali. De repente ele quase consegue ali ou aqui Mas, contra o estilo GSP, a distância entre ‘quase conseguir’ e ‘conseguir’ é enorme. Vejo o GSP afiado e com fome para esta luta. Com o Condit ele estava se recuperando e sem motivação para a disputa. Agora ele está faminto, a luta deu uma apimentada com a coletiva e ele vai para dentro”, palpita o professor da GB, que já foi colega de treinos de GSP também.

UFC 158
Bell Centre, Montreal, Canadá
16 de março de 2013

Georges St-Pierre vs Nick Diaz

Carlos Condit vs Johny Hendricks

Nate Marquardt vs Jake Ellenberger

Nick Ring vs Chris Camozzi

Mike Ricci vs Colin Fletcher

Card Preliminar

Patrick Côté vs Bobby Voelker

Antonio Carvalho vs Darren Elkins

Dan Miller vs Jordan Mein

John Makdessi vs Daron Cruickshank

Rick Story vs Quinn Mulhern

TJ Dillashaw vs Issei Tamura

George Roop vs Reuben Duran

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *