No Dia da Mulher, nossa homenagem a 7 campeãs, dirigentes e praticantes

Share it
Ronda Rousey e seu cinturão do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images

Ronda Rousey e seu cinturão do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images

Vocês sabem por que hoje é comemorado o Dia da Mulher, leitores?

No dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos dos Estados Unidos fizeram uma grande greve reivindicando melhores condições de trabalho e igualdade em relação aos homens. Como punição, elas foram presas dentro da fábrica, que foi incendiada. Cerca de 130 mulheres morreram carbonizadas.

Em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o Dia Internacional da Mulher, não apenas como forma de homenagear àquelas operárias mas para entender o papel da mulher na sociedade, eliminar preconceitos e a desvalorização da mulher.

Nas artes marciais, hoje há dezenas de corajosas que divulgam, competem ou que estão por trás de grandes organizações, todas trabalhando pelo crescimento do esporte. Destacamos algumas delas, como forma de homenagear todas. Confira, e Feliz Dia Internacional das Mulheres!

1. Ronda Rousey

Campeã peso-galo do UFC, a americana de 26 anos talvez seja uma das personagens mais influentes no mundo da luta atualmente. Medalhista olímpica de judô, a linda loira é conhecida por suas chaves de braço e pelo jeitinho falador. Graças a ela, um grande passo foi dado dentro do esporte, já que ela foi a grande responsável por Dana White levar a divisão feminina para o octagon.

2. Kyra Gracie

Pentacampeã mundial de Jiu-Jitsu, a faixa-preta se tornou referência mundial e muitas mulheres passaram a praticar o esporte ao ver como a lutadora se mantinha tão feminina. A carioca de 27 anos começou 2013 como comentarista do Canal Combate e vem arrancando elogios por sua desenvoltura. A expectativa agora é grande por vê-la competindo também no MMA.

3. Grace Tourinho

Contratada para ser a dirigente do UFC no Brasil, Grace tem um histórico executivo em grandes empresas como PWC, Ambev e Time for Fun. Economista, casada, mãe de dois filhos, ela foi a escolhida para tornar o país o maior mercado para o UFC. E ela já começou os trabalhos. Serão mais seis eventos em 2013 e o objetivo é correr todo o território nacional.

4. Shannon Knapp

Presidente e fundadora da Invicta FC, evento de MMA feminino, Shannon foi executiva de organizações como King of the Cage, Affliction, Strikeforce e UFC. Ela é uma das mulheres que mais lutam pelas artes marciais, e provou que o MMA feminino tem um grande potencial de público. É respeitada e admirada pelos dirigentes do sexo oposto.

5. Cristiane “Cyborg” Santos

Uma das lutadoras mais conhecidas do mundo, a curitibana compete desde 2005 no MMA e tem as raízes no muay thai. Foi campeã peso-pena no Strikeforce e hoje atua na organização Invicta FC. Apesar de criticada por ter sido pega em seu último exame antidoping, a brasileira continua promovendo o esporte como ninguém, com show de luta a cada vez que pisa no cercado.

6. Brittney Palmer

Um dos rostos mais lindos do mundo das lutas. Mas se engana quem pensa que a bela é apenas uma mera ring-girl do UFC. Além de modelo e dançarina profissional, Brittney é praticante assídua de Jiu-Jitsu e uma pintora de talento. A modelo cursa faculdade de artes em Los Angeles e seus quadros são bem avaliados pelos conhecedores.

7. Adriana Araújo

Primeira brasileira a brilhar no boxe, Adriana garantiu o bronze nas Olimpíadas de 2012, em Londres. Foi a primeira vez que mulheres participaram da competição da modalidade nos Jogos Olímpicos. Adriana quebrou também um jejum de 44 anos do Brasil sem medalhas no boxe. Pupila de Luiz Dórea, a casca-grossa já tem planos para 2016: buscar o ouro. Alguém duvida dela?

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *