De olho no UFC 158, Demian Maia vive momento “interessante e traiçoeiro”

Share it
Demian Maia, em foto de Mike Roach/Zuffa LLC via Getty Images

Demian Maia, em foto de Mike Roach/Zuffa LLC via Getty Images

O UFC 158, no próximo dia 16 de março em Montreal, no Canadá, terá 12 lutadores da categoria meio-médio no card. Um dos mais interessados no evento, no entanto, vai estar do lado de fora do octagon, espiando tudo com os olhos bem abertos, com atenção especial às três últimas lutas no Bell Centre, entre o campeão GSP e Nick Diaz, Johny Hendricks vs Carlos Condit e Jake Ellenberger vs Nate Marquardt.

Quinto colocado no novo ranking oficial até 77kg do UFC, o craque de Jiu-Jitsu Demian Maia vem de vitória categórica em cima de Jon Fitch, e ainda aguarda o próximo adversário. O nome do trocador belga Tarec Saffiedine, ex-campeão do Strikeforce e oitavo no raking, agrada, mas dependendo do UFC 158, um atalho ao cinturão pode acontecer.

“Este momento na carreira do Demian Maia é curioso”, comenta o empresário Eduardo Alonso, enquanto Demian Maia chega de uma sessão de boxe, veste o kimono e vai dar aulas, em sua academia em São Paulo.

“Desde que o Demian baixou de peso dos médios para os meio-médios, nosso projeto sempre foi conquistar com méritos uma disputa pelo cinturão. Este é o primeiro objetivo, uma vez conquistado esse status de desafiante, o projeto passa a ser outro: quebrar a cabeça para encontrar um jeito de vencer o campeão, mergulhar em estratégias, treinos etc. Hoje vejo o Demian a uma vitória desta disputa pelo cinturão”, diz o agente.

No entanto, segundo Alonso, esta proximidade do campeão também pode ser “traiçoeira”:

“Este é um momento interessante e traiçoeiro, na verdade. Você tem um senso de sucesso, pois conquistou uma série de objetivos e boas vitórias, mas ao mesmo tempo não conquistou nada ainda. Qualquer relaxada, qualquer tropeço que você der, você nadou e morreu na praia. É uma armadilha grande, e não queremos passar isso de jeito nenhum”, lembra Eduardo Alonso, que vê a categoria totalmente embaralhada antes do UFC 158.

“Acho que tudo é possível de ocorrer daqui a duas semanas. Hoje, ainda vemos como interessante uma luta com o Tarec, que está valorizado e é outro top sem luta marcada e, com a derrota do Josh Koschek no UFC 157, subiu um pouco no ranking”, reforça Alonso. “Eu suponho até que, se o Koscheck vencesse, o UFC ia querer vê-lo contra o Demian agora. Enfim, temos de esperar o evento de Montreal e suas consequências e variados cenários. Por exemplo, cenário 1: Nick Diaz vence GSP – a revanche não seria inevitável? Cenário 2: GSP vence Nick Diaz com resultado polêmico, gerando uma revanche automática. Cenário 3: GSP vence com autoridade e Johny Hendricks vence Condit – Hendricks merece então disputar o título. Cenário 4: Condit vence Hendricks – valeria a pena uma revanche com GSP? Então, dependendo da conjunção de diversos fatores, o Demian pode até ter uma improvável luta pelo cinturão como próximo compromisso, ou esperar mais de uma luta, contra o Tarec ou até o Rory MacDonald…”

Enquanto aguardamos, amigos fãs de Jiu-Jitsu, o que você acha? Demian já está pronto para lutar pelo cinturão ou deve fazer outro combate? Contra quem?

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article
  1. Cassio Gomes at 7:09 pm

    Essa análise foi excelente!! Acredito que deve esperar o UFC 158, pois meu palpite é que o Hendrix vence o Condit, o GSP vence o Nick, logo o Demian deve lutar com o Nick ou Condit. step by step Demian, torço por você, mas pressa agora pra que?? Mas o que vier boa sorte!!!

  2. Genário Dantas da Silva at 4:16 am

    Ele ainda deveria fazer umas 2 ou 3 lutas para disputar o cinturão e melhorar sua trocação pq o seu jogo de levar a luta para o chão seria hj facilmente anulado pelo campeão GSP quem duvidar e só ver a luta do GSP com Jake Shields que é muito bom no chão. Ele não deixou nem um momento ser levado para baixo.

  3. JC SI at 8:39 am

    Demian é o melhor jj do MMA o cara se achou nesse peso!
    Vencendo essa próxima luta vai estar bem próximo de disputar o cinturão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *