Com triângulo voador, Braga Neto vence absoluto na Seletiva de Gramado

Share it
Braga Neto venceu o absoluto na Seletiva de Gramado e voltou para casa com o bolso cheio. Fotos: Arquivos GRACIEMAG

Braga Neto venceu o absoluto na Seletiva de Gramado, após final com Tarsis. Fotos: Arquivos GRACIEMAG

Domingo foi o terceiro dia da Seletiva para o WPJJC em Gramado, e os faixas-pretas e marrons que bateram na trave no sábado, durante a disputa dos pesos, tinham a chance de conquistar a passagem para ir aos Emirados Árabes, lutar o evento profissional de abril. Mesmo com a segunda oportunidade, não foram felizes. Culpa de Antonio Braga Neto e Vinicius Marinho, que estavam em ponto de bala e venceram novamente, nos absolutos pesado e leve (até e acima de 74kg).

O domingo começou eletrizante logo nas semifinais.

No aberto leve, até 74kg, o judoca gaúcho Moacir Mendes (Alliance) eliminou o duríssimo Cláudio Caloquinha (GB) por 2 a 0 e se garantiu na final.

Do outro lado da chave, o faixa-marrom Victor Silvério (GFTeam) vinha fazendo bonito, após quedar o sempre perigoso finalizador Isaque Paiva (Saikoo) para se garantir na semifinal.

Mas, havia um companheiro de disputas no pedaço. Era o campeão dos leves, Vinicius Marinho (GFTeam), que pegou as costas de Abraão Amorim (Evolution) para chegar na semi, levando seu parceiro Silvério a ceder a vitória.

Na final, Vinicius Marinho e Moacir Mendes começaram trocando pegadas. O carioca da GFTeam tratou de puxar para a guarda e tentar raspar da X. Moacir, no entanto, fez boa postura e evitou a raspagem. No fim, Vinicius conseguiu uma vantagem da raspagem, que lhe rendeu a vitória e o cheque polpudo no valor de uma passagem aérea para Abu Dhabi.

Pelo absoluto pesado, a estrela do manauara Antonio Braga Neto (Gordo Jiu-Jitsu) brilhou mais forte. Neto finalizou todas as suas lutas no aberto, com seu Jiu-Jitsu completo. Na semifinal, o momento mais marcante do domingo: Braga Neto despachou Agnaldo Silveira (Gracie Barra) com um triângulo voador.

Do outro lado da chave, Tarsis Humphreys (Alliance) trocou raspagens com Alexandro Ceconi, empatou em 2 a 2, mas venceu por 2 a 1 nas vantagens.

Relógio na final

Na grande final, Neto puxou Tarsis para a guarda, mas a fera da Alliance caiu já na meia. Antes de se ajeitar, Braga Neto conseguiu repor e começou a trabalhar as pegadas, até que fisgou uma chave omoplata e conseguiu raspar. Tarsis ficou fazendo guarda, mas não lidou bem com a pressão de Neto, que partiu com tudo para passar a guarda e acabou arrochando o estrangulamento relógio para ficar com mais um ouro – Neto já havia vencido acima de 92kg, quando doou sua passagem para Ricardo Evangelista, o vice.

E você, estava em Gramado? Gostou de algum outro momento do domingo de luxo?

Para saber quem foram os 13 classificados na Seletiva do Rio Grande do Sul no sábado, releia aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 14 comments for this article
  1. Miriam Paes Teixeira at 3:32 am

    O Neto passou 10 meses sem lutar se recuperando de sua cirurgia de joelho, foram 10 meses sofridos por não poder esta nos tatames lutando, lutou a copa podio chegou a semi final, seletiva do rio saiu vencedor, e agora em Gramado fez lutas brilhantes, essa sua superação depois de esta tanto tempo sem lutar é digna de muitos aplausos, parabéns meu filho.

  2. Maria Cristina Vieira Srour at 1:09 pm

    Parabéns pela vitória e principalmente pela magnífica atitude em relação ao Ricardo Evangelista!!!!!!! Mirian, só nós sabemos como somos importantes na vida desses guerreiros, vc está de parabéns pelo grande guerreiro que é Antonio Braga Neto!!

    • Bruno Boscolo at 7:32 pm

      Totalmente desleal foi esta luta, porque Braga Neto esta na sua (. 2 segunda ) luta e agnaldo na (5 quinta) ?
      E só parar para pensa quem foi favorecido assim é fácil, que exemplo é esse, para os que estão lutando para um dia chegar até lá, todo o respeito aos mestre mais vamos ser correto, Ossssss.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *