UFC confirma Aldo vs Pettis em agosto; campeão diz: “Cabeças vão rolar”

Share it
Aldo aceita a luta e avisa que será "Para quem gosta de porrada". Foto: Josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images

Aldo aceitou a luta e avisa que será “para quem gosta de porrada”. Foto: Josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images

A indefinição entrou no octagon antes do embate entre o campeão José Aldo e o desafiante Anthony Pettis. Fera do peso leve, Pettis pediu por mensagem de texto ao presidente do UFC, Dana White, para descer de categoria e lutar pelo cinturão dos penas. Aldo, então, disse que era injusto com outros atletas da divisão que mais uma vez alguém “furasse a fila”, e que uma luta em peso intermediário, sem o título em jogo, seria o mais viável. Após essa novela, o manda-chuva confirmou ontem de noite, via Twitter, que a luta aconteceria sim, e valendo o cinturão peso-pena.

Dedé Pederneiras, líder da Nova União e treinador de Aldo, declarou ontem que a luta acabou sendo aceita após os rumores negativos, que diziam que o campeão estava fugindo da luta.

“Tive uma reunião hoje (segunda-feira) com o José Aldo e ele disse: ‘Vou acabar logo com essa palhaçada. Estão dizendo que estou correndo, então eles vão ver quem vai correr de quem ali na hora! Se vocês gostam de porrada, podem comprar o pay-per-view do dia 3 de agosto que vocês vão ver isso, porque cabeças vão rolar.’ Na hora, liguei para o Dana White para confirmar o combate, mas com uma condição: depois dessa luta, Aldo disputa o cinturão contra o campeão dos leves”, disse o treinador, ao SporTV.com.

Sobre a possível disputa na categoria acima, Dana White confirmou ao MMA Junkie que uma defesa de cinturão bem sucedida de Aldo credencia o mesmo a disputar o cinturão dos pesos leves, atualmente em posse de Ben Henderson. Ben está com luta marcada para botar sua cinta em jogo, contra Gilbert Melendez: será 20 de abril, no UFC on Fox 7.

E para você, leitor? Aldo está certo em querer subir para categoria dos leves, ou ele deveria continuar a bater seus recordes entre os penas? Comente!

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *