SF Open: Gustavo Dias finaliza Caio Terra no absoluto, em dia de Gui Mendes e Nino Schembri

Share it

Gustavo Dias estrangula Caio Terra para conquistar o ouro absoluto na faixa-preta, no San Francisco Open. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG

A um mês do Pan de Jiu-Jitsu 2013, um dos campeonatos mais importantes do calendário, cerca de 600 lutadores se reuniram para um teste final no San Francisco Open, no Kezar Pavillion, perto do parque Golden Gate e do bairro Haight-Ashbury, berço do movimento hippie.

E não teve muito clima de paz e amor não. Numa tarde fria na Califórnia, Gustavo Dias (Gracie Humaitá) tratou de esquentar as coisas no absoluto. Ele conquistou o ouro ao finalizar o bravo peso-galo Caio Terra com um estrangulamento, na final. Caio ainda tentou brigar com a diferença de peso com um bonito triângulo, mas no fim sucumbiu e bateu nas costas.

Antes, Gustavo Dias venceu o perigoso novato Magid Hage por 7 a 0 e pegou Osvaldo Moizinho no leglock. “No Brasil eu estava trabalhando muito e não conseguia treinar tão sério. Agora estou em San Diego comendo o tatame”, disse Gustavo.

Eles não foram os únicos astros a brilharem. Guilherme Mendes (Atos) foi o campeão dos penas, ao fechar com o mano Rafael. Eles vão sedentos para mais um título no Pan e no Mundial, no meio do ano. Alguém vai conseguir pará-los, torcedor do Jiu-Jitsu?

Rafael Mendes finalizou Geoffrey Villareal com um armlock, enquanto Gui venceu Osvaldo Moizinho por 4 a 2, numa batalha de raspagens.

No SF Open, na categoria adulto, Lucas Rocha (Gracie Barra) foi o melhor entre os médios, após bater Romulo Melo (Gracie Tijuca) na final.

No superpesado, o craque das antigas Nino Schembri voltou com tudo no adulto, e venceu Gustavo Sirizinho por 5 a 0, após quedar e passar a guarda. “Lembro do Sirizinho criança lá na Gracie Barra, foi uma honra rolar com ele, que hoje está grande pra cacete!”, disse a figuraça Nino, um ex-lutador do Pride.

Na faixa-marrom, os manos Paulo e João Miyao (Cícero Costha) voltaram a brilhar. Eles abocanharam as medalhas de ouro no pena e no absoluto.

[flickr set=72157632853981582]

Entre as equipes, a campeã foi a BTT, seguida por Yeamaso Brazilian JJ e Ralph Gracie.

Para ver os resultados completos, clique aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 11 comments for this article
  1. Anderson Ribeiro at 3:23 am

    Jiu Jitsu é a luta onde o mais fraco pode vencer o mais forte, mas se o mais forte souber jiu jitsu também a coisa fica complica, engraçado, se o Gustavo amarrou e finalizou, imagina se ele solta o jogo hein.

  2. Afonso de Paula at 3:33 am

    uma coisa e ficar parado e ver o oponente atacando e o outro usar a força e o jiu jitsu não se usa a força ele pode ter finalizado mais garanto que outras lutas não teria mais gás e o caio terra estaria em alta e outra o cara tem 62 kl e perdeu essa mais ja ganhou de gigantes como bruno bastos, bruno Antunes e ai vai e o Gustavo ja ganhou de gente do dobro do deu peso hein

  3. Anderson Ribeiro at 11:40 am

    O Caio Terra é um ótimo lutador, vejo ele lutando desde da faixa azul quando competia pela Strauch, mas não tem peso suficiente para ser campeão mundial absoluto, pois a muito e muito tempo o jiu jitsu deixou de ser uma luta onde não se faz força e não se usa o próprio peso, é só dar uma olhada nos campeões mundiais no absoluto, se tiver um abaixo de 80 quilos eu dou meu braço a torcer.

    • Alvaro Miragaya at 3:12 pm

      Boi só tem cara adrenalizado e suplementado,são atletas de alto rendimento que lutam robóticamente,o legal do jiujitsu era verificar que um cara magrinho no decorrer de um treino com um cara maior ele ia conduzindo técnicamente o jogo até induzir o grandão ao erro e finalizar,hoje os caras começam já embolados nas pernas parecendo guerra de aranha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *