Manaus e o investimento em Jiu-Jitsu que sempre dá retorno

Share it
Elvys Osvaldo Alves e Arthur Virgilio Neto com os futuros campeoes de Manaus

Mestre Osvaldo Alves entre o prefeito Arthur Virgílio Neto e o subsecretário Elvys Damasceno, com a criançada do Jiu-Jitsu de Manaus. Foto: Divulgação

Manaus, a capital do Amazonas, não é apenas a cidade do campeão do UFC José Aldo, Wallid Ismail, Xande Ribeiro e outros símbolos do Jiu-Jitsu ou do MMA.

É, desde janeiro de 2013, também, um lugar administrado por um prefeito faixa-coral de Jiu-Jitsu, o ex-competidor Arthur Virgílio Neto.

Curioso, o GRACIEMAG.com foi investigar como o político tucano tem lidado com o Jiu-Jitsu como instrumento educacional e social numa cidade desigual como são as metrópoles brasileiras.

A primeira medida do novo prefeito foi apostar num nome apaixonado pelo esporte, o faixa-preta terceiro grau e fiel escudeiro Elvys Damasceno, também aluno de Osvaldo Alves.

Elvys Damasceno, 35 anos, é subscretário de esportes e também presidente da federação de Jiu-Jitsu do Amazonas. Elvys é também responsável pelo Jiu-Jitsu ter virado disciplina nas escolas públicas locais, através dos Jogos Escolares do Amazonas.

Segundo ele, sua principal missão é desenvolver projetos sociais para todas as zonas da cidade e em diversas modalidades, para procurar mudar a cara do esporte manauara. O Jiu-Jitsu e as lutas, claro, são importantes no processo.

“O Jiu-Jitsu em Manaus, como em grande parte do mundo, é uma febre hoje. Aqui em nossa cidade, porém, ele é mais que isso. Trata-se de um esporte que usamos como instrumento de inclusão social”, diz Elvys ao GRACIEMAG.com.

“Oferemos o ensino da arte gratuitamente nos bairros menos favorecidos. Cobramos, em contrapartida, o boletim escolar e a disciplina. O resultado tem sido imediato, e estamos fazendo campeões dentro do tatame e na vida. Nossas crianças já têm tradição em vencer nos Campeonatos Brasileiros da CBJJ, então o futuro é de muita responsabilidade”, acrescenta ele, antes de agradecer o respaldo e a confiança do secretário titular, Fabrício Lima.

>>> E na sua cidade, tem algum administrador trabalhando pelo Jiu-Jitsu? Comente com a gente e deixe seu recado.

* Colaborou: Arthur Castro

Ler matéria completa Read more
There are 12 comments for this article
  1. Leandro Rocha at 1:34 pm

    Em Uberlândia-MG temos o Vereador Helvico Vico que assim como o Prefeito Arthur Virgílio Neto, não tem poupado esforços na utilização do Jiu Jitsu como ferramenta de transformação e inclusão social.

    • Helvico Vico at 6:37 pm

      Leandrão, estamos juntos no projeto e acredito realmente que é com educação ( jiu é uma ferramenta de educação) que vamos promover inclusões e transformar o mundo para melhor. Convivo
      com Arthur Virgílio ( nos anos 90 ) quando o mesmo era deputado federal e nos apoiava nos movimentos de juventude … posteriormente postarei fotos que fizemos à época …

  2. Hebert Cordeiro at 11:49 am

    Essa iniciativa tem ser exemplo em todo território Brasileiro, como em comunidades carentes, escolas publicas o governo tem dar mais oportunidades. Esporte também é educação. Salve o Jiu Jitsu Brasileiro !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *