Marcus Bochecha: campeão mundial absoluto retorna este fim de semana aos dojôs

Share it
Marcus Bochecha treina forte para a seletiva, em San Diego. Foto: Arquivo Pessoal

Ginástica olímpica: Marcus Bochecha malha forte na Califa para a seletiva de San Diego. Foto: Arquivo Pessoal

O faixa-preta Marcus Vinícius Bochecha está pronto para tirar o kimono da gaveta.

O campeão mundial absoluto é a atração principal da seletiva de San Diego do WPJJC, a ser realizada neste fim de semana, sábado e domingo, 26 e 27, no ginásio do Miramar College. Além dele, monstros como Roberto Tussa, Clark Gracie e Marcos Torregrosa também vão brigar pela passagem aérea para Abu Dhabi, capital dos Emirados.

Em entrevista a Nalty Junior, a fera da CheckMat falou sobre os treinos e o que espera aprontar nessa abertura de temporada.

GRACIEMAG: A seletiva do WPJJC de San Diego é considerada hoje uma das melhores dos EUA. Por que você optou por abrir sua temporada no Jiu-Jitsu com esta seletiva?

MARCUS BOCHECHA: Venho lutando essas seletivas para o WPJJC de Abu Dhabi desde 2010, quando ganhei a primeira vez (no Rio de Janeiro), e quero continuar sempre disputando essas seletivas. Acho que a seletiva está muito bem organizada, e é bom lutar uma competição deste nível, pois é uma ótima maneira de começar o ano, afinal sempre surgem nomes de peso na competição. Os organizadores sempre respeitam os atletas e tentam fazer de tudo para não atrasar o cronograma, se preocupam com a arbitragem e tudo. Estão de parabéns. Espero conseguir minha passagem aérea e o pacote para Abu Dhabi neste fim de semana. Se algo não sair como o planejado, ainda temos outras opções, como as seletivas do Havaí e a de Miami.

E o plano certamente é vencer novamente em Abu Dhabi em abril, e tentar o absoluto inédito…

Acho o campeonato de Abu Dhabi muito interessante. Apesar das muitas dificuldades para conquistar a vaga e chegar lá, em 2010 eu estreei com o bronze, como faixa-marrom. Em 2011 perdi na final, já de faixa-preta. E em 2012 consegui me sagrar campeão enfim, no peso. Então as expectativas estão ótimas para 2013, o lance é continuar subindo o degrau. O treinamento está forte e o próximo descanso será só após o Mundial 2013 agora!

Como é a sua preparação? Você pode detalhar para o leitor do GRACIEMAG.com?

Os treinos são muito fortes, a equipe aqui está mais unida do que nunca e estamos nos reunindo diariamente. Temos de cinco a oito faixas-pretas na academia – e quem mora fora do Brasil sabe que isso é difícil de acontecer com frequência. Posso dizer que o treino está um luxo. A minha alimentação está melhor agora, tenho conseguido seguir uma dieta balanceada, com muitos alimentos orgânicos. E a minha namorada cozinha muito bem, aí fica bem mais fácil de se alimentar! (Risos)

Quem são seus parceiros de treino?

Só a galera casca-grossa. Temos nosso líder Lucas Leite, que une ainda mais o time; o peso pesado João Assis, numa fase muito boa e que acabou de abrir sua academia; e o Marcelo Mafra “Lapela”, que é um dos nossos atletas mais técnicos e está indo muito bem no MMA, já com três vitórias. Ele luta agora no dia 7 de fevereiro, no evento King of The Cage, e com certeza virá vitória por aí. Temos o Marco Machado “Sharpei”, o Robinho, que está treinando forte e vai dar trabalho nas competições, e o Samuel Quito, que está no Bellator e vem muito bom. E ainda tem o resto da galera que mora mais longe e só vem na época dos camps, para fortalecer ainda mais o time para o Pan e o Mundial.

O pessoal aqui na seção de comentários tem pedido para ver você com o Rodolfo Vieira, se possível já em abril na superluta da Copa Pódio, ou no Pan…

Acho que é certo de lutarmos em 2013, afinal o Rodolfo é um atleta excepcional que vem mantendo os bons resultados, além de um cara gente boa. Com toda certeza faremos mais lutas como nossas duas últimas, em que o resultado foi uma vitória para cada lado. Temos tudo para fazermos duelos como o último, no Mundial, que foi um lutão. É sempre um grande prazer lutar com um atleta como ele, que realmente luta para a frente e em busca da finalização. Por isso, nossas lutas são boas, e não são aquele tipo de luta que dá até sono de assistir.

O ano de 2012 foi até agora o mais importante da sua carreira de kimono. O que sonhar para 2013?

Sem dúvida 2012 foi o melhor ano da minha vida, pois alcancei muito objetivos juntos. Mas não me acomodei. Eu já estou fazendo de tudo para ter um 2013 ainda melhor. Vou lutar as mesmas competições, com o objetivo de repetir os mesmos feitos, e este ano ainda tem o ADCC, um campeonato sem kimono em que sempre tive o sonho de lutar. Estou confiante em receber um convite para estar lá este ano. Estou sentindo que será um ótimo ano.

Ler matéria completa Read more
There are 6 comments for this article
  1. Tiago Borges at 2:14 pm

    Na minha HUMILDE opinião … Esse é o única CARA que pode fazer frente a R.V, na atualidade. Torço para os dois, perdendo um ou ganhando outro, quem sempre sairá ganhando é o Brazilian Jiu Jitsu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *