Lucio Lagarto e a Copa Pódio: “Não vejo a hora de começar a brincadeira”

Share it
Lucio Lagarto é uma das feras no GP dos Pesados da Copa Pódio. Foto: Ivan Trindade/ GRACIEMAG

Lucio Lagarto é uma das feras no GP dos Pesados da Copa Pódio. Foto: Ivan Trindade/ GRACIEMAG

Na reta final dos treinos para o GP dos Pesados da Copa Pódio, que ocorre no dia 13 de janeiro, Lucio Rodrigues, o Lagarto, não vê a hora de cair dentro do dojô do Clube Hebraica, no Rio de Janeiro.

O experiente faixa-preta da Gracie Barra está no grupo verde, ao lado de Bruno Bastos, Antonio Braga Neto, Alexandre Souza e o faixa-marrom João Gabriel.

Ele falou ao GRACIEMAG.com sobre seus treinos e mostrou confiança: “Se eu precisasse apontar um favorito ao título do GP, seria eu mesmo!”

Para assistir à Copa Pódio pela internet, clique aqui.

GRACIEMAG: Como você está se preparando para as lutas de seis minutos da Copa Pódio?

LUCIO LAGARTO: Uma luta de seis minutos não permite muitas falhas, é preciso desenvolver o jogo de forma inteligente. Obviamente, quem errar menos deve prevalecer. Meus treinos estão irados, só treino duro e todos os meus companheiros são altamente competentes. Eu, particularmente, estou focando de tudo um pouco, tanto guarda como passagem, de forma bem completa. Agora é realmente esperar o dia 13, eu acredito ter muitas surpresas para mostrar ao pessoal. Os treinos vão continuar pesados e disciplinados, além de uma alimentação que tem de estar de acordo.

Como você avalia seu grupo?

O campeonato só tem fera, e não apenas no meu grupo. Não tem para onde correr, e essa é a ideia principal. Sinceramente, não vejo a hora de começar a brincadeira!

Quem é o favorito ao título, na sua visão?

Cara, é difícil apontar um favorito, se eu fosse apontar seria eu mesmo (risos)! Estou amarradão, e me sentindo 100% para a disputa. O que podem esperar de mim, fatalmente, é um Jiu-Jitsu pronto para qualquer situação, pronto para ótimos resultados.

Os grupos em disputa no GP dos Pesados da Copa Pódio. Foto: Gustavo Aragão/ GRACIEMAG

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *