Roy Nelson chega ao 11º nocaute na carreira em noite rica em Jiu-Jitsu

Share it
Roy Nelson  nocauteou Matt Mitrione. Foto: Jim Kemper/Zuffa LLC

Roy Nelson nocauteou Matt Mitrione. Foto: Jim Kemper/Zuffa LLC

Astro principal do evento TUF Finale 16, realizado nesse sábado, dia 15 de dezembro, Roy Nelson comprovou ser uma das maiores figuraças do UFC. E dono de um dos maiores murros do evento de Dana White.

A ponto de um leitor do GRACIEMAG.com pedir na mesma hora: “Dana White, queremos Roy Nelson vs Anderson Silva em 2013!”

Apelidado de “Kung Fu Pança” pela revista brasileira “Trip”, o barbudão faixa-preta de kung fu e Jiu-Jitsu comentou com Joe Rogan por que, hoje, ele prefere nocautear a finalizar.

“Desde a primeira vez que nocauteei eu percebi que isso era mais fácil para mim do que quedar ou arrochar um golpe”, sorriu.

O nocaute em cima do ex-jogador de futebol americano Matt Mitrione, bem mais alto que Roy, veio aos 2min58s do primeiro assalto. No início, Roy estudou, defendeu uns chutes e socos, e até clinchou por uns segundos, para não deixar Mitrione se empolgar.

No fim, desceu a lenha, com um gancho imprevisível que veio lá de baixo, furou a guarda do rival e pegou na ponta do queixo. Foi o nocaute de número 11 em sua carreira, que tem ainda cinco finalizações.

Aí foi só escalar as grades, com aquela dificuldade de sempre, e alisar a pança para a galera, com o riso de sempre.

Colton Smith: carrapato contratado

A final do reality show “TUF 16”, capitaneado pelos treinadores Roy Nelson e Shane Carwin (que se contundiu), trouxe os meio-médios Colton Smith e Mike Ricci, duas feras compridas e esguias que disputavam o contrato com o UFC, além de uma motocicleta novinha. Ambos já haviam faturado 55 mil dólares no programa, mas queriam mais. Desejavam a glória de poder bater no peito e dizer: “Eu sou o melhor”.

Tal glória coube a Colton Smith, americano, ex-militar, que não deu espaço para o nocauteador canadense amigo de Rory MacDonald e GSP. Colton punha para baixo sempre que Mike chutava, e manobrava sem dificuldade para as costas.

A luta foi assim até o último minuto do derradeiro terceiro assalto, quando Ricci chapou as costas de Colton no chão, virou-se e ficou por cima pela primeira vez. Tentou atacar as costas, arriscou o bote no braço, mas era tarde. Vitória por decisão unânime para o campeão do TUF Finale 16.

O UFC aproveitou o ensejo e confirmou o UFC 158, dia 16 de março em Montreal, com os meio-médios GSP vs Nick Diaz, Rory MacDonald vs Carlos Condit e Johny Hendricks vs Jake Ellenberger. Explodiu ou não?

Jiu-Jitsu hábil com selo ATT

Para abrilhantar ainda mais um bom evento, com lutas frenéticas, houve ainda boas finalizações na noite em Las Vegas, nas dependências do Hard Rock Hotel & Cassino. O ponto negativo foi a espera entre as lutas, que tornou o show de 11 lutas longo demais. No chão do Octagon, porém, só suavidade.

Destaque para Dustin Poirier (ATT), que finalizou Jonathan Brookins (GB Orlando) na peleja mais arrepiante do show, com um triângulo de mão no finzinho do primeiro assalto. Quem também fez bonito foi Anthony “TJ” Waldburger, que pôs o mais experiente Nick Catone para dormir, no meio-médio.

No card preliminar, um pouco mais cedo, o estreante Mike Rio já havia aplicado um interessante armlock da guarda para despachar John Cofer.

Outros destaques da noite foram Hugo Wolverine, com uma patada assustadora, no peso-galo, e o russo Rustam Khabilov, que apagou o oponente Vinc Pichel com um suplê.

UFC – TUF Finale 16

Las Vegas, Nevada, EUA

15 de dezembro de 2012

Roy Nelson derrotou Matt Mitrione por nocaute técnico aos 2min58s do R1

Colton Smith derrotou Mike Ricci por decisão unânime dos jurados

Pat Barry derrotou Shane del Rosario por nocaute técnico aos 26s do R2

Dustin Poirier finalizou Jonathan Brookins no triângulo de mão aos 4min15s do R1

Card Preliminar (Fuel TV)

Mike Pyle derrotou James Head por nocaute técnico (joelhada e socos) a 1min55s

Johnny Bedford derrotou Marcos Vina por nocaute a 1min do R2

Rustam Khabilov derrotou Vinc Pichel por nocaute (suplê) a 2min15s

TJ Waldburger apagou Nick Catone no triângulo a 1min04s do R2

Card Preliminar (Facebook)

Hugo Wolverine nocauteou Reuben Duran aos 4min05s

Mike Rio finalizou John Cofer na chave de braço da guarda aos 4min11s do R3

Tim Eliott derrotou Jared Papazian na decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.