Romulo Barral comenta conquista e lutas com André Galvão e Otavio Sousa

Share it
Rominho Barral raspa André Galvão na final da categoria, no IBJJ Pro League. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG

Rominho Barral raspa André Galvão na final da categoria, no IBJJ Pro League. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG

Com disputas acirradas e golpes plásticos, a categoria até 88kg foi a mais aplaudida da primeira edição da IBJJ Pro League, no sábado em Long Beach.

Na final, em combate muito duro, Rominho Barral levou a vitória por decisão dos juízes e conquistou a bolada de 5 mil dólares da liga profissional.

Em entrevista exclusiva ao GRACIEMAG.com, Barral disse que deve aparecer no Europeu, explicou o estranho sentimento de finalizar o amigo Otavio Sousa e elogiou André Galvão, seu concorrente na final.

GRACIEMAG: Como você avalia a luta com André Galvão?

RÔMULO BARRAL: Foi um lutão, acho que eu e o Galvão temos o mesmo estilo de jogo, nós jogamos para frente. Então todas as vezes que lutarmos tenho certeza de que será um grande combate. A luta foi muito equilibrada, terminou empatada, e a vitória poderia ter ido para os dois lados ao meu ver. Mas dessa vez os juízes me deram a vitória, e fiquei muito feliz. Sou fã do André Galvão, gosto muito do Jiu-Jitsu dele, foi uma honra competir contra ele.

Você acabou tendo de enfrentar um companheiro de Gracie Barra, o Otavio Sousa, na semifinal. Como foi?

Não é bom competir contra um amigo e parceiro de mesmo time. Gosto muito do Tavinho, mas somos profissionais e às vezes temos de fazer coisas que não gostamos para ver o crescimento do nosso esporte.

Qual foi a lição que você tirou da IBJJ Pro League?

Sempre temos de procurar melhorar. O campeonato já passou e a vitória dura pouco. Hoje já estou de volta aos treinos procurando corrigir alguns erros.

O Jiu-Jitsu perde muito lutador bom para o MMA hoje. A proposta da IBJJF é boa para valorizar mais ainda os competidores?

Sim, acredito que nós atletas do Jiu-Jitsu levamos vida de atleta profissional, mesmo sendo amadores. Afina, nós treinamos o dia inteiro para sermos campeão. Então, nada mais justo e recompensador do que termos uma premiação em dinheiro no final.

Quais são seus planos para 2013?

Estou muito animado para o ano que vem. Quero lutar tudo, começando pelo Europeu de Jiu-Jitsu, em Lisboa. Depois, vou lutar a seletiva de Miami para WPJJC de Abu Dhabi, e os principais campeonatos da IBJJF, e quem sabe o ADCC 2013.

http://www.youtube.com/watch?v=46OqN_OSzrA

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article
  1. DiPipe Luciano Júnior at 6:51 pm

    Galvão tentou passar a guarda de primeiro ao último minuto de luta, mas sem apresentar muita eficácia.
    Barral, não amarrou, mas dava ataques mais eficazes, espera Galvão errar mais.

    Eu daria pro Galvão, mas entendo a vitória do Barral, senão quer levar pros juízes, tenta finalizar da onde estiver.

  2. Extg Bjj at 8:07 pm

    Galvão foi bem mais agressivo e mostrou mais pressão tentando passar a guarda intransponível do Barral na maioria do tempo, ao final o Rômulo da uma marrada e segura o resultado. Na minha opinião, André Galvão foi melhor. Mas concordo com o colega abaixo, deixou na mão dos juízes não pode reclamar da decisão deles. No jiu-jitsu a única forma de não ser surpreendido é finalizando! Lutaço! Quem tiver link de vídeos de mais confrontos dos dois por favor compartilhe conosco. Osssss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *