Rory MacDonald: “Não vou lutar com GSP, não vou apunhalá-lo pelas costas”

Share it
O jovem Rory MacDonald contra a lenda BJ Penn, no UFC on Fox 5, em Seattle.

O jovem Rory MacDonald contra a lenda BJ Penn, no UFC on Fox 5, em Seattle: olho em Carlos Condit e provocações de Koscheck. Foto: Divulgação UFC

Lendário ex-campeão do UFC, BJ Penn caiu perante a juventude da fera canadense Rory MacDonald, no UFC on Fox 5, evento ocorrido nesse sábado, em Seattle. Visivelmente superior, Rory subjugou o havaiano em pé, e ao final do embate pediu uma revanche contra Carlos Condit. Indeferente a isto, Josh Koschek se pronunciou, e pediu a luta pelo Twitter.

O jovem Rory surpreendeu pela frieza e segurança – antes e depois da luta. Entrou no octógono contra um BJ sem o gás de outrora e, por vezes, sem iniciativa durante o combate. O canadense venceu com folga e se firmou como um dos grandes da divisão dos meio-médios. Após a luta, Rory pediu uma revanche contra Carlos Condit, atleta que, segundo o canadense, havia o humilhado em seu último encontro.

“Respeito muito Carlos Condit, mas acho que fui humilhado naquela luta. Quero provar para mim mesmo e para o mundo que eu sou melhor lutador do que aquilo. Quero uma revanche pelo embaraço que senti naquela noite” disse MacDonald, que depois explicou: “Eu me senti mal depois daquela derrota”.

Na ocasião, em 2010, Rory estava vencendo a luta com Condit, até ser nocauteado nos últimos segundos da peleja.

Na coletiva pós-evento, Rory foi indagado se, fosse cotado para a disputa de título, de fato lutaria contra o parceiro Georges St-Pierre. MacDonald tentou desconversar mas decidiu deixar clara sua opinião.

“Eu não sei… Ainda não cheguei lá. Mas não acho que eu precise lutar com St-Pierre. Aliás, eu não vou lutar com St-Pierre. Ele fez muito por mim, e eu não vou apunhalá-lo pelas costas. Nós somos amigos”, disse o atleta.

A vitória sobre BJ Penn lhe garante outro desafiante: Josh Koschek, lutador que figura entre os dez da categoria e possui em seu currículo um nocaute sobre Matt Hughes, integrante do Hall da Fama do UFC.  Koscheck pediu a luta, e provocou: disse não acreditar que a organização vá deixar o seu jovem atleta ser batido por ele.

“Se o Rory deveria lutar comigo? Duvído que o UFC queira ver ele ser chutado no traseiro”, disse Koscheck, que lutou pela última vez em maio deste ano, quando foi derrotado por Johnnny Hendricks na terceira edição do UFC on Fox.

Contra quem você gostaria de ver Rory em ação, sagaz leitor? O frio Carlos Condit ou o falastrão Josh Koscheck?

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Renato Soares at 11:43 pm

    São Caras como o Rory que constroem mais ainda o nosso esporte, provando que cinturão e dignidade são bem distintos, não vale a pena acabar uma amizade e como ele disse apunhalar quem te ajuda por um status de campeão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *