Mackenzie: “Quero repetir na preta o sucesso que tive em outras faixas”

Share it
Mackenzie Dern quer manter o sucesso na faixa-preta. Foto: Divulgação

Mackenzie Dern quer manter o sucesso na faixa-preta. Foto: Divulgação

Mackenzie Dern não é uma simples lutadora. Agora, ela é faixa-preta de Jiu-Jitsu. E começou a perceber isso desde cedo, ao ser parabenizada pela nova graduação pelo campeão do UFC Ben Henderson, via Twitter.

Quem amarrou a faixa na cintura da atleta da Gracie Humaitá foi seu pai, Wellington “Megaton” Dias. Radicada no Arizona, Mackenzie faz seu debute no Long Beach Fall Open neste fim de semana. Em janeiro, ela encara a pedreira Marina Ribeiro no Desafio de Casais da Copa Pódio.

Em entrevista exclusiva ao GRACIEMAG.com, Mackenzie falou sobre como andam os treinos e compartilhou a emoção ao receber a nova faixa.

GRACIEMAG: Como estão seus treinos para o Long Beach Open? Aumentou a responsabilidade?

MACKENZIE DERN: Meus treinos estão ótimos! Estou treinando aqui no Arizona com meu pai e o meu namorado, Augusto Tanquinho, juntamente com nossa equipe. Daqui a uma semana, estou indo ao Brasil e será excelente para treinar com a galera do meu time, na Gracie Humaitá, e também com a galera da Soul Fighters, equipe do Tanquinho. Sei que é fim de ano, mas tem muita gente na pilha para treinar Jiu-Jitsu, e isso vai me ajudar muito, sei que vou continuar bem focada para a luta na Copa Pódio.

Como está a expectativa de lutar no meio das faixas-pretas?

Estou animada, a expectativa é a melhor possível. Quero repetir na faixa-preta o sucesso que tive nas outras faixas. Sei que depende de muito treino, determinação e de conseguir errar o menos possível, mas estou ansiosa e ao mesmo tempo feliz de começar a ganhar essa experiência de faixa-preta.

Você enfrentou a Marina ainda como faixa-marrom, no WPJJC de Abu Dhabi, e venceu. Agora é o reencontro, no Desafio de Casais. O que espera dessa luta com a Marina Ribeiro?

Acho que será bem difícil. Ela é uma ótima lutadora, tem muita técnica e experiência, ficou em segundo lugar no Mundial 2012, na faixa-preta. Eu sou a nova faixa-preta querendo ganhar meu espaço entre as mais experientes. Temos tudo para fazer uma luta muito boa. Pelo fato de termos lutado uma vez, acho que isso vai deixar a luta mais difícil, pois já sabemos como cada uma é.

Quais são os seus planos para 2013?

Quero lutar todo mês! Estou focada para tentar ganhar o Mundial 2013 e quero muito lutar o ADCC, o tradicional torneio sem kimono criado pelo Xeque Tahnoon. Ganhei a seletiva para o ADCC em San Diego, mas infelizmente não valia a vaga para as mulheres. Mas, vou seguir lutando.

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *