Sul-Americano: veja quem beliscou as principais medalhas de ouro

Share it
Guto Campos e Rodrigo Pimpolho no Sul Americano 2012 Foto: Guilherme Doze Santos

Guto Campos nas costas de Hugo Britto no absoluto, no Sul Americano 2012. Foto: Guilherme Doze/CBJJ

 

Com mais de 1.200 atletas, o Sul-Americano 2012 em Florianópolis trouxe um pouco de alegria, adrenalina e paz para Santa Catarina, aflita nas últimas semanas pela onda de violência no estado.

Nos dojôs do Centro Multiuso de São José, muita luta e segurança por parte dos competidores. “Além de Brasil e Argentina, tivemos atletas dos EUA, Canadá, Portugal e Espanha. Foi o melhor Sul-Americano de todos até hoje”, vaticinou o co-organizador Claudinho Arraes.

O troféu de melhor equipe, no adulto, ficou com a Alliance, do campeão absoluto Léo Leite, que fechou já no sábado com o parceiro paulista Léo Nogueira. As medalhas de bronze no absoluto ficaram com Guto Campos e Alexandro Ceconi.

Neste domingo, outros faixas-pretas fizeram bonito.

No peso-galo, Igor Rodrigues (CheckMat) foi o grande vencedor, após final com Marcos Franco (Gracie Barra).

O pluma foi da revelação Rayfan Barbosa, da Associação Monteiro de Manaus. A prata ficou com Leandro Martins (CheckMat).

No peso-pena, a fera Isaque Paiva (Cícero Costha) voltou a comemorar. O vice foi seu companheiro de equipe José Tiago.

O campeão dos leves foi Kim Terra, com Sandro Gabriel, também da CheckMat, levando a prata para casa.

No peso médio, Giderson Barros (Carlson Gracie) foi o grande vencedor, após final contra Jacob Mackenzie, o canadense da GFTeam.

O meio-pesado foi do astro gaúcho Guto Campos, que na disputa do ouro finalizou Rodrigo Fajardo, o popular Pimpolho da Gracie Barra.

Leo Leite venceu o pesadissimo e o absoluto no Sul Americano 2012 Foto Guilherme Doze

O carioca Léo Leite venceu o pesadíssimo e o absoluto no Sul Americano 2012, no fim de semana. Foto: Guilherme Doze/CBJJ

No peso pesado, a fera da Alliance Fabiano Junior venceu o favorito Alex Ceconi. O grande lance da luta foi quando Fabiano encaixou uma chave omoplata em Ceconi, que obrigou o astro local a girar para escapar.

O campeão superpesado foi o campeão mundial da categoria, Léo Nogueira, que venceu André Alberto (Gracie Barra) em grande final.

O pesadíssimo foi vencido por Léo Leite, com Felipe Pereira (Gracie Floripa) em segundo.

Marina e Preguiça vibram

A campeã absoluto faixa-preta foi Marina Ribeiro (CheckMat), após vitória em cima de Talita Treta (Ryan Gracie). O bronze no aberto ficou com Leticia Lalli (CheckMat) e Delcia Enricone (Behring).

Na faixa-marrom, o campeão absoluto foi o mineiro Felipe “Preguiça” Pena (Gracie Barra). O pupilo de Romulo Barral venceu Alysson Rossei (Nova União) na final. Em terceiro, ficaram Bruno Cuppari (Brasa) e Marcelo Tarso (Guetho Jiu-Jitsu).

Confira os resultados oficiais aqui, no site da CBJJ.

Ler matéria completa Read more
There are 17 comments for this article

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.