Dos Anjos: “Não sei quantos degraus estou do campeão, mas sigo firme”

Share it
Rafael dos Anjos dominou Mark Bocek, no UFC 154. Foto: UFC/Josh Hedges

Rafael dos Anjos dominou Mark Bocek, no UFC 154. Foto: UFC/Josh Hedges

Após uma luta divertida e convincente contra Mark Bocek no UFC 154, a parte empolgada da mídia especializada brasileira já começou a ver Rafael dos Anjos como um rival em potencial do campeão Ben Henderson, o atual dono do cinto dos leves.

Rafael não liga para esses confetes. O faixa-preta de Jiu-Jitsu de Roberto Gordo sabe que tem carências e alguns degraus a subir. E o melhor: não está com pressa.

Confira o que nós do GRACIEMAG.com aprendemos com ele neste rápido bate-papo:

Wrestling, Jiu-Jitsu ou a porrada em pé? Onde você curtiu mais a luta com Bocek, no último sábado, em Montreal?

Achei a luta muito boa em todos os sentidos. Consegui impor minha estratégia e anular o jogo sempre perigoso do Mark, um lutador completo também. Sobre minha parte em pé, eu sempre quero melhorar nas áreas em que sou mais fraco, por isso treinei com Rafael Cordeiro na Kings MMA, e também na Black House e na Evolve MMA, em Cingapura. Todos os treinos têm sido benéficos para mim. Antes do UFC 154 fiquei duas semanas em Cingapura trocando com aquelas feras do muay thai de lá, e isso me ajudou bastante.

Qual a diferença dos treinos de muay thai na Cingapura e os treinos do Rafa na Kings MMA, na Califa?

Com o Rafael o treino sempre é de um muay thai voltado para o MMA, com os golpes combinados. Fazemos a trocação e a parte de queda e chão também. Já em Cingapura é o muay thai puro.

A quantos degraus você se vê do campeão Ben Henderson?

Não sei a quantos degraus estou dele hoje, mas estou seguindo firme na minha caminhada.
 Sei apenas que nossos estilos são um pouco diferentes, as origins também. Ele vem do taekwondo e do wrestling e eu do Jiu-Jitsu.

Dana White disse que pretende fazer 12 eventos no Brasil ano que vem. Você esperar lutar no Brasil em 2013?

Seria uma boa, faz tempo que nao luto com a torcida a favor! (Risos)

E quem você enfrenta agora? O Gleison Tibau é um nome forte, que te venceu. Gostaria de uma revanche?

Tenho vontade sim, mas essa categoria é muito cheia, então acho que não é muito provável.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *