Seu rival passa sua guarda emborcando? Surpreenda com uma raspagem

Share it
Anderson Silva bota pressao para passar a guarda em treino na Black House Foto Gustavo Aragao

Anderson bota pressão para passar a guarda emborcando, em treino na Black House. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Poucas passagens de guarda são tão clássicas e eficazes como a passagem emborcando, técnica que até o Anderson Silva é fiel adepto, como a foto de Gustavo Aragão, acima, comprova.

Útil com e sem kimono, a passagem emborcando foi usada também pelo campeão Xande Ribeiro, na final do absoluto do último Mundial Sem Kimono, contra o guardeiro Leandro Lo.

O que fazer então quando seu companheiro vier botando pressão tal qual um Xande ou um Anderson? O GRACIEMAG.com traz hoje a receita para esse seu problema.

A principal dica para não ser emborcado é manter o quadril colado no chão.

Mas como fazer isso? É o que Rodrigo Cavaca nos ensina.

“Com o quadril colado no tatame, o adversário não consegue ganhar espaço. Faço então a pegada em cada manga do adversário e empurro para trás, para que ele não consiga juntar as mãos para emborcar”, diz o professor da CheckMat.

“Quando o adversário chega na posição de emborcada, faço a pegada no kimono dele e vou saindo o quadril até eu por meus dois pés no chão. Depois, pego a faixa do oponente com a mão esquerda. A mão direita eu uso como apoio para recolher o quadril até eu ficar sentado. E faço pressão com meu braço esquerdo no ombro do oponente para evitar que ele faça postura”, diz Cavaca.

“Com minha mão direta, passo por baixo da axila dele para pegar a lapela oposta. Depois disso, fecho o cotovelo direito e saio o quadril até fazer um espaço para entrar com meu gancho na perna esquerda dele. Com meu gancho, ponho pressão no cotovelo que está segurando a faixa e subo para raspar. Depois solto a pegada da lapela e monto”, conclui o professor de Marcus Bochecha.

Gostou de mais esta dica para o seu treino? Comente aqui!

Ler matéria completa Read more
There are 7 comments for this article

Deixe um comentário para Douglas Frauches Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.