Cícero Costha comenta vitória em luta casada em São Paulo

Share it
Cicero Costha entra em ação, neste sábado. Foto: FJJP

Cícero Costha voltou a vencer de pano, em luta casada em São Paulo. Foto: Divulgação

No último fim de semana, em São Paulo, rolou o Max Sport de MMA. Para dar início ao evento, o Jiu-Jitsu mais uma vez foi convidado e se fez presente, na superluta casada de kimono entre Cícero Costha, treinador de Leandro Lo, e a fera Danny Abu da Gold Team.

O GRACIEMAG.com bateu um papo com o professor sobre as lições aprendidas ao voltar à ativa, ele que costumava entrar em tudo que é Brasileiro quando mais novo. A luta terminou 2 a 0 para Cícero. Confira!

GRACIEMAG: Como foi o seu combate contra o Danny Abu?

CÍCERO COSTHA: Eu já tinha enfrentado ele uma vez e venci, essa luta foi uma revanche. Treinei um mês especificamente em cima do que meu adversário sabe fazer de melhor, pensei que ele iria me puxar para a guarda, mas ele optou por trocar em pé comigo. A luta foi dura, no final do combate eu estava vencendo por 2 a 0 e ele acabou me puxando para a guarda, onde me sinto bem à vontade. Conseguir passar mas infelizmente não estabilizei a posição. Foi um combate muito bom apesar de meu adversário ter ficado na defensiva.

Você tirou alguma lição da luta?

O que aprendi nessa luta é o que sempre digo para os alunos no nosso Projeto: “Dedique-se aos treinos, só assim você será capaz de alcançar seus objetivos”. Eu fiz da mesma forma que transmito para eles todos os dias, por isso consegui vencer novamente. Este é apenas o recomeço da minha jornada como competidor, pois todos irão me ver novamente nos Brasileiros, Mundiais e Internacionais, e ficarei entre os três primeiros.

E foi uma luta curta, certo?

Sim, o tempo foi muito curto e não deu para soltar muito o jogo. Eu estava preparado para lutar dez minutos, mas os organizadores do evento optaram pelo tempo de cinco minutos. Na próxima luta pretendo atacar muito mais, ser mais ofensivo.

Por que você anda afastado das competições, Cícero?

Eu sempre amei competir, e nunca pensei em parar, é bom deixar claro. Eu só me ausentei dos campeonatos por motivos burocráticos e também para me dedicar aos meus alunos, e ao projeto que mantenho desde 2006. Graças a esta dedicação, hoje tenho diversos campeões no Projeto Social Lutando Pelo Bem (PSLPB). Agradeço muito a todos que me ajudaram em meu treinamento e a todos que colaboram para o bom andamento do meu projeto. Quem tiver interesse em apoiar ou conhecer mais sobre ele, passe para uma visita. Fica em Ipiranga, São Paulo, na rua Lino Coutinho, 426. Mais infos no site www.cicerocostha.com.

Ler matéria completa Read more
There are 14 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *