Tanquinho explica montada em Lo e vantagem na final com JT

Share it

Tanquinho comemora a vitória contra JT Torres no Mundial Sem Kimono. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG.com

Augusto “Tanquinho” Mendes parecia se recusar a perder no Mundial Sem Kimono 2012. No último domingo, virou a luta contra Leandro Lo na semifinal. Na final, a tão falada e polêmica final contra Jonathan “JT” Torres, Tanquinho ganhou uma vantagem decisiva nos últimos segundos.

GRACIEMAG: O que você destaca como seu ponto mais forte nesse Mundial Sem Kimono? O que fez diferença?

AUGUSTO TANQUINHO: Acredito que lutei com inteligência e consegui seguir as estratégias traçadas. Enfrentei grandes atletas, errei pouco e percebi que ainda estou evoluindo desde a minha volta depois da cirurgia. A cada campeonato estou melhorando.

Como se desenrolou a semifinal com Leandro Lo, na sua visão?

Contra o Leandro fiz uma boa estratégia, eu queria ficar por cima e atacar seu pé ou joelho, conquistando vantagens e pontos por combatividade, ou até finalizar quem sabe. A tática deu tão certo que consegui ali no fim encaixar a kimura de pé e ele teve de rolar para fora do tatame para defender. Com isso, ganhei dois pontos. A luta reiniciou em pé e mais uma vez tive de enfrentar a guarda dele, só que dessa vez eu estava na vantagem, 2 a 0. Ele teve de ir para o tudo-ou-nada e aproveitei o espaço que ele deixou e passei direto para a montada, e fiz mais sete pontos, 9 a 0.

O que você achou do Lo como oponente?

O Lo é um grande amigo e tem o meu respeito pela sua postura, humildade e pelo Jiu-Jitsu que tem, eu já disse isso para ele e repito aqui no GRACIEMAG.com: o cara ainda é o número um do mundo. Eu vou trabalhar mais para ganhar dele ou de qualquer outro de kimono, até ter a minha chance de virar o número um.

E o detalhe da montada?

Já tínhamos lutado duas vezes ano passado, e cada um venceu uma vez – eu no Pan por 4 a 0 e ele no Basileiro, por 4 a 2. Eu já sabia que seria dureza, mas confio no meu Jiu-Jitsu. Nessa luta eu aproveitei a falha dele, ele tentou empatar a luta com uma raspagem no sacrifício e com isso abriu a oportunidade que eu esperava. Caí direto na montada e estabilizei a posição, fui oportunista e inteligente.

E aí houve a final contra JT, decidida nas vantagens…

A minha final contra o JT foi uma boa luta, acho que mostrei mais coração e vontade de ganhar – o JT quis jogar na malandragem quando estava na frente em vantagens, mas eu senti que ele cansou e com isso você não raciocina tão bem. Ele esqueceu que tinha tomado uma punição verbal e quando fugiu da luta no chão tomou a segunda punição, o que lhe custou uma vantagem para mim. No fim, ele quis entrar na posição para emborcar, para ficar por cima amarrando, só que foi surpreendido por um estrangulamento que no meu ponto de vista muita gente ainda não conhece.

Como é aquele golpe ali, um triângulo sem a mão por dentro? E pega mesmo?

Algumas pessoas acham que eu só botei minhas pernas para apertar a cabeça dele, mas na realidade esse é um estrangulamento oriundo do judô, que o Wellington Megaton e a Mackenzie me ensinaram. Eles adaptaram para o Jiu-Jitsu sem kimono e a Mackenzie tem finalizado muita gente com isso. Eu o usei e surpreendi o JT. Eu garanto que estava muito arrochado e até pensei que ele iria apagar, porque senti ele ficando mais mole. Aí eu errei ao tentar fazer um melhor ajuste e perdi a posição. Mas eu tinha certeza de que o juiz viu o perigo que levei com o estrangulamento. Inclusive na final do meio-pesado o Rômulo Barral usou um estrangulamento parecido e ganhou uma vantagem também.

E você ficou irritado pelo fato de ele não ter ido ao pódio? O que houve?

Sim, achei muita falta de respeito da parte do JT ao não comparecer ao pódio para receber a medalha de prata. Quem não vai ao pódio desprestigia os demais concorrentes. Menos de dois meses atrás, o JT me venceu na final do Boston Open, também nas vantagens, e eu estava lá no pódio. Fico triste que ainda haja pessoas que faltem com o respeito dessa maneira.

O que vem agora para você?

Vou continuar meus treinos de pano e estou esperando uma vaga para lutar o Pro League da IBJJF, dia 8 de dezembro. Estou em oitavo lugar no ranking da IBJJF no peso leve, mas só os seis primeiros estão classificados. Não lutei os principais campeonatos da IBJJF em 2012 por culpa da minha cirurgia na cervical e isso me prejudicou um pouco no ranking, mas tenho esperança ainda de lutar o Pro League. Se duas pessoas à minha frente não puderem lutar, eu entro na vaga delas. Não quero torcer para nenhuma dessas feras ficar de fora, claro, mas se a chance cair no meu colo eu vou com tudo!

Ler matéria completa Read more
There are 56 comments for this article
  1. Kim Terra at 9:34 pm

    O chato de lutar com Tanquinho é que além dele ser um EXCELENTE atleta, é amigo de TODOS os árbitros da CBJJ, sem contar que o seu mestre é ninguém menos do que o Diretor de Arbitragem da IBJJF, Alvaro Mansur, que assiste a todas as lutas do Tanquinho ao lado do tatame, só olhando pro árbitro, seu subordinado, e coçando a barbicha de forma ameaçadora (?).

    • Bruno Tanque Mendes at 11:54 pm

      Kim, vc é um cara duro e sempre tá lutando. Tem o meu respeito e merece ele. Mas está equivocado nas duas colocações que fez. Tanquinho já foi prejudicado muitas vezes pela arbitragem. Arbitrar é complicado, os caras não estão ali para roubar, mas as vezes se equivocam. No caso da luta com o JT, não houveerro, em nada. estão querendo criar uma polêmica onde não existe polêmica. Se fosse a vitória do JT nas mesmas condições, estariam todos falando da garra da superação do JT. Será que se fosse ao contrário, se estaria dando essa polêmica toda? E o mais importante, qual o real motivo para se estarem criando polêmica? Eu acho melhor eu não falar o que penso.
      Mas, de qualquer forma, peço respeito ao meu professor e mestre, Alvaro Mansor. Voçê deve medir as coisas que fala cara. Por falar em ficar do sentado ao lado do ringue, Nas SUAS lutas ele sempre está tambem, mas os motivos são outros.
      Peço que reflita no que está falando. É a sua opinião, mas deve ser exposta com cuidado e de uma forma que educada e cortês.

    • Guilherme Henry at 11:59 pm

      Esse cara é um fanfarrão, todo engomadinho… gravatinha vermelhinha… criado com vó, playboyzinho se irritou com a vitória justa… Kim, uma dica pra você: pegue seu telefone e disque 2253-1177 e faça sua denúncia!

    • Victor Sophia at 1:13 am

      Não pense que seu nome tem o mesmo peso do seu irmão. Pois está muito distante disso. Se ao menos vc tivesse alguma final, como o Tanquinho e seu irmão tem que geram polêmicas por pessoas como vc, eu diria que vc tem algo a dizer. Mas não é o fato. Não estou te chamando de froxo, nem dizendo que você não é bom. Mas apenas dizendo que vc está longe do nível desses caras. Então não entre em um lugar de peso como a graciemag para falar baboseira. Quer aparecer, faz que nem seu irmão e ganha o mundial.

    • Bernardo Belfort at 12:13 pm

      Kim, o JJ nos ensina a respeitar sempre nossos oponentes. O JJ é uma lição para a vida e não pra uma competição. A humildade faz parte de um grande lutador, quando nós nos curvamos antes de começar uma luta é para demostrarmos nosso respeito e humildade perante o oponente. Desqualificar o triunfo do Augusto Tanquinho Mendes é tentar menosprezar sua técnica, sua dedicação seu talento pelo JJ. Reflita, um grande lutador volta atrás e pede desculpas. Osss

  2. Kim Terra at 9:38 pm

    Em outras palavras, eu nunca vi o Tanquinho ser prejudicado pela arbitragem, porém, repetidas vezes vejo-o sndo favorecido por ela, em circunstâncias duvidáveis, o que me faz crer que algo está errado, e não sou eu, porque eu sempre estou certo, mesmo quando estou errado.

  3. João Gabriel Rocha at 11:38 pm

    toma cuidado voce pode ser o proximo, a lutar com ele e aposto que voce nao dura nem 2 min com ele ! ele mesmo ja foi prejudicado pela arbitragem varias vezes nao só uma, inclusive com o proprio JT no europeu , nao sabe nada e quer falar, primeiro se informa para nao falar merda….

  4. Charles Denach at 11:56 pm

    Quem não tiver competência, que não se estabeleça. Existem muito mais chances de ficar calado do que abrir a boca pra falar merda e virar motivo de chacota. Inveja? Nããããoooo, imagina! Tá com medo de cagar? NÃO COME!

  5. Henrique Botelho Nino at 12:05 am

    O que a galera não entende é que além de ser muito bom lutador com e sem pano, e por ser um árbitro há muitos anos, o tanquinho se tornou um exímio conhecedor das regras e luta dentro dela como poucos. Sinceramente alguem aqui tem dúvidas do potencial dele para ser campeão ?? o cara é fera demais e os seu títulos falam por si … quem conhece a regra sabe que não é preciso ter seu ataque defendido pra que lha seja concedida uma vantagem por ele , bastando apenas a real possibilidade da finalização. Como diz Arnaldo cezar coelho : A REGRA É CLARA. Com relação aos prejuízos , o próprio tanquinho ja perdeu a final de um mundial na faixa marrom, que seria seu tri campeonato, em uma decisão escandalosa e na frente do Ja diretor de arbitragem e seu mestre álvaro mansur. E olha que o ginásio inteiro vaiou a decisão e gritou o nome dele . Então galera, parem de falar um monte de asneira e sigam o exemplo desse cara que é dos mais humildes que conhecei em toda vida , além de muito batalhador !! Parabéns Augusto Tanquinho Mendes. Apesar de não estarmos mais na mesma equipe , tenho muito orgulho de um dia poder ter sido teu parceiro de treinos e ter feito parte da sua historia… terás de mim a minha eterna torcida , onde quer que esteja !! Um abração !!! oooooosssssssss !!!!

  6. Fabricio Pereira at 12:11 am

    Eu sempre tou certo….Mesmo quando eu tou errado!!! kkkkkkkkkkkkk Esse cara é comedia!!!!! hauahauhauahauh Ele é louco total!!!!!! ahuhuhauaha Muito humilde, acho que ele nao dura 1 min com Tanquinho…

  7. Romero Jacare Cavalcanti at 3:24 am

    Acho que a Federacao deveria punir severamente esses atletas que nao tem o minimo de respeito e esportividade nao subindo ao podio, talvez seja o que ele tem aprendido na sua academia, parabens Tanquinho ganhou limpo lutando pra frente os amarroes profissionais que se cuidem e mudem o estilo de lutar.

    • Itabora Ferreira at 3:26 am

      Estes sao so lutadores de momento mestre. Nao tem etica e nem a essencia do jiu jitsu brasileiro porque nao sao escolados. sao alunos de um professor frustrado, insecuro que quer fazer o nome nos campeonatos de jiu jitsu. sao uns fracos mesmo

    • Jim Whyte at 3:50 am

      I agree Master Jacare. It is easy to appear humble and well grounded when you win. It says a lot more about a man when he can lose with grace and remain respectful to his opponent and the art. Conversely, when he can't, what does it say about him?

  8. DiPipe Luciano Júnior at 3:25 am

    Acho que a graciemag devia fechar comentários só para os campeões mundiais.
    Porque só vejo comentários infantis do tipo "Só fala dele se voce for faixa preta, vencer dele ou for campeão mundial."
    Pra que jornalismo então, um veículo de comunicação abre o debate e as pessoas usam argumentos de que só pode comentar quem venceria o cara ?
    Então pra ser comentarista de futebol você tem que ser um cara que faria gol em todos os chutes se fosse jogador ?
    A maioria do críticos e jornalistas não fazem metade do que os atletas fazem, e muitos que fariam melhor não tem a visão exata das coisas.
    O debate é um espaço democrático e vocês deviam mostrar exatamente por ser faixa preta que lutador não é ignorante e sabe o que é democracia, se proíbem alguém de comentar o que acha certo e errado, tudo bem, mas façam isso em sua academia e não em um veículo de comunicação, isso atrasa o crescimento do esporte.

  9. DiPipe Luciano Júnior at 3:28 am

    Sobre a posição, acho que o Tanquinho foi inteligente, faltava pouco tempo atacou uma finalização que não é das mais justas e arroxou bem, acho que o JT não bateria pra isso, acho que o Tanquinho sabe que não bateria, mas aposição estava encaixada e o critério era do juiz.
    O juiz entendeu que houve risco de finalização e deu a vantagem, assim como ele poderia achar que não houve risco de finalização e não dar e acho que o Tanquinho não reclamaria e entenderia.
    Tanquinho jogou na mão do juiz e o juiz apontou o que achava, eu não daria a vantagem, mas não é absurdo ele ter dado.

  10. Terorge Teteo Junior at 1:02 pm

    Augusto Tanquinho Mendes NAO e um cara razoável ou ruim que venceu de um cara bom, acredito que SORTE seja a soma da COMPETENCIA + OPORTUNIDADE ele teve as duas na sua frente e nao perdoou por isso teve SORTE, e o engracado e que quanto mais TREINAMOS mais SORTE temos!!!!!!! Tanquinho sem duvida e top da categoria, campeao mundial e um dos melhores no mundo em sua categoria ja vencendo praticamente todos os nomes e ate dados como invencíveis!!!! Quem conhece ele sabe como e dedicado e merecedor da vitoria ainda mais agora que veio de um período difícil com um serio problema na coluna! Falar que tem ajuda daqui ou dali ou porque ganhou sem merecer e discurso de invejosos, frustados e nao merecedores de gloria alguma!!!!!!

  11. Kim Terra at 1:16 pm

    Gente, todo mundo tem direito a ter uma opiniáo e expressá-la livremente, comp garante a nossa Constituição.
    Quem não gostou do q eu escrevi pode contestar sem problema, contanto que o faça de forma respeitosa, como fez o Tanque. Aliás eu peço desculpas se desrespeitei o Grand Mestre Alvaro Mansur. Não foi minha intenção.
    No mais, eu convido todos vocês que responderam meus comentários de forma hostil, na internet, a fazerem o mesmo pessoalmente. eu estou em todos oa campeonatos da CBJJ, é facil me encontrar…

    • Octavio Amazonas at 2:10 pm

      Kim, Não o conheço. Nem pessoalmente, nem como atleta. Acredito também que você não me conheça. Concordo com você que qualquer pessoa tem o direito (e ao meu ver, o dever) de expressar sua opinião. Também concordo com você que a expressão deve se dar de maneira respeitosa, sem hostilidades.
      Gostaria somente de lembrá-lo de que arbitragem no jiu-jitsu é uma questão de interpretação do juiz no calor da luta. Beneficiado ou prejudicado, EU nunca vi Augusto Tanquinho Mendes contestar qualquer decisão da arbitragem, por mais que, eventualmente eu, assistindo a luta de fora do tatame, tenha discordado.
      Não tem qualquer propósito gerar uma polêmica no tocante à arbitragem ou à influência do Mestre Alvaro Mansor na arbitragem.
      Uma das maiores demonstrações de fair-play que eu já vi no nosso meio, foi do Shael Sonne, na coletiva pós-luta contra o Anderson. Ele disse algo nas linhas de: "Eu acho que a joelhada dele foi ilegal, pois eu estava no chão, mas o juiz não marcou, e ele foi o vencedor." Não importa se o juiz marcou certo ou errado. O que importa é que ele marcou o que ele achou que foi. E ponto. O juiz é a autoridade dentro do tatame. Se não foi contestado na hora, já era.
      Tais polêmicas só geram indignação, revolta e elevação desnecessária dos ânimos.

  12. Charles Denach at 2:19 pm

    Sabe o que acontece, Kim Terra? Não foi só a maneira com que se referiu ao Álvaro, foi sobre tudo o que declarou e à todos aos quais vc se referiu. Qto a constituição, essa garante muita coisa que não vigora, ou seja, não existe, mas misso é outro assunto. O respeito tem de ser mútuo, não adianta respeitar de um lado e desrespeitar de outro. Acredito até que vc tenha percebido, depois, o quão desrespeitoso foi em suas declarações, independente da sua opinião sobre o resultado da luta do Augusto Tanquinho Mendes. O Bruno Tanque Mendes, por sua vez, foi o que ninguém aqui conseguiu ser; cordial e diplomático, mas isso tbm não passa por cima das coisas que vc afirmou. Reparar os próprios erros é dar um passo à frente como um ser humano melhor, no entanto, ao mesmo tempo que se retratou pedindo desculpas pela declaração sobre o Álvaro, chamou os outros que aqui tbm escreveram para um confere pessoal. Tem certeza? Isso não foi falta de respeito ou tbm não foi essa a sua intensão? Bom…….é melhor deixarmos de lado as trocas de farpa e adotarmos o respeito como forma de expressão.

  13. Kim Terra at 2:21 pm

    E só pra deixar claro, eu não tenho a menor pretensão de me equiparar ao Tanquinho, ou mesmo ao meu irmão. Eles são atletas profissionais de alto nível, que vivem do esporte e, em razão disso, gozam de toda uma estrutura para os treinos, coisa q eu nunca terei porque estudo e trabalho. Luto por amor ao esporte, muitas vezes despreparado para fazê-lo.
    Sem mais.

  14. Pedro Lott at 2:37 pm

    So quero falar uma coisa, para quem ta chorando ai sobre a luta do Augusto Tanquinho Mendes , parem de chorar, o JT fez papelao em nao sbir e isso ja foi desrepeito suficiente perante o atleta tanquinho e os outros dois terceiros, se no tivessems que falar algo sobre essa luta seria o fato do JT nao ter subido ao podio. Parabens Tanquinho, pelo excelente campeonato, e Bruno Tanque Mendes pela coordialidade e paciencia na qual vc tm respondido inumeros comentarios ofensivos ou nao ao seu irmao. Esse assunto ja deu. Ganhou quem lutou melhor, a opniao de NINGUEM aqui ira mudar o resultado entao por favor parem de chorar! Abs a todos

  15. DiPipe Luciano Júnior at 2:54 pm

    E com todo respeito, eu não suporto a Lloyd Irvin.
    Acho que quase todos lá tratam o esporte como um esporte estratégico, como todo americano trata qualquer esporte.
    Já não gostaria da escola por ser gringa e os caras estarem nas cabeças, mas não são eles que precisam perder, nós que precisamos vencê-los.
    E não tem essa de que os caras amarram, "perdi, mas lutei pra frente." tem que ir, lutar pra frente e ganhar.
    Espero de coração que o Felipe Preguiça, o Jackson peguem esse Keenan várias vezes pra ele mudar o conceito dele de jiu jitsu.

  16. Elcio Santos at 3:04 pm

    Kim, nada pessoal, até mesmo porque nunca ouvi falar de você no mundo da luta. Caso sua intenção tenha sido de alguma forma se autoafirmar aqui, acho que você já apareceu o necessário.

  17. Tainá Eduardo at 2:59 pm

    Achei uma falta de respeito imensa o JT não ter subido no pódium pra receber sua medalha e o comentário infeliz sobre o fato do grande mestre Alvaro Mansur ser mestre do Tanquinho. Será que o JT e outros não vem que estão falando de um dos atuais maiores nomes do jiu-jitsu mundial. Aliás, muita falta de respeito com a nossa equipe, que já possui diversos grandes faixas pretas competidores ou não e uma mulecada muito forte subindo. Respeitem a Soul Fighters ! Não reclamem, lutem outros campeonatos. Afinal, não existe um campeão eterno. Eles aparecem, graças ao treinamento e talento. Ah ! Como o Tanquinho ressaltou bem, o maior nome do jiu-jitsu na categoria leve é Leandro Lo e o dia foi do Tanquinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *