O Mundial Sem Kimono 2012 em mais de 100 fotos espetaculares

Share it
Xande Ribeiro contra Leandro Lo na final do absoluto do Mundial Sem Kimono 2012

Xande Ribeiro contra Leandro Lo na final do absoluto do Mundial Sem Kimono 2012

Xande Ribeiro foi o grande vencedor do Mundial Sem Kimono 2012, assumindo o trono absoluto que era de Marcus Vinicius Bochecha.

Com seu Jiu-Jitsu clássico, “old school”, Xande mostrou que está sempre atualizado, e parou Leandro Lo, um “fenômeno da nova geração” (nas palavras de Xande) na grande final do aberto. Com sabedoria para não cair nas armadilhas da guarda de Lo, Xande esperou até cerca de oito minutos para ir com tudo numa passagem de guarda, obrigando o peso leve treinado por Cícero Costha a virar de quatro.

Xande abraçou as pernas de Lo, tirou o quadril dele do chão e emborcou o oponente, que se virou. Vantagem e ouro para Xande.

“Continuo competindo pelo prazer, pelo desafio e pela adrenalina, mas o melhor vem depois do campeonato”, disse Xande, após postar no Twitter uma foto jantando abraçado a Lo. Um sinal da amizade e do respeito próprios do esporte.

Pódio vazio

Foi uma festa completa na Pirâmide de Long Beach, com apenas um momento que destoou.

Após Augusto Tanquinho vencer “JT” Torres nos últimos segundos, graças a uma vantagem dada a Tanquinho numa decisão polêmica da arbitragem, a revolta foi grande pelo lado do time de Lloyd Irvin. JT foi embora mais cedo, sem pegar sua medalha de prata. Nem Lloyd foi lá buscar seu troféu de segunda melhor equipe do fim de semana, dois pontos atrás da Alliance.

No resto do campeonato, o time de Lloyd fez a festa, com os títulos de DJ Jackson no médio adulto, em cima de Clark Gracie, e a medalha de ouro do próprio Lloyd, no superpesado do sênior 1.

Veja uma galeria de fotos especiais do evento, com destaques como Rubens Cobrinha, Caio Terra e a campeã absoluto Tammy Griego. As imagens foram registradas por Ivan Trindade.

[flickr set=72157631932832988]

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Felipe Lima at 5:51 pm

    esse negocio de não ir buscar a medalha quando perde deveria dar uma punição pro atleta, se não quer depender do juiz treina pra finalizar ou ganhar com uma boa vantagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *