Mundial Sem Kimono: o caminho dos campeões na faixa-preta

Share it
Xande Ribeiro no Mundial Sem Kimono 2012 Foto Ivan Trindade

Xande Ribeiro no Mundial Sem Kimono 2012 Foto Ivan Trindade

Veja como se desenrolaram as finais do Mundial Sem Kimono 2012, neste domingo em Long Beach, Califórnia. A Alliance foi a campeã por equipes, ao superar o time Lloyd Irvin por apenas dois pontos, 82 a 80.

ABSOLUTO

FINAL: Xande Ribeiro venceu Leandro Lo por 1 vantagem!

Lo puxou para a guarda aberta e tentou se ajeitar o tempo todo, mas Xande jamais deixava. O 0 a 0 permanecia no placar até os 9 minutos, quando Xande muniu-se de toda a vontade, abraçou as duas pernas de Lo e tentou a passagem emborcando. A pressão foi tão forte que Lo se viu obrigado a virar de quatro. Uma vantagem que acabou decisiva. O Jiu-Jitsu “velha guarda” de Xande prevaleceu!

SUPERPESADO

FINAL: Xande Ribeiro venceu João Assis por decisão dos juízes

Xande Ribeiro e João Assis foram os primeiros faixas-pretas a lutarem a final no adulto. Xande puxou para a guarda e abriu com uma vantagem, mas Assis quase raspou e empatou. Xande então ganhou outra vantagem, e Assis viu que não tinha muito tempo e pensou rápido: puxou para a meia-guarda e atacou o pé de Xande, empatando a luta no último segundo. Na decisão, os três juízes apontaram Xande como campeão.

 GALO

FINAL: Caio Terra venceu Fabbio Passos no estrangulamento pelas costas

Caio rapidamente pegou as costas de Fabbio e encaixou o estrangulamento, obrigando o faixa-preta da Alliance a desistir em 31 segundos. Será que Caio está ensinando essas coisas para o Carlos Condit?

PLUMA

FINAL: Henrique Costa e Silva venceu Rafael “Barata” Freitas por 4 a 1 nas vantagens

O faixa-preta da Alliance botou pressão por cima, abriu logo três vantagens e venceu.

PENA

FINAL: Rubens Cobrinha venceu Justin Rader por 13 a 0

Rubens Cobrinha começou a luta tentando raspar, e pontuando com vantagens. O professor da Alliance atraía calmamente Rader para seu veneno. Na parte final da luta, enfim o bote: Cobrinha arrochou o leglock, raspou, passou e pegou as costas. Justin se recusava a bater. Cobrinha ganhou mais dois pontos quando a luta rolou para fora com o estrangulamento encaixado e o tempo acabou.

LEVE

FINAL: Augusto Tanquinho venceu JT Torres na vantagem

Em duelo realizado em pé durante 8 minutos, JT e Augusto Tanquinho protagonizaram mais um lutão. JT abriu o placar com 2 vantagens de queda, mas tomou uma punição por passividade. No fim, Augusto puxou para a guarda aberta e ganhou uma vantagem num estrangulamento (triângulo sem braço), que JT escapou serenamente, mas os árbitros viram perigo. Tanquinho venceu mais uma vez nos últimos segundos, como havia feito contra Leandro Lo!

MÉDIO

FINAL: DJ Jackson venceu Clark Gracie por 5 a 0

O passador DJ Jackson não caiu nas manhas do guardeiro Clark, e venceu por 5 a 0, com direito a uma passagem afiada obtida após muita pressão. O americano é campeão mundial sem kimono com meses de faixa-preta!

MEIO-PESADO

FINAL: Pablo Popovitch venceu Rominho Barral por 3 a 2

A aguardada final ia devagar até Pablo Popovitch acordar, no meio da luta, e passar a guarda de Barral de forma impressionante. Rominho raspou bonito indo no pé, ganhou a meia-guarda e botou pressão para passar. Mas restavam apenas 30 segundos. No fim, 3 a 2.

PESADO

Final: Roberto Tussa venceu Rafael Lovato por decisão dos juízes (1 a 1 nas vantagens)

Lovato levou perigo o tempo todo com sua guarda, mas Tussa não desistiu até quase passar a guarda do americano. No fim, com 1 vantagem para cada, os juízes optaram por Tussa. Duelo altamente técnico!

PESADÍSSIMO

Final: Roberto Cyborg venceu Gustavo Dias por 6 a 0

Cyborg raspou três vezes o gigante da Gracie Humaitá, fazendo bom uso de sua guarda tornado.

ABSOLUTO MARROM

FINAL: Keenan Cornelius (Lloyd Irvin) venceu o companheiro Wilbur Leonard (pontos) após finalizar todas as outras lutas

FEMININO:

ABSOLUTO:

FINAL: Tammy Griego venceu Bia Mesquita na decisão dos juízes!

Após vencer Luzia Monteiro, Bia enfrentou Tammy, que eliminara, também por pontos, Michelle Nicolini. A final do aberto foi eletrizante, e Bia pegou as costas para fazer 4 a 2. No fim, a faixa-preta da Gracie Barra foi para o tudo ou nada, raspou e empatou a luta. Na decisão do juiz, Tammy foi premiada pela movimentação frenética no fim.

LEVE: Beatriz Mesquita venceu Thayssa Ramos por 3 a 1 nas vantagens (2 a 2)

Thayssa (Avengers) raspou Bia logo no início, e a faixa-preta da Gracie Humaitá tentou atacar o joelho, o pé e um belo armlock para virar o jogo. Thayssa provou ser osso duro de roer e segurou até o fim. Restando 15 segundos, no entanto, os três juízes viram Thayssa muito passiva e a puniram com 2 pontos. Com o empate, Bia venceu nas vantagens e foi campeã.

PESADO

FINAL: Fernanda Mazzelli venceu Tammy Griego por 4 a 2

Fernanda raspou Tammy no começo da luta, mas a faixa-preta da Gracie Barra não se entregou. Ao cair por cima, Griego começou a botar pressão para passar, e quase conseguiu. Fernanda se ajeitou, raspou e venceu. Tammy conseguiu dois pontos mas era tarde.

PLUMA

FINAL: Sofia Amarante venceu Oceane Marie por 2 a 0

Sofia raspou Oceane aos sete minutos de luta e venceu.

PENA

FINAL: Ana Carolina Lebre venceu Sayaka Shioda por 15 a 0

Por conta da chave de três atletas, Carol precisou vencer Shioda duas vezes no domingo para ser campeã. Na primeira, goleou. Shioda passou por Jennifer Petrina e foi à final, mas perdeu de novo, desta vez por 15 a 0. Ana passou e montou, mas precisou aturar um leglock sinistro da japonesa.

MÉDIO

FINAL: Luiza Monteiro finalizou Penny Thomas no joelho

A luta das louras duronas acabou sendo uma aula de defesa. Luiza tentou arrochar o braço de Penny, que escapou rapidamente. Penny contra-atacou com uma queda, mas Luiza empatou e, com 30 segundos para o fim, livrou-se de um bote de Penny e arrochou o joelho da oponente.

Veja as melhores fotos no Facebook do GRACIEMAG, aqui!

Ler matéria completa Read more
There are 8 comments for this article
  1. Luiz Adolfo Tucunduva at 12:42 pm

    jiu-jitsu é a base do MMA e formador dos principais atletas brasileiros e se nao fosse pelo jiu-jitsu nem teria MMA nem esses sites.

  2. Pingback: Mundial Sem Kimono 2012: veja os campeões na faixa-preta | Boxing Town

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *