Vinicius Marinho: “Me surpreendi com meu próprio desempenho”

Share it

Vinicius Marinho por cima de Murilo Santana, na final dos médios do Brasileiro Sem Kimono. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG.com

Desde o primeiro treino, o Jiu-Jitsu procura nos ensinar a buscar a calma necessária para avaliarmos a melhor saída. O faixa-preta Vinicius Marinho, atleta experiente, é uma das provas de que o equilibrio emocional e a frieza caminham ao longo de toda a jornada do praticante.

Segundo o atleta da GFTeam, o autocontrole foi, mais uma vez, o ingrediente principal para ele vencer o Brasileiro Sem Kimono, no último fim de semana, no Rio de Janeiro.

“Desta vez fui menos impaciente durante as lutas. Procurei atacar sem dar brechas, sempre pensando no que meu adversário faria e procurando uma defesa com um rápido ataque”, disse o campeão peso médio ao GRACIEMAG.com, referindo-se à final contra a pedreira Murilo Santana. “Para ser campeão, a dica é a de sempre: invista nas repetições. É chato fazer a mesma posição cem vezes? Sim, mas é necessário para aprimorá-la e dela fazer suas variações”.

Vinicius disse que a vitória compensa qualquer treino maçante:

“É uma sensação ótima vencer o Brasileiro Sem Kimono. Apesar de eu ser bastante otimista, desta vez me surpreendi com meu próprio desempenho! Fiz três lutas com atletas duríssimos e a final contra o monstro Murilo Santana. Entrei muito concentrado em todas as lutas, consegui impor meu ritmo e errar o mínimo possível”, completou o faixa-preta, que detalhou como ele fez para finalizar, na primeira luta.

“Na minha primeira luta, consegui finalizar bem. Entrei nas pernas do adversário, no single-leg, ele tentou dar um chute para livrar a perna e aproveitei o momento e cinturei ele pelas costas. Levei para o chão, entrei com a mão na frente do pescoço e fechei o cadeado ali. Pus enfim os ganchos e apliquei o mata-leão tradicional”, explicou.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *