Uma disputa de cinturão do UFC analisada e esmiuçada como você nunca viu

Share it

Jon Jones sente a pressão do armlock de Vitor Belfort. Foto: UFC/Divulgação

Sempre que um UFC acaba, começam na TV os debates acalorados, troca de ideias e especulações sobre o futuro de vencedores e vencidos, em especial pela competente equipe do Canal Combate e outras mídias apaixonadas pelo MMA – seja este amor verdadeiro ou de ocasião, como se vê em outros casos.

GRACIEMAG, que acompanha o UFC desde as primeiras edições, opta por um enfoque mais técnico e analítico dos conferes, e por isso exclusivo. Formado em sua maioria por praticantes de Jiu-Jitsu (na ordem de 95%), nosso veículo entende que tudo que rola no octagon depende de pequenos detalhes técnicos e uma força física e mental absurda.

Por isso, respeita os lutadores e gosta sempre de analisar o combate de dentro. É o que quisemos mostrar este mês nas bancas, em reportagem especial da NOCAUTE inserida na GRACIEMAG #188, ao estudar os pormenores que decidiram a luta entre Jon Jones e Vitor Belfort, realizada no fim de setembro.

No Air Canada Centre, em Toronto, o faixa-preta de Carlson Gracie quase abalou o mundo do MMA com um inesperado e justo armlock da guarda, no primeiro round. Pela primeira vez, o temido gigante campeão até 93kg sentiu-se humano, e saiu do ringue avariado, obrigado a repousar o braço direito numa tipoia.

O que faltou para Jones escapar o braço com segurança? O que faltou para Vitor vencer a peleja?

Conversamos com Gilbert “Durinho” Burns, treinador de Jiu-Jitsu de Vitor, que estava lá e contou tudo o que rolou, antes, durante e depois do confere.

Durinho ensinou mais: “Um dos meus modos favoritos de salvar o braço no armlock é o “calço do Marcio Feitosa”, como a gente chama. Lembram como ele se defendeu do Cobrinha no Mundial 2006? Quando você enfia o outro braço ali por baixo do seu próprio tríceps, a pressão no cotovelo acaba como por mágica. Seu braço não enverga mais!”, detalhou.

Durinho ensina ainda a defender a americana e uma tentativa de bloquear as cotoveladas de Jon Jones. Olha aí, Chael Sonnen e Anderson Silva, quem sabe não vale ler?

Veja muito mais na GRACIEMAG#188, hoje nas melhores bancas do país!

Ou clique aqui, para assinar e receber no conforto do seu lar.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *