Quer mais gás para seu Jiu-Jitsu? Leia o que Bibiano Fernandes tem a dizer

Share it

Bibiano Fernandes (de branco) contra Jonatas Tagarela no Mundial 2006, uma de suas últimas competições antes de migrar para o MMA. Foto: Arquivos GRACIEMAG

Aos 32 anos, o faixa-preta de Jiu-Jitsu Bibiano Fernandes é dono de um jogo de transições rápidas e muita explosão. Após uma carreira incontestável nos tatames, o popular “The Flash” conquistou 12 vitórias em 15 lutas no MMA, e deixou boas dicas para o leitor na GRACIEMAG #188.

Na entrevista, Bibiano lembra inclusive que o apelido famoso surgiu na revista de Jiu-Jitsu favorita dos lutadores.

O GRACIEMAG.com garimpou dois dos melhores momentos do BATE-PRONTO, para você que ainda está devagar e não foi à banca mais próxima garantir seu exemplar:

1. Como ser um lutador veloz:

“Rapaz, eu acho que velocidade na luta é parte explosão, parte cabeça. Antes de entrar para lutar, eu procurava analisar a luta toda na minha cabeça. Com isso, estava sempre um passo à frente do oponente já no pensamento. Com isso, você puxa o ritmo da luta. Nos treinos, até quando eu embolava com o companheiro eu já tinha na mente umas duas, três opções para finalizar”, diz Bibiano.

2. Como aumentar sua capacidade pulmonar?

“Quando eu passei a treinar com o Osvaldo Alves, fiz muita corrida na areia, muito tiro na praia. A gente fazia uma corrida leve e depois 20 tiros, de mais ou menos 20 segundos. Mas quer saber qual é o segredo para ganhar fôlego, patrão? Digamos que você está no meio do treino, no meio do rola, e você sente falta de gás. A mente fala: “Não dá mais”. Bem, isso acontece com todo mundo. E o que você faz? Para ou pede para parar. Está errado, seu corpo está sendo bloqueado pela mente. O grande segredo é você continuar”, ensina o amazonense, entre muitas outras boas sacadas.

Quer mais dicas para melhorar seu desempenho nos treinos? Corra às bancas e peça ao jornaleiro seu exemplar!

Para assinar a revista mais completa de Jiu-Jitsu do planeta, clique aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 6 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *