A lição de humildade e Jiu-Jitsu que Jon Jones aprendeu com Vitor Belfort

Share it
Jon Jones sente a pressão do armlock de Vitor Belfort. Foto: UFC/Divulgação.

Jon Jones sente a pressão do armlock de Vitor Belfort. Foto: UFC/Divulgação.

No sábado, o desafiante Vitor Belfort quase surprendeu o mundo e por pouco não finalizou o campeão dos meio-pesados, o ídolo Jon Jones, no UFC 152 em Toronto.

Conforme artigo publicado aqui no GRACIEMAG.com na sexta-feira, o faixa-preta de Jiu-Jitsu estava de fato com os botes da guarda afiados, e deu um arrocho certeiro no braço do americano logo no começo do combate e o Brasil inteiro arrochou junto, mas Jones conseguiu se livrar, na raça e um pouco de sorte.

“Acho que tive um desempenho bom, mas ainda há muito espaço para melhorar”, disse Jones, com a tipoia enfeitando o braço direito na conferência de imprensa após a luta.

“O Vitor me deu trabalho e me obrigou a repensar algumas coisas sobre meus treinamentos. Percebi que há espaço para eu melhorar muito ainda. Preciso ficar mais confortável no octógono. Hoje eu treino tão duro na minha parte de wrestling e na minha trocação, mas preciso abraçar mais o Jiu-Jitsu. É uma questão de executar o que eu prego: ser um artista de MMA verdadeiro, treinar todas as artes marciais. Tenho de admitir que eu não pratico meu Jiu-Jitsu todos os dias”, completou.

Ontem, você leu o treinador Gilbert Durinho explicando no GRACIEMAG.com por que o armlock não pegou (veja aqui).

Na noite de domingo, os irmãos Ryron e Rener Gracie analisaram os detalhes do golpe, com ajuda do ator americano Ed O’Neill, da série “Modern Family”. Confira no vídeo abaixo (em inglês apenas, infelizmente).

UFC 152
Toronto, Canadá
22 de setembro de 2012

Jon Jones finalizou Vitor Belfort com uma chave americana no R4
Demetrious Johnson venceu Joseph Benavidez por decisão dividida dos jurados
Michael Bisping venceu Brian Stann por decisão unânime dos jurados
Matt Hamill venceu Roger Hollett por decisão unânime dos jurados
Cub Swanson venceu Charles do Bronx’s por KO no R1
Vinny Pezão finalizou Igor Pokrajac com um arm-lock no R2
T.J. Grant venceu Evan Dunham por decisão unânime dos jurados
Sean Pierson venceu Lance Benoist por decisão unânime dos jurados
Marcus Brimage venceu Jimy Hettes por decisão unânime dos jurados
Seth Baczynski venceu Simeon Thoresen por KO no R1
Mitch Gagnon finalizou Walel Watson com um mata-leão no R1
Kyle Noke venceu Charlie Brenneman por KO no R1

Ler matéria completa Read more
There are 13 comments for this article
  1. SAm Andrade at 1:08 pm

    PUTS!!!!!!!!!!!!! Caramba muito massa esse armlock…pena que faltou um pouco mas de malicia, acredito que se o Vitor tivesse emborcado o Jones tinha dado tchau p/ Cinturão, mas blz o Vitor ta de parabens a luta foi emocionante, ele foi o que chegou mas perto de derrotar o jones, eithaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa….Homem erretado, de muita garra, guerreiro, to muito orgulhosa, sou sua Fã mas que assumida, que Deus te proteja(sua familia tmbm) sempre e te de muita saude p/ continuar lutando e mostrando p todos que de Amarelão vc ñ tem nada, ao contrario de muitos, mas tudo bemmmmmmmmmmmmmm…….Parabensssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss….

    Apoio a Joana, tem que ter uma revanche sim.

  2. Daniel at 3:08 pm

    gostaria de parabenizar o Vitor pela luta(apesar q eu esperava q ele partice mais p dentro)e tb por sua conduta fora do octogono,e valorizar a reportagem da revista q valorizou o Vitor q antes de qq coisa é um brasileiro e tb o jiu jitsu q tb é brasileiro , enguanto mtos ficam só criticando sem nem saber oq é MMA

    • Professor Pasquale at 7:25 pm

      Ele aprendeu que precisa treinar mais Jiu-Jitsu e que tem muito a aprender de forma geral, que apesar de ser campeão ainda tem que estudar muito…

  3. Nicacio at 4:37 pm

    Revista tendenciosa é foda! Que lição Jones aprendeu com o Befort? Quem foi finalizado foi o Vitor e não o Jones, ou seja um faixa “azul” (jones”) finalizou o faixa preta do Carlson Gracie! Vixxxxxxxxxxxxxxxx que treta!!!!

    • Marcio_engcivil at 10:05 am

      Tem gente que nem deve ter televisão né, pra quem tem tv deve ter visto que Vitor por centímetros não pega o cinturão e merecidamente mermão, Jones é “o cara” do momento, mais quase borra nas calças de medo de perder e foi por pouco, é claro que depois só deu ele, normal…mais é bom lembrar de uma coisa, Belfort foi o único brasileiro que teve coragem de encarar.

      • Rômulo Araújo at 2:21 pm

        Com certeza, Marcio, só o Vitor quis peitar o Jon Jones, o resto arregou tudinho, e lutou como um guerreiro, parabéns ao Vitor!!!!!!!!!!!

  4. Jr Costa1963 at 9:36 pm

    O BELFORT MESMO DISSE QUE ESCUTOU UM ESTALO, E PARA NÃO QUEBRAR O BRACINHO DO JJ. DEU UMA ALIVIADA POIS SEGUNDO O PROPRIO BELFORT ELE GOSTA DO JJ. SEGUNDO REPORTAGEM QUE EU ESTIVE LENDO. SE GOSTA UM DO OUTRO, NÃO ACEITASSE A LUTA!!!!

  5. Augustomma at 2:01 am

    Jones aprendeu que precisa treinar mais jiu jitsu e que pode ser derrotado justamento por isso!Ou seja,por causa dessa luta Jones virá ainda melhor na próxima e nunca mais alguém o surpreenderá!

  6. Adriano Gabriel at 9:16 am

    Enquanto existir essa cotovelada no mma, ele(jones) vai continuar ganhando. E mais uma coisa, 12 anos de diferença é muita coisa.
    O cara teve coragem, subiu, lutou, representou e deve ser valorizado e nao criticado.
    hUMILDADE, TB APRENDEMOS quando vencemos uma luta.

Deixe um comentário para SAm Andrade Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.