Artur Mariano analisa estratégias para Belfort contra Jon Jones

Share it
Vitor Belfort na equipe Blackzilians, entre o ex-campeão do UFC Rashad Evans e o campeão de Jiu-Jitsu Braulio Estima. Foto: Ryan Loco

Vitor Belfort na equipe Blackzilians, entre o ex-campeão do UFC Rashad Evans e o campeão de Jiu-Jitsu Braulio Estima. Foto: Ryan Loco

No próximo dia 22 de setembro, no Canadá, Vitor Belfort terá uma duríssima missão contra o atual campeão meio-pesado do UFC, Jon Jones, luta que o fã do UFC vê ao vivo com exclusividade no canal Combate. (A Globo vai transmitir pouco depois do evento, por não ter os direitos para exibir ao vivo.)

Jones conta com 16 triunfos no MMA e sua única derrota, contra Matt Hamill, em dezembro de 2009, foi por desclassificação, após desferir uma cotovelada considerada ilegal. De lá para cá, Jones vem numa expressiva série de sete vitórias, quatro delas em disputas de cinturão, tendo deixado para trás lutadores como Mauricio Shogun, Quinton Jackson, Lyoto Machida e Rashad Evans, todos ex-campeões da categoria.

O wrestler americano é considerado um lutador completo, com qualidade nos principais fundamentos do MMA (quedas, trocação e luta de solo), tendo oito nocautes e cinco finalizações no cartel. Belfort, que subiu de categoria para o desafio e teve poucas semanas para se preparar, terá de bolar uma estratégia perfeita para recuperar o cinturão que já foi seu, quando bateu Randy Couture no UFC 46, em janeiro de 2004.

Comentarista do canal Combate, mestre de muay thai e ex-lutador de MMA, Artur Mariano dá uma forcinha ao Fenômeno nesta dura empreitada:

“O Vitor deve trabalhar a distância e, inicialmente, não atacar. O campeão geralmente espera o desafiante atacar e o Vitor não deve cair nessa. Tem de deixar a luta ficar morna, mexer com o psicológico do Jon Jones para ele perder a paciência e partir para cima. Quando o Jones ataca na trocação, ele abre espaços. Esta é a hora exata para o Vitor usar os seus tradicionais socos em linha, os golpes retos, com a sua explosão habitual”, diz Artur que, nos ringues, já derrotou feras como o mito do Pride Wanderlei Silva.

Artur Mariano, comentarista de MMA, em foto de Fabricio Mota.

Artur Mariano, comentarista de MMA, em foto de Fabricio Mota.

“Se atacar na hora exata, sem se expor, Belfort vai acabar complicando o Jones. Pode, inclusive, aproveitar este momento para tentar derrubar e colocar em prática o seu Jiu-Jitsu, que é um dos seus diferenciais. Uma vez no chão, ele deve não apenas trabalhar o ground and pound, mas buscar a finalização e posições de controle. Seria uma boa oportunidade de finalizar a luta”, completa Artur.

A transmissão do UFC 152 pelo Combate, no dia 22 de setembro, começa às 19h15. Apenas o canal de lutas da Globosat transmite todas as lutas do card, ao vivo.

E você, leitor do GRACIEMAG.com, concorda com Artur? O que você faria se fosse Belfort?

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. Eulen Viana at 10:27 am

    Mestre Arthur Mariano conhece ! que pena ter saido desse senario ,tao cedo Homem de uma valentia fenomenal e muita raça com um otimo coração, quem quizer conferir veja sua luta com o vandeco ,e Que tudo de certo pro Vitor ele é Brasil ,Selva!

  2. Edson at 11:42 pm

    Artur Mariano explique por em qual luta vc viu o Belfort usar Jiu Jitsu, ground and pound, finalização? Que eu saiba o Belfort é um grade striker, e assim foi quando que venceu, no chão sempre pedeu, para o Couture 3 vezes p exemplo.

  3. Edson Xavier de Sousa at 11:52 pm

    Concordo, O Vitor no chão não tem a mínima chance, o Mariano só acertou quanto à luta em pé, contra golpes na hora certa, o que o Machida tentou, mas mais rápido, e não ser derrubado, o que é muito difícil, missão quase impossível para o Belfort, teria que repetir exatamente o que ele fez com o Vanderlei Silva, não necessariamente tão no início da luta.

  4. Felipe Amorim at 11:08 pm

    o problema é exatamente esse, se o vitor entrar socando em linha, com toda certeza, o jon jones vai esquivar, cinturar e colocar pra baixo, e como tem sido visto é muito difícil rechaçar as entradas de queda dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *