Como o Jiu-Jitsu pode ser útil nas Olimpíadas

Share it

Milena Knezevic, de Montenegro, levando um mata-leão da angolana Magda Cazanga no handebol feminino das Olimpíadas de Londres. Foto: Marko Djurica / Reuters

O Jiu-Jitsu ainda não é um esporte olímpico, mas um de seus principais golpes, o mata-leão, esteve presente nessa quarta-feira, em Londres. Na partida de handebol feminino entre as seleções de Montenegro e Angola, a jogadora montenegrina Milena Knezevic, de 22 anos, recebeu o golpe da angolana Magda Cazanga, durante o jogo. Ao final da partida, em que Montenegro venceu Angola por 30 a 25, Milena deixou a quadra em uma maca.

Situações como essa acontecem aos montes na rua ou numa partida de futebol, por exemplo. Mas como se proteger?

“O arrocho é feito com os braços. Um braço entra pela frente do pescoço e a mão cata o bíceps do outro braço. Já a outra mão empurra a cabeça para frente”, explica o faixa-preta Andrezinho Nogueira, campeão do Bitetti Combat.

“Como foi tipo no tranco, pode ter machucado o gogó, pescoço ou até a coluna. Se ela soubesse Jiu-Jitsu teria defendido o pescoço, colocando o queixo no peito e virado a cabeça para o lado contrário que entrou a mão”, completou.

E você sagaz leitor, sabe se defender de um mata-leão ou gravata por trás? Não? Então, é hora de você aprender Jiu-Jitsu.

Confira nos vídeos abaixo como sair do golpe indigesto.

1. Pagels e Marcio Correa ensinam defesa de mata-leão em pé

2. Marcos Schubert ensina defesa de gravata por trás

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *