Roger Gracie controla Jardine no Strikeforce, mesmo deixando “pra última hora”

Share it
Roger Gracie com a equipe no Strikeforce, após a luta: Renzo, Joinha Guimarães, Ed Soares, Rilion e Chinzo Machida abraçam o vencedor.

Roger, bermuda suja de sangue, com a equipe no Strikeforce, em Portland: Renzo, Joinha, Ed Soares, Rilion e Chinzo Machida. Foto: Arquivo Pessoal

Foi uma noite memorável para o Strikeforce em Portland, Oregon, graças a um card com duas disputas de cinturões, alguns tantos ex-lutadores do UFC, uma (boa) luta de Ryan Couture, filho da lenda, e ainda um Gracie no card. Na plateia, astros como MC Hammer enfeitavam a noite.

Roger Gracie estreou no peso médio (até 84kg) e mostrou confiança, ele que estava vindo de um nocaute no peso meio-pesado, pelos punhos de King Mo. Após uma série de treinos com Lyoto Machida na Black House, em Los Angeles, Roger apresentou boas esquivas e investidas com segurança para colar em Keith Jardine e botar para baixo.

Com exceção do terceiro assalto, Roger conseguiu derrubar e exercer amplo domínio no ex-lutador do UFC. Na primeira parcial, montou e desceu os murros e cotovelos no oponente, abrindo cortes no rosto de Jardine. O Gracie partiu para definir nos últimos segundos, mas o gongo soou sem a finalização.

No segundo assalto, Roger tirou o queixo da reta na hora certa e levou Jardine novamente para baixo. Foi a melhor chance do Gracie na luta, quando ele montou, botou os ganchos, encaixou o triângulo nas costas, voltou a montar e tentou o katagatame. Novamente, na última hora o gongo soou, e os cinco minutos não foram suficientes para o bote certeiro.

No terceiro e último assalto, com ambos cansados, Roger apenas manteve Jardine à distância com jabs e chutes frontais, esperando o gongo soar.

“Fiquei feliz por ter conseguido botar meu jogo em prática, levei ele para o chão e controlei, mas ele estava escorregadio, muito por causa do sangue, e soube resistir. Cansei um pouco a mais no terceiro assalto, mas acho que deixei para perder muitos quilos na última hora, e isso acabou resultando no meu cansaço no fim”, explicou Roger ainda no cercado cinza. “Mas estou satisfeito, cada vez que piso nesse ringue para representar o Jiu-Jitsu e a família isso me faz mais feliz”.

No fim, as papeletas decretaram a vitória do tricampeão mundial de Jiu-Jitsu por decisão unânime.

“Foi importante o resultado, especialmente por eu ter vindo de um nocaute. Keith é um cara duro que já venceu muita gente boa por aí. Espero cansar menos na próxima vez, senti um pouco o esforço de perder peso. Foi minha maior lição na luta, como perder peso de forma mais correta e suave. O bom foi que ele estava cansado também”, comentou Roger.

Nas demais lutas, o ex-astro do UFC Nate Marquardt teve que suar para vencer o duro Tyron Woodley e sua mãe, que apoiou o lutador do início ao fim. Depois de três rounds de pura trocação e domínio alternando para ambos os lados, no quarto tempo Marquadt acertou duas cotoveladas que desmontaram Woodley, aí mais um gancho selou o resultado final.

Já na confronto principal, Luke Rockhold foi melhor que Tim Kennedy nos cinco assaltos, e levou por decisão unânime dos jurados. Veja os resultados:

Strikeforce
Portland, Estados Unidos
14 de julho de 2012

Luke Rockhold venceu Tim Kennedy por decisão unânime dos jurados
Nate Marquardt venceu Tyron Woodley por KO no R4
Roger Gracie venceu Keith Jardine por decisão unânime
Lorenz Larkin venceu Robbie Lawler por decisão unânime dos jurados
Jorge Masvidal venceu Justin Wilcox por decisão dividida dos jurados
Pat Healy venceu Mizuto Hirota por decisão unânime dos jurados
Jordan Mein venceu Tyler Stinson por decisão unânime dos jurados
Jason High finalizou Nate Moore com uma guilhotina no 1R
Ryan Couture venceu Joe Duarte por decisão dividida dos jurados

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Alexandre at 5:34 pm

    parabens..roger,aogra voce esta conhecendo a necessidade de diversificar a arte marcial e voce tem tudo para brilhar até o cinturão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *