Demian Maia entre a “benção e a maldição”‏ no UFC 148

Share it

Demian Maia montado em Chael Sonnen, no remoto UFC 95. Foto: UFC/Divulgação

Ele emplacou cinco finalizações seguidas no UFC (Ryan Jensen, Ed Herman, Jason McDonald, Nate Quarry, e Chael Sonnen), mas a vida não é fácil para ninguém. Faixa-preta de Jiu-Jitsu com estilo suave, Demian Maia precisou baixar de peso após sucessivas derrotas e estreia no peso meio-médio neste sábado, no UFC 148.

“É engraçado, porque no começo da minha carreira, como peso médio no UFC, eu geralmente andava com 85kg ou algo assim, e lutava com 83,9kg. Voltar aos 85 kg e ter de baixar para 77kg me faz lembrar que o peso extra não significa necessariamente mais força para mim. Eu me sinto mais rápido, e não sinto nenhum problema quanto à minha força, então acredito que mesmo sendo difícil perder peso, foi a coisa certa a fazer”, disse Demian, no site do UFC.

O paulista enfrenta o coreano Dong Hyun Kim, que tem apenas uma derrota na carreira: para Carlos Condit, dono do cinturão interino da categoria.

“Como qualquer lutador bom, ele apresenta vários desafios e dificuldades”, diz Demian. “Vejo o Kim como um competidor sólido, e para alguém estar no nível que ele estava como judoca, certamente mostra o comprometimento e disciplina que ele tem. Ele é um cara completo, agressivo e com uma boa base. É uma luta importante para nós dois, é uma luta que irá erguer quem quer que vença”, aposta o campeão brasileiro de Jiu-Jitsu.

“Ir para a divisão dos meio-médios é uma benção e uma maldição, de certa forma. Uma benção porque todo atleta quer ter meios de chegar ao topo do esporte, e uma maldição porque qualquer lutador com 77kg vai ter de andar em cima de brasa para passar por Carlos Condit, Rory McDonald, Martin Kampmann, Johny Hendricks, Jake Ellenberguer, Josh Koscheck, entre outros, até conseguir uma chance contra Georges St-Pierre”, comentou o faixa-preta de Fabio Gurgel.

“Estou trabalhando duro com minha equipe para esta luta, eu sei o que ela significa, e estou muito feliz em fazer parte do UFC 148. Vou dar meu melhor e realmente espero que seja uma luta que agrade os fãs, e o começo para uma nova caminhada, passo a passo”, concluiu.

E para você, leitor? Dá Demian Maia? Comente com a gente.

UFC 148
Las Vegas, Nevada, EUA
7 de julho de 2012

Anderson Silva vs Chael Sonnen
Tito Ortiz vs Forrest Griffin
Cung Le vs Patrick Côté
Demian Maia vs Dong Hyun Kim
Ivan Menjivar vs Mike Easton
Chad Mendes vs Cody McKenzie
Gleison Tibau vs Khabib Nurmagomedov
Melvin Guillard vs Fabrício “Morango” Camões
Riki Fukuda vs Costa Philippou
John Alessio vs Shane Roller
Yoislandy Izquierdo vs Rafaello Oliveira

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Cassiano2004 at 9:53 am

    Que luta estranha…até agora não entendi o que aconteceu! Uma coisa é certa…não acrescentou nada ao Demian…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *