“Hell Boy” ensina guilhotina e revê derrota: “Insistir no single-leg é um erro”

Share it

Caio Magalhães "Hell Boy" de bermuda vermelha contra Buddy Roberts. Foto: UFC/Divulgação

O peso médio cearense Caio Magalhães estreou no UFC no último dia 8 de junho, mas o primeiro passo não foi do jeito que o faixa-preta de Jiu-Jitsu esperava.

Contra Buddy Roberts, o popular “Hell Boy” sentiu pela primeira vez o gosto da derrota. “Foi uma luta muito forte, começamos ambos a cem por hora mas os dois estavam bem preparados. Não tenho nada a reclamar da luta, foi minha estreia, né? Eu já tinha cinco lutas de MMA, mas o Ultimate é outro mundo. Estava confiante até demais, acho que isso serviu como lição para mim. Quando a gente dá um passo para trás, serve para dar impulso e pular dez passos adiante”, disse Caio.

“Aprendi de vez que Jiu-Jitsu é uma arte, MMA é outra. Errei ao insistir demais no single-leg para derrubá-lo. Não prestei atenção nos detalhes das posições, percebi depois que poderia ter ido na cintura e conseguido derrubar. No fim das contas, perdi a luta mas fui para cima o tempo todo, então acho que deixei uma boa impressão”, completou ele, que espera lutar no UFC Rio 3, em outubro.

“Minha esperança é ser chamado para o UFC Rio, mas onde for escalado estarei pronto. Dia 8 estou indo para Las Vegas, para conhecer a feira UFC Fan Expo, fiquei feliz por ter sido convidado”, disse.

No vídeo a seguir, o faixa-preta mostra uma guilhotina que pode ser usada no MMA e no Jiu-Jitsu sem kimono. Repare como Caio cola o joelho de baixo na coxa do oponente e põe a mão no quadril para evitar que ele capote. Depois, é arrochar o golpe, dando a pressão para o lado do bíceps que enrosca o pescoço.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.