E se o centenário Nelson Rodrigues escrevesse sobre o ídolo Wanderlei Silva?

Share it

Wanderlei Silva recebe aplausos e latidos durante a pesagem do UFC 147 BH, na sexta-feira. Foto: UFC/Divulgação

Lançada nas bancas do Brasil em janeiro de 2008, a Revista NOCAUTE de número 60 trazia, entre outras pérolas, uma grande entrevista com Wanderlei Silva. Lá, o ídolo do UFC fazia um elogio e uma profecia sobre o arquirrival Vitor Belfort.

“Ele é um ótimo atleta. (….) Tem seus méritos e tenho certeza que no futuro nossa luta vai acontecer”, disse o paranaense, quatro anos antes da luta…, bem, quase ocorrer.

Tal edição da revista está recheada de pérolas, como belas imagens das finalizações de GSP em cima de Matt Hughes, a de Fedor em cima de Hong Man e a de Lyoto Machida em cima de Sokoudjou. Nosso trecho favorito, no entanto, é um trecho da reportagem “Casco no iceberg”, sobre a luta entre Wand e Chuck Liddell – dois lutadores que, aliás, têm se cruzado amistosamente em Belo Horizonte, anos depois.

Eis o trecho:

“Se o genial cronista Nelson Rodrigues (1912-1980) fosse vivo, ele que não perdia uma luta de Carlson Gracie no Rio, talvez fizesse uma épica descrição do penúltimo combate da noite no UFC. Algo assim:

A batalha de sábado foi de singular dramatismo e entupida de alma, com seus personagens pingando disposição como guarda-chuvas encharcados. Logo na primeira troca de murros, Wanderlei Silva mostrou por que é o orgulho da pátria: após um dos tremendos bofetões que o cidadão Chuck Liddell iria distribuir na luta, o brasileiro recuou para puxar uma lufada de ar, apoiou as costas nas grades do assustador octógno, e se transformou.

Não era mais um lutador, e sim um moinho de vento, movendo suas pás em velocidade assustadora e varrendo o americano, plateia, os fãs no Brasil, o diabo. Sim, Wanderlei perdeu, mas foi uma derrota triunfal. Afinal, nosso Silva terminou de pé, e quem caiu sentado e desabou como um prédio do centro do Rio não foi ele, mas o oponente, no segundo assalto. Vamos e venhamos: cair sentado é a mais torva experiência que o homem pode sofrer, no seu curto estágio terreno.

Wanderlei hoje vem embalado para mais um confronto de proporções épicas à frente, contra o velho conhecido Rich Franklin. Para você, quem vai vencer? O americano ex-campeão da categoria no UFC ou o ex-campeão do Pride?

UFC 147
Mineirinho, Belo Horizonte, MG
23 de junho de 2012

Wanderlei Silva vs Rich Franklin
Fabricio Werdum vs Mike Russow
Cezar Mutante vs Serginho Moraes
Godofredo Pepey vs Rony Jason
Yuri Alcântara vs Hacran Dias
Milton Vieira vs Felipe Arantes
Francisco Massaranduba vs Delson Pé de Chumbo
Rodrigo Damm vs Anistávio Gasparzinho
Hugo Wolverine vs John Macapá
Leonardo Macarrão vs Thiago Bodão
Wagner Galeto vs Vinicius Vina

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.