Quem é Godofredo Pepey, faixa-preta de Jiu-Jitsu e finalista do TUF Brasil

Share it

Godofredo Pepey treinando em Fortaleza, antes da fama, e do TUF Brasil. Foto: Junior Samurai/GRACIEMAG.com

Que Godofredo “Pepey” Castro é uma fera do Jiu-Jitsu e está invicto no MMA, até o Galvão Bueno sabe. Mas quem é afinal o primeiro finalista do “TUF Brasil”, o reality show que está mexendo com a Rede Globo?

Pepey, para começar, luta desde os 12 anos de idade, o que talvez já explique muita coisa. Cearense de Fortaleza, o magrinho de 24 anos coleciona diversos títulos no Nordeste, tanto no Jiu-Jitsu como no MMA. Dono de uma guarda afiadíssima, Godofredo Pepey é respeitado pelo seu estilo de lutar, bem plástico, e também pelo seu carisma e gentileza fora do ringue.

“Ele trata todo mundo igual. Cumprimenta todo mundo, fala com geral, sempre simpático. Ele não sai de noite nunca, o lance dele é treinar e dar aulas para seus alunos, que aliás estão ganhando a maioria dos campeonatos de Jiu-Jitsu aqui no Ceará”, garante o faixa-preta Claudio Oliveira, irmão do lutador e um de seus primeiros incentivadores.

Pepey hoje é faixa-preta de Jiu-Jitsu e muay thai, acumula 11 vitórias no MMA – três delas na casa do TUF. “Ele está vivendo um sonho. Era tudo o que ele sempre quis, ele merece tudo que ele está passando, é um batalhador”, ressalta o mano.

Se você acredita em si, outros também logo vão acreditar

“Ele nunca disputou o Mundial da IBJJF por falta de patrocínio. Porém, aqui no Nordeste ele é heptacampeão Norte/Nordeste e dez vezes campeão cearense. Ele nunca abriu mão do seu sonho de viver da luta”, disse o irmão, reforçando a lição maior da carreira de Pepey: acredite em si sempre, se não os outros é que não vão acreditar.

“No Jiu-Jitsu aqui no estado, as maiores rivalidades dele dentro do tatame foram com o Caio Magalhães (hoje no UFC), Helio Mourão e o Thiago Goiabeira”, acrescenta o irmão.

“Ele começou a treinar comigo, depois foi aluno do Ricardo Holanda. Treinou ainda com Manoel Soares, William Couto, Carlos David, e nos últimos cinco anos treina com o Marcio Guilherme ‘Cupim’, na equipe MG”, completou Claudio.

O cearense de olhos castanhos e cabelos pretos por natureza (quando não faz uso de tinta laranja) é o faixa-preta de Jiu-Jitsu novato mais comentado da TV. Na sua cidade, ele sente o carinho da galera na padaria e quando anda pelas ruas. Na manhã da última segunda-feira, no tradicional cafezinho que ele toma, um último mistério pairou no ar. Por que o apelido “Pepey”?

“O apelido Pepey foi minhas irmãs que colocaram na verdade. Ele era um moleque muito danado, ou popularmente falando, muito apimentado! Do nada, elas começaram a chamar de Pepey, Pepey, aí pegou”, relembra o irmão.

Com 1,80m e 66kg, Pepey aguarda seu adversário nas finais do “TUF Brasil”, rival que vai sair do combate entre Hugo Wolverine e o favorito Rony Jason – com quem Pepey, aliás, já lutou com kimono.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.