Cesar Gracie rebate Bráulio, não isenta Nick e explica confusão na Expo

Share it
Cesar Gracie com seu faixa-preta Nick Diaz. Foto: Strikeforce.

O professor de Jiu-Jitsu Cesar Gracie, ao lado de seu faixa-preta Nick Diaz nos tempos de Strikeforce. Foto: Divulgação.

Treinador de Nick Diaz, o professor Cesar Gracie procurou justificar ontem à noite, no site de sua academia Gracie Fighter, toda a falta de comunicação que desembocou no sumiço do pupilo da superluta contra Bráulio Estima, na 1ª World Jiu-Jitsu Expo.

(Leia a carta aberta na íntegra aqui, em inglês.)

De acordo com Cesar Gracie, tudo começou nas negociações para a luta, em fevereiro, quando Nick e ele claramente exigiram que a luta fosse contra um atleta de Jiu-Jitsu, já que Nick não queria ser usado de trampolim por nenhum novato de MMA. Como Bráulio ainda não fez nenhuma luta de MMA, a coisa avançou, apesar de uma eventual irritação do time de Nick Diaz, já que Bráulio fala abertamente em estrear em breve na modalidade.

Com as seguidas falhas de comunicação em relação ao peso da luta e a hora de medi-lo na balança, Nick, ainda de acordo com Cesar, foi perdendo a calma e se sentindo usado. Quando, na véspera, soube que tinha cortado cerca de três quilos e Bráulio ainda não batera o peso, “foi a gota d’água para Nick”, nas palavras do professor.

O erro maior aí, ao que nos parece, foi da organização, que não deixou bem claro para nenhum dos lados como seria a pesagem. Bráulio, por exemplo, reafirmou via Twitter que jamais acertou nada sobre pesar na véspera ou no dia – não havia pré-acordo. Seja como for, ninguém poderia prever que isso se tornaria uma brecha para Nick pular fora na última hora, sem nem mesmo informar seu treinador.

“Indesculpável”

“Nick não deixa de ter culpa. Sua falta de comunicação comigo e com a equipe (antes de ir embora sem falar nada) é indesculpável. Vamos tratar disso internamente”, continuou Cesar, que ainda deu uma rebatida categórica em Bráulio.

“Sobre Bráulio, eu continuo o respeitando como um grande artista do Jiu-Jitsu. Sobre ele chamar o Nick para uma luta de MMA, ele sabe que é impossível já que Nick tem contrato com o UFC, e no MMA você precisa pesar quando eles mandam, não quando você quer. Se Bráulio um dia for bem-sucedido no MMA ele pode mencionar o nome de Nick. Por agora, ele deve respeitar o homem”, disse Cesar.

Segundo o professor, ele e o primo Renzo já conversaram sobre o futuro da World Jiu-Jitsu Expo e vão trabalhar juntos para fortalecer a próxima edição do evento, sem os mesmo organizadores que contribuíram para a confusão toda.

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. San at 4:58 pm

    Este argumento sobre a pesagem é muito esfarrapado, po!! era um evento simples, uma apresentação apenas, não tinha nada demais, o Braulio ficou fora no dia da pesagem mas no dia seguinte bateu seu peso, certamente algum “mano” deve ter chamado o Nick para bolar um e ele achou mais interessante fazer isto do que ser atropelado pelo Bráulio.
    Com relação ao MMA, de fato o Carcará deu uma forçadinha mas foi mais para provocar.

  2. deco bjj at 12:13 pm

    Que piada.. “RESPEITAR O HOMEM”???? Da onde eu venho, quem CORRE igual o Diaz correu não merece RESPEITO, e nem é coisa de HOMEM ! Acho que nem mesmo o Cesar se convence das explicações que deu…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *