Bráulio comenta ausência de Nick Diaz e discussão com Kron Gracie na Jiu-Jitsu Expo

Share it
Muita técnica e clima quente na Jiu-Jitsu Expo. Foto: John Cooper/GRACIEMAG.

Muita técnica e clima quente na Jiu-Jitsu Expo. Foto: John Cooper/GRACIEMAG.

O astro do Jiu-Jitsu Bráulio Estima não aguenta mais treinar e não lutar. Em sua malfadada estreia no MMA, em 2010, o evento Shine Fight decretou falência no dia da luta, e cancelou todo o programa.

Na Jiu-Jitsu Expo, o caso foi outro, e o oponente Nick Diaz, astro do UFC, não apareceu no dojô armado em Long Beach para a superluta sem kimono.

Bráulio conversou com o GRACIEMAG.com e comentou a decepção, além da luta quente entre Kron Gracie e o irmão Victor Estima.

“Não sei o que deu na cabeça dele para não comparecer. Nick tem essas coisas né, é muito inconstante. No começo, eu até duvidei que ele lutaria comigo, mas depois de entrevistas, onde ele dizia que daria a bolsa para a caridade e tudo mais, fiquei mais tranquilo, achei até muito bacana”, lembrou o Carcará.

“Quando eu achava que ele não daria mais para trás, deu nisso. Estou muito chateado com a situação. O time dele ainda tentou botar a culpa na pesagem, que eu estava acima do peso, mas isso não teve nada a ver. Estou fazendo um documentário, e tenho tudo que rolou no sábado filmado, não vai haver disse-me-disse”, disparou Estima, sonhando com um novo encontro.

“Adoraria lutar com ele, seja com kimono, sem kimono ou MMA. Ele pode escolher qualquer modalidade, e que agora ele apareça. Mas sei que é difícil ele aceitar, infelizmente”, desafia.

Estima não se furtou a comentar a conversa quente com Kron Gracie, após a vitória dele em cima de Victor Estima.

A dança da discórdia

“Tudo começou quando Victor ganhou do Kron no último Pan. Foi a luta mais importante para o meu irmão no campeonato, e logo após a vitória ele dedicou aquela luta tão dura e merecida ao filho, o Vincent – o moleque é uma graça. Mas fez com todo o direito e respeito. Lembro que em Abu Dhabi eu também fiz minha celebração após a semifinal, com a minha vitória sobre o Marcelinho Garcia, pois para mim aquela luta seria tão importante quanto a final. Acho que isso não é desrespeitar, mas comemorar com sinceridade”, explicou Bráulio.

“Enfim, não sei como o Kron encarou o ato, mas após a luta de sábado ele fez o mesmo gesto para o Victor, de modo meio sarcástico, como para mostrar que tinha dado o troco, tipo revanchezinha. Repetir o gesto de um atleta é tirar sarro com o oponente. O Victor jamais repetiria um gesto que o Kron faz, isso não é nada legal. Mas acho que o sangue subiu à cabeça, depois eles conversaram e ficou tudo tranquilo. Gosto do Kron, ele é sangue bom”, concluiu o professor da Gracie Barra.

Confira as fotos de John Lamonica do evento, em especial o desenrolar da superluta entre Victor e Kron.

[flickr set=72157629716102162]

Ler matéria completa Read more
There are 6 comments for this article
  1. Augustomma at 2:57 am

    O Bráulio vai ficar na saudade,quer chegar no ônibus e sentar na janela,ou seja,quer fazer sua estreia no MMA lutando com um dos melhores da atualidade,aí não dá!

  2. Jack at 11:15 pm

    kkk voce pode criticar o seu jogador de futebol , os classicos, etc e alguem vai pedir para voce entrar lah e “fazer melhor”? provavelmente não aguentamos correr os 60 minutos que dirah os 90 dum jogo todo.

    Qdo voce tiver uns 60 anos, vão barrar seu direito de comentar futebol, te mandando “jogar no lugar de A e B”?
    TODOS tem direito de comentar, dar palpite, arrumemos outros argumentos para constesta-los, mas nada dessa de “cai lah no ringue”.

  3. Walter Martins at 1:57 pm

    A Seninha do Kron foi Ridicula… independente dele ser Filho do Rickson… a sena não condis um Termino de Lutas de Faixas Pretas… Hoje..Todo Mundo Sabe Lutar Jiu Jitsu.. em Todos os estados..Tem Fenomenos no Jiu Jitsu..Kron se cuide !!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *