Passe a guarda feito o campeão absoluto do NY Open‏ de Jiu-Jitsu

Share it

Otavio Sousa contra Clark Gracie (com a faixa diferencial) na final da categoria médio. Foto: Cristian Buitron

O pernambucano Otávio Sousa foi o grande nome do New York Open de Jiu-Jitsu, que rolou no último sábado. O incansável professor da Gracie Barra mandou bem nas áreas de luta montadas no Nat Holman Gymnasium City College e faturou a categoria médio e o absoluto da competição.

“Neste campeonato eu consegui me soltar bem mais que no campeonato passado, quando não me saí muito bem. Meu desempenho agora foi excelente, lutei num estilo mais agressivo, sem esperar tanto para atacar no final. Estou muito feliz por ter conseguido soltar meu jogo”, disse Otávio ao GRACIEMAG.com. “O evento em Nova York não poderia ter sido melhor, pude lutar com atletas duríssimos na minha categoria e no absoluto, e fui capaz de finalizar três das minhas quatro lutas. De quebra, teve o gostinho da revanche contra o Clark Gracie, já que no Pan eu havia perdido pra ele. Desta vez dei a volta por cima”.

Jiu-Jitsu é aprender algo todo dia

O pupilo de Zé Radiola também aprendeu bastante durante o torneio da IBJJF. “Tirei ao menos uma boa lição: quando eu consigo me soltar, sem me cobrar tanto por resultados, minha probabilidade de ir bem aumenta muito. Acho que a cabeça é tudo na hora H, o atleta tem de estar focado, claro, mas chegar lá com a cabeça tranquila, sem se cobrar tanto. Essa é a grande diferença entre o grande campeão e aquele lutador que não arrisca”, contou o lutador, que deixou uma sugestão para você melhorar seu jogo.

“Sempre procurei entender o Jiu-Jitsu e tentar ao máximo aperfeiçoar meu jogo como um todo, e não ficar bom em apenas uma posição específica. Uma das coisas que mais gosto no Jiu-Jitsu é que a gente aprende algo todo dia, mesmo na faixa-preta. Cada dia é um ajuste, uma pegada diferente, um jeito de posicionar, uma maneira que dificulta o seu adversário”, lembra ele, que ensina abaixo como passar a guarda.

“Minha dica é: seja persistente, nunca desista dos seus objetivos e acredite bastante em si, que só assim você vai longe. Aprendi com o Jiu-Jitsu que isso se aplica à vida real, não só aos treinos em cima do tatame”, completou Otávio, que já mira o Mundial na Califórnia.

“Quero lutar mais um campeonato antes do Mundial, no fim de maio. Estarei em Long Beach certamente. Ganhar o Mundial como faixa-preta é um dos meus sonhos. Já ganhei em todas as faixas e este título ainda me falta, por isso não vou sossegar enquanto não conquistá-lo!”, promete ele.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *