O ensinamento de Demian Maia ao baixar de peso no UFC

Share it
Demian Maia em seminario de Jiu Jitsu em SP. Foto Carlos Ozorio

Demian Maia em seminário recente de Jiu-Jitsu em Sampa. Foto: Carlos Ozório/GRACIEMAG.

Na última semana, o professor de Jiu-Jitsu paulista Demian Maia confirmou via Twitter, enfim, que a sua próxima luta no UFC será pela divisão dos meio-médios (77kg). O duelo será contra Dong Hyun Kim, no UFC 148, em 7 de julho, em Las Vegas. O sul-coreano tem 15 triunfos, em 16 lutas na carreira.

O ex-peso médio, que chegou a emplacar cinco finalizações seguidas e a disputar o cinturão até 84kg contra Anderson Silva, em luta polêmica em 2010, conversou com o GRACIEMAG.com sobre a mudança. Explicou as razões, as expectativas e deixou ensinamentos.

“A verdade é que eu lutava abaixo do que geralmente meus oponentes lutavam. Eu peso menos do que os outros lutadores da categoria, e por isso conseguia ficar bem perto do limite e bater muito fácil o peso”, começa ele, mostrando que se por um lado não brigava com a balança, por outro encarava caras maiores.

“A luta mais dura da minha vida”

“Agora eu não vou perder tanto peso, vou perder o que todo mundo perde e vou render mais. Estou com 88,5kg, vou passar a me manter com 86kg e fazer o que tudo mundo faz na categoria, que é baixar para 77kg até a luta”, completa Demian, que espera ver o seu Jiu-Jitsu fluir nessa nova categoria.

“Se você for lembrar, meus resultados na época das competições de Jiu-Jitsu, e nas primeiras lutas no UFC, eram ótimos. E nessa época eu pesava 86kg normalmente. Foi a fase onde eu obtive os meus melhores resultados. Então espero que consiga impor meu Jiu-Jitsu novamente, a briga com a balança não assusta”.

Astro do Jiu-Jitsu com inúmeras medalhas de pano e com o troféu do ADCC 2007, Demian aproveitou para rever os grandes momentos da carreira, comparando o MMA e o Jiu-Jitsu.

“Todas as minhas vitórias no UFC foram excelentes e guardo com carinho. Assim como as do Jiu-Jitsu, como o triunfo no ADCC 2007, em Nova Jersey, e na Copa do Mundo em 2005, contra o Jacaré”, enumera.

“A final do ADCC foi contra o (Flavio) Cachorrinho, foi uma luta dura, mas acabei pegando no braço, num golpe difícil, com oito minutos de luta mais ou menos”, lembra o paulista.

“Já em 2005, de kimono, encarei o Jacaré no auge, e para mim foi a luta mais difícil que fiz na vida. Na época ele era considerado o melhor lutador de Jiu-Jitsu do mundo. Foi uma boa luta e acabei ganhando por pontos, acho que duas vantagens”, relembrou.

Confira mais este combate aqui no baú do GRACIEMAG.com e deixe sua opinião. O Jiu-Jitsu de Demian Maia pode voltar a fluir como antes na divisão dos meio-médios?

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article
  1. Jack at 12:22 am

    Estamos na torcida , realmente, no peso 84kg no dia de pesar, e no dia da lutas, Demian com 86kg e seus oponentes com 98kg, 100kg, eh uma desvantagem enorme pois todos treinam JJ, wrestring, boxe, etc

    Boa sorte champ!!!! Esperamos que ele tenha um conjunto de estrategias como GSP, raça como Nick Diaz, frieza como Jon Jones, gaz (esse é dificil) como Frank Edgar! Logo o bom e velho Demian Maia finalizador estara de volta!!! OSSSSS!!

  2. Markinhosgracie at 8:03 am

    eu continuo achando q com o jiu jitsu do demian dá para ganhar tanto até 77, como até 84 kg……
    o problema é q ele só ía nas suas últimas lutas somente fazer boxe, vcs viram isso, tenho certeza q sim!!!!!!!
    vou citar exemplos: rafael mendes (65kg) empatou numa boa com o rodolfo vieira(90 kg); tererê(70kg) venceu numa boa o pé de pano(110kg); minotauro finalizou vários oponentes bem mais pesados, então uma diferença de 7 kg NÃO faz diferença para um jiu jitsu TOP igual ao do demian.
    quem assiste luta desde o primeiro UFC em 1993, igual a mim, sabe q o demian, napão e outros campeões mundiais perderam algumas lutas pq NÃO fizeram o q mais sabem: JIU JITSU!!!!!!
    o toquinho deve ter 1,72 m, no máximo, luta até 84 kg numa boa e levanta um cara de 120 kg sorrindo, então NÃO tem essa de uma diferença de peso pequena para quem tem jiu jitsu de ponta……..
    e outra coisa mesmo o tiago camilo sendo um judoca olímpico casca grossa o demian maia tinha obrigação de raspar e finalizá-lo.
    bota o toquinho com o tiago camilo naquele rolazinho para ver quem pega quem…… me respondam com sinceridade!!!!!!
    em todo caso boa sorte pro excelente demian maia na sua nova faixa de peso, faça o JIU JITSU q vc será o campeão até 77 kg, assim como na 84 kg

  3. Tiago Rodrigues at 4:02 pm

    Conheci pessoalmente o Demian Maia neste seminário (da foto acima), uma cara muito humilde e gente boa. Como praticante de jiu-jitsu e fã das lutas de atletas que colocaram e colocam o jiu-jitsu em prática no Vale-Tudo e MMA (Royce Gracie, Rickson Gracie, Jorge Patino Macaco, Fabio Gurgel, Ronaldo Jacaré, Demian Maia, Roger Gracie, Rodrigo Minotauro, Rousimar Toquinho, Renzo Gracie, Charles do Bronx, … dos gringos que praticam a arte suave como Joe Lauzon, Jim Miller, Jake Shields, e por ae vai… ), Demian vem decepcionando aos praticantes e atletas de jiu-jitsu, aperfeiçoando seu boxe, muay thai e wrestling e deixando a arte suave de lado, sua essência.

    Como o Grande Mestre Rickson Gracie falou num seminário: – “O negócio é entrar no clinch, botar pra baixo e finalizar. Sair sem nenhum arranhão. Rosto que mamãe fez carinho, vagabundo nenhum vai bater.” Eu encaro esta frase como a essência do jiu-jitsu brasileiro…

    Claro que todos atletas do MMA (antigo Vale-Tudo) praticam todas as artes, de tudo um pouco, como dizem, mas poucos conhecem afundo o jiu-jitsu brasileiro, como alguns nomes que citei acima. Representantes temos, só falta manter e resgatar esta essência. Oss!

Deixe um comentário para Rodrigo Montini Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.