Para ser bom de Jiu-Jitsu, fortaleça a lombar e venda a moto, diz Davi Ramos

Share it
Fera da Atos Jiu-Jitsu, Davi Ramos finaliza nas costas em Gramado. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG.com

Revelação do Jiu-Jitsu, Davi Ramos finaliza nas costas em Gramado. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG.com

Cria de César Guimarães “Casquinha” na academia Top Brothers de Jiu-Jitsu, a revelação Davi Ramos sente que chegou a hora de brilhar na elite do peso leve. Davi, atleta da equipe Atos, venceu este mês a seletiva de Gramado para o WPJJ de Abu Dhabi sem tomar um ponto, mas acha que dá para voar mais alto em 2012.

“Estou pronto para brigar lá no topo em abril, em Abu Dhabi, e depois no Mundial de Jiu-Jitsu, em junho. No Mundial do ano passado eu fazia luta boa com o Michael Langhi, mas faltou ajuste e ele virou a luta. Agora consegui lutar contra as contusões e, com a constância, apresentar um jogo bem mais completo e justo do que antes”, conta Davi, em papo por telefone.

O peso leve carioca diz que a boa atuação em Gramado deveu-se a duas lições fundamentais que aprendeu no Jiu-Jitsu, e que divide com os leitores do GRACIEMAG.com.

“Na seletiva no Sul fiz seis lutas, com três finalizações e não tomei nem pontos nem vantagens. Na verdade, tomei uma vantagem de punição, mas agora já entendi a nova regra, não vou repetir o erro”, lembra. “O que aprendi de fundamental para progredir no Jiu-Jitsu foram duas coisas. Primeiro, vender minha moto. Eu tinha moto e um dia sofri um acidente quase fatal no Rio, me arrebentei todo e fiquei no hospital um tempão. A artéria rompeu, perdi muito sangue e depois demorou a voltar para o treino. Custou, mas vi que moto não combina com Jiu-Jitsu”, constata.

Assista a Davi Ramos vs Thiago Baiano em Gramado

“A segunda lição foi para melhorar minha guarda. Faço muito bem chave de pé e perna, mas precisava melhorar minha guarda e minhas inversões. O ensinamento é fortalecer bastante a região lombar, para progredir nas raspagens. Converse com seu preparador físico e reforce a lombar, é ideal para evitar lesões, confiar na sua guarda e raspar geral”, indica Davi.

Davi tem treinado no Rio, na Top Brother , e na reta final visita a Atos de Ramon Lemos para lapidar o jogo e a estratégia.  “Viajei para acompanhar o Big Monster no Bellator, mas já estou voltando para treinar com o pessoal para o World Pro de Abu Dhabi com feras como Bruno Frazatto, Guto Campos, Ary Farias, Ed Ramos, Alan Salgado, Ronaldo Candido e Denilson Bischliari”, conclui.

Confira a evolução do jogo de Davi em Gramado, na final contra outra revelação, Thiago Baiano, faixa-preta bom de bote da CheckMat.

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article
  1. Augustomma at 8:42 am

    Fortalecendo a região lombar não só se raspa mais,como se evita com mais eficacia faspagens e inversões,veja os wrestlers,são exemplos disso!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *