Organizadores vão tentar interceder para Bruno Frazatto lutar em Abu Dhabi

Share it
Frazatto na semifinal de Jiu-Jitsu com Marcelo Silva em Gramado por Ivan Trindade

Bruno na semifinal contra Marcelo Silva em Gramado. Foto por Ivan Trindade.

Antes mesmo do término da seletiva de Gramado para o WPJJ, a organização já colhia votos para indicar o destaque técnico da competição. Não foi surpresa para ninguém que o peso-pena paulista Bruno Frazatto disparasse na frente de outros grandes nomes, já que o atleta da Atos vinha finalizando todas lutas até a semifinal.

Bruno é alvo de interesse do público pelo excelente nível técnico que apresenta constantemente em competições. É um lutador que dificilmente administra resultados, faz um Jiu-Jitsu bonito e vencedor.

A inesperada derrota por finalização na final tornou uma proporção maior do que a esperada. Seu adversário, o jovem batalhador Isaque Paiva, não conteve a emoção e foi abraçar Guilherme Paradeda, um dos organizadores do evento e testemunha ocular de seu esforço para ir a Abu Dhabi desde a primeira edição da seletiva, em 2009 em Porto Alegre.

A comemoração causou a sua punição, a desclassificação (como escrito nas novas regras) e a consequente “vitória” de Bruno, para desespero do atleta nortista que treina em São Paulo.

“Foi um abraço emocionado, desde 2009 a gente adotou praticamente o garoto aqui, ele na primeira vez que lutou a seletiva dormiu no ginásio por falta de recurso. Como a regra nova foi adotada mas em todo o resto do campeonato os juízes fizeram vista grossa para quem corria para comemorar, não seria justo eliminar logo o Isaque, após aquela final eletrizante. Vou conversar com os organizadores para tentar que Frazatto também seja convidado”, disse Fernando Paradeda, que deu um toque no árbitro Alvaro Bobadilla para perguntar a Frazatto o que ele achava.

Entre a honra e a vaga, Bruno escolheu bem

E então, como diz o ditado, há sempre grandeza na derrota, e Frazatto em papo rápido com o juiz não aceitou a vitória por este meio, e abriu mão do primeiro lugar e consequentemente do prêmio. Todos sabemos o quanto é difícil, mesmo para um atleta renomado como Bruno Frazatto, um patrocínio para que pudesse disputar o WPJJ em Abu Dhabi. Entre o custo da viagem e o convite com tudo pago, Frazatto optou por um dos valores mais perseguidos por um guerreiro, a honra.

Gostaria eu de poder entregar em mãos tal relato à organização do WPJJ em Abu Dhabi, pois o atleta mais técnico da seletiva de Gramado, Bruno Frazzato, “derrotado”, também merece, sem sombra de dúvidas, ir a Abu Dhabi.

Mesmo porque, aposto que você também quer ver esta revanche, ou não? Comente com os demais leitores do GRACIEMAG.com, abaixo.

Ler matéria completa Read more
There are 15 comments for this article
  1. Ismael at 11:12 pm

    Estava lá no sábado e fiquei impressionado com a técnica de Bruno Frazzato. E vendo está atitude não tem como não querer ver ele em Abu Dhabi, quem sabe enfrentando o excelente Isaque.

    OSS!

  2. cris vieira at 11:28 am

    Que maravilha essa iniciativa! Espero que todos venham a aderir através das redes sociais para que que esse exelente e honrado atleta vá para Abu Dabhi. Estive com ele no sábado em Gramado e mais uma vez pude ver que além de um grande guerreiro ele também é uma pessoa muito carismática e atenciosa, infelizmente no Domingo nao assisti as finais mais assim que soube do acontecido através de minha filha Ana Carolina, disse imediatamente, bem que o sheik poderia convidar o Bruno para o evento! E quando cheguei e vi o link no Face, fiquei muito feliz! Poucos teriam a atitude que ele teve, parabéns Bruno vc é motivo de muito orgulho para todos que te conhecem!

  3. Jiu Metal Core at 6:43 pm

    O negocio é seletiva ou não é?
    Perdeu ta fora, ganhou ta dentro. simples!, merecer muitos merecem, mas seletiva é seletiva, ou entao o Jiu Jitsu nunca vai sair da bagunça.
    Bruno é sensato e apenas cumpre com etica, e o negocio da regra é estranho com tanta bagunca que existe nos batidores, vai punir logo o Isaque.

  4. Abudhabijiujitsu at 2:23 pm

    Pela organização do evento, não haverá convidados.
    Só haverá essa possibilidade do convite, caso o Sheikh
    efetive o convite.

  5. Rafael at 7:10 pm

    Ir pra Abu Dhabi sem ganhar de fato a seletiva é tão ruim quanto ser campeão mundial de futebol sem ganhar Libertadores.

    🙂

  6. Tabjf at 2:07 pm

    A comemoraçao da vitória é como o gol no futebol, sem ela náo tem graça! Vamos parar com essa bobeira de proibir o atleta de comemorar o tao esperado resultado!

  7. Luciano Padilha. am at 5:23 pm

    Rapaz, faz um bom tempo que não vejo e leio uma situação dessas. Hoje o que mais vemos é lutadores administrarem placar, e com isso o guerreiro na maioria das vezes é prejudicado…Uma bela e louvavel atitude de Frazzato. Realmente ele honrou o que aprendemos com os samuaris. A HONRA. Ficarei na torcida para o frazato ir a abu dhabi.

  8. Mroyller at 1:55 pm

    Como sempre regras ou leis no Brasil é uma palhaçada. A irmã do Rodolfo Vieira foi desclassificada e voutou a lutar mesmo assim, na luta do Frazatto vão inderceder pra ele ir para ir ao WPJJ, deverian interceder para o outro ir isso sim afinal o campeão foi o Frazato. O atleta que não conhece sequer as regras não pode dizer que é profissional. Brasil um pais do jeitinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.