Algumas informações para quem deseja ser professor de Jiu-Jitsu em Abu Dhabi

Share it
José Junior por baixo contra Xande Ribeiro no torneio de Jiu-Jitsu sem kimono em Abu Dhabi.

José Junior por baixo contra Xande Ribeiro no torneio de Jiu-Jitsu sem kimono em Abu Dhabi.

O professor faixa-preta de Jiu-Jitsu que for aprovado na seleção para a nova turma de instrutores do Projeto School-Jitsu das escolas públicas de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, vai receber um ótimo salário de alguns milhares de dólares (valor que o pessoal de Abu Dhabi prefere informar na entrevista), plano de saúde e férias com passagens pagas para seu país de origem.

A seleção para novos contratados ocorre na próxima semana em São Paulo e no Rio de Janeiro. São 45 vagas para professores com experiência em aulas para crianças. O interessado deve comparecer ao local da entrevista com o formulário impresso (clique aqui) e seu currículo no Jiu-Jitsu.

O GRACIEMAG.com conversou com José Júnior “Ciência”, faixa-preta responsável pela contratação dos brasileiros. (Veja o supervisor casca-grossa contra Xande Ribeiro, na final em Abu Dhabi).

Abu Dhabi contratando professores de Jiu-Jitsu

Queremos trazer profissionais qualificados para trabalhar com o Jiu-Jitsu nos Emirados Árabes, que é uma região onde o esporte está crescendo muito rápido, com muitos projetos em escolas e bases de todas as forças armadas no país. Graças a isso estão surgindo muitas vagas e oportunidades. Primeiramente que ele seja comprometido com o trabalho, que tenha experiência, fale inglês, possua bom conhecimento técnico e tenha documentação certinha como faixa preta.

45 professores de Jiu-Jitsu, entre homens e mulheres

No total serão 45 professores. Precisamos dos dois, homens e mulheres. Ainda veremos quantos se encaixam no perfil e faremos a perspectiva após as entrevistas.

Contratação nos EUA, uma possibilidade no futuro

Por enquanto não tem nada planejado, mas quem sabe. Contratamos muitas pessoas antes através de entrevistas por telefone e Skype e indicações, porém agora estamos querendo mais esse contato direto, até para tentar dar chance a pessoas que não conhecem ninguém que já está por aqui. Então é somente ir lá, levar o currículo e torcer. Vamos ver como fica no futuro, normalmente queremos brasileiros, seja onde eles estiverem.

A vida de um faixa-preta de Jiu-Jitsu em Abu Dhabi

Minha vida está muito boa graças a Deus, vivo do que eu amo que é o Jiu-Jitsu, e ainda consigo treinar e conciliar isso. Tenho certeza de que o esporte crescerá muito mais ainda por aqui, assim como no resto do mundo, e isso me deixa muito feliz e realizado.  Atualmente não estou dando mais aulas, passei para a parte da administração como supervisor em Abu Dhabi, foi uma forma que achei também de poder contribuir um pouco mais. Então estou aí na luta, torcendo muito para que as coisas continuem dando certo nao só para mim, mas como para muitas pessoas e muitas famílias que hoje tiveram a oportunidade de estar aqui e serem valorizadas por saberem ensinar Jiu-Jitsu. Com certeza estamos escrevendo o nome na história de um país e do esporte.

Treinos duros de Jiu-Jitsu

Meus treinos andam bem, tem uma galera legal que treina todo dia, e se Deus quiser esse ano iremos fazer um barulho por aí, estamos com um novo preparador físico da Bulgária que é muito bom, e temos professores de muitas academias diferentes, então o treino fica bem legal. Espero que esse ano eu chegue mais forte pois estou treinando bem melhor que o ano passado, e eu tenho certeza que brigarei pelo ouro, no peso e absoluto no torneio profissional de Abu Dhabi.

Ler matéria completa Read more
There are 8 comments for this article
  1. Tbravo at 11:27 am

    graciemag vcs poderiam me ajudar, faço o download da ficha mais quando vai abrir, vem um monte de documentos e nenhum deles e a ficha. poderiam passar algum e-mail da palm sports algum contato, estou mt interessado. no aguardo
    Tiago Bravo

  2. Rocha Leandro at 4:13 pm

    BOA -TARDE , SOU FAIXA MARROM E TENHO UM SONHO DE UM DIA PODER VIVER DO JIUJITSU QUE TANTO AMO , TRABALHO COM CRIANÇAS EM UMA ACADEMIA E TBM EM UM PROJETO SOCIAL , TENHO 3 FILHAS E ME IDENTIFIQUEI EM TRABALHAR COM CRIANÇAS , POIS ELAS NOS VÊEM COMO HERÓIS E PROTETORES , AMO OQUE FAÇO , ATUALMENTE MISNISTRO AULAS PARA CRIANÇAS E ESTUDO INGLÊS, MOREI 1 ANO EM NEW JERSEY EM 2004 E TENHO UM INGLÊS INTERMEDIARIO , SEM DIFICULDADES PARA SE COMUNICAR , ESTAREI ME PREPARANDO PARA PODER UM DIA CONCORRER A UMA VAGA PARA TRABALHAR FORA DO BRASIL PARA PODER DAR UMA VIDA MELHOR A MINHA FAMÍLIA E FAZER OQUE MAIS AMO NA VIDA , ENSINAR O BRAZILIAN JIUJITSU AO MUNDO !

  3. Alef Santos at 4:39 pm

    eu quero muito ser um professor de jiujitsu, sou um dos APAIXONADOS deste esporte que faz parte da minha vida, e para isso vou curça educação fisica. VAI SER DIFICIL MAS VOU CHEGAR LAR. Ainda estou na faixa azul e tenho 21 anos, tive a oportunidade de treinar competidores e obtive bons resultados tanto como "professor" quanto fora dos tatames.
    quero ajudar a espalhar pelo mundo esta arte. mas sozinho nao da !
    oss

  4. Jairo Queiroz at 9:06 pm

    BOA NOITE, SOU SARGENTO DO EXERCITO E PRATICANTE DE JIU-JITSU, GOSTARIA MUITO DE FAZER PARTE TIME, TENHO 41 ANOS SOU MUSICO, SE QUIZER VER UM POUCO DO MEU TRABALHO DIGITA JAIRO QUEIROZ NO YOU TUBE.

  5. Simone Maria Teixeira at 10:51 am

    bom dia, gostaria de saber se é so faixa preta que concorre as vagas ou tem algum outro orijeto para faixa marron?

  6. Thiago Mynssen at 3:27 am

    Olá Bom dia
    Sou faixa preta da Gracie Barra, morei por 5 ano no USA na infancia falo inglês fluente e tenho o sonho de dar aula de jiujitsu em Dubai.

    Pode me ajudar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *