UFC 142: enfim Jiu-Jitsu e o Zé Aldo de sempre

Share it
Jose Aldo vai para a galera em UFC Rio cheio de Jiu-Jitsu

Ainda campeão, José Aldo vai para a galera no UFC Rio

No UFC Rio 1, em agosto de 2011, houve uma grande ausência: o Jiu-Jitsu.

Em 12 lutas, aconteceram 2 nocautes, 4 nocautes técnicos e 6 decisões dos jurados; ou seja, nenhuma finalização.

Quase seis meses depois, o quadro mudou bastante.

Na noite deste sábado, 14 de janeiro de 2012, foram 3 finalizações, 2 nocautes, 1 nocaute técnico, uma desclassificação e apenas três lutas num total de 10 foram para a decisão dos jurados.

Chute perfeito deu a vitória a Edson Barbosa no UFC Rio

Chute perfeito deu a vitória a Edson Barbosa no UFC Rio

Gabriel “Napão” Gonzaga, Rousimar “Toquinho” Palhares e Vitor Belfort foram os responsáveis por fazer as honras do berço do Jiu-Jitsu.

Napão, na quarta luta da noite, aplicou um belo mata-leão em Ednaldo “Lula” Oliveira, em sua volta ao UFC, depois da demissão em 2010.

Já Toquinho fez o que sempre faz, apertou o tornozelo de alguém. Dessa vez, a vítima foi Mike Massenzio.

Na segunda luta mais importante da noite, Vitor Belfort não decepcionou a platéia e partiu para cima de Anthony Johnson, que por sinal sofreu a primeira derrota para a balança ao não conseguir bater o peso.

Toquinho deu aula de Jiu-Jitsu para vencer no UFC Rio

Toquinho deu aula de Jiu-Jitsu para vencer no UFC Rio

Depois de um começo equilibrado, Belfort concentrou a força que vinha da HSBC Arena mais uma vez lotada de fãs enlouquecidos e se impôs com bons socos e chutes,

Quando Johnson deu as costas para se defender, Belfort colocou os ganchos e arrochou o mata-leão. Ao americano, só restou bater.

Para fechar a noite, um daqueles momentos que separam os grandes ídolos dos demais.

Para se tornar um grande ídolo, é preciso ser protagonista dos momentos que entrarão para história.

E foi isso que José Aldo fez. Após um início esquisito, com Chad Mendes partindo para cima e o brasileiro com certa dificuldade para encurtar a distância e bater, Zé precisou de apenas uma fração de segundo para vencer.

Com Jiu-Jitsu afiado, Vitor Belfort mostrou quem é o dono do pedaço no UFC Rio

Com Jiu-Jitsu afiado, Vitor Belfort mostrou quem é o dono do pedaço no UFC Rio

Ao soltar um abraço pelas costas que mantinha o brasileiro preso contra a grade, Mendes não contava com a velocidade de raio com que o joelho se chocou contra seu rosto. Chad já caiu meio apagado e o soco em cheio no chão só sacramentou a vitória.

Então, com a mesma velocidade, o rubro-negro Zé Aldo pulou a grade do octógono e foi comemorar com a galera.

Deve ter se sentido pulando na geral do Maracanã, após um golaço com passe de Zico.

No mais, não se pode deixar de citar o inacreditável chute rodado que deu a vitória e o prêmio de melhor nocaute da noite para Edson Barboza Junior, que venceu Terry Etin.

Com Chad Mendes nocauteado, Zé Aldo corre para a galera no UFC Rio

Com Chad Mendes nocauteado, Zé Aldo corre para a galera no UFC Rio

Por outro lado, a polêmica ficou por conta da desclassificação de Erick Silva contra Carlo Prater, por golpes na nuca. Quase ninguém concordou com a decisão do árbitro brasileiro Mario Yamasaki.

Aqui os resultados completos.

E você leitor de GRACIEMAG, o que achou do UFC 142? Deixe sua opinião nos comentários.

Ler matéria completa Read more
There are 6 comments for this article
  1. Fábio (vudu) Anschau at 1:38 pm

    Nunca imaginei asssistir na Globo uma luta de mma ao vivo e ainda narrada por Galvão Bueno! Não duvido mais nada desse mostruoso esporte que eu tanto amo e cresce de maneira absurda em todo o mundo! Parabéns a transmição da Globo! Para nós que, não temos condições de ter uma tv por assinatura é realmente um presente! Destaco também a atitude o Dana em demitir o Anthony Johnson depois da cacada que fez em não bater o peso, pura malandragem do Americano que na hora da luta estava muito mais forte que o Vitor, e por conta disso e poderia ter derrotado um atleta de renome mundial, que fez tudo certinho para bater o peso e que jamais deixaria de lutar, por nós BRASILEIROS! Ossss…

  2. Fabiano at 11:35 am

    Só lembrando que o Aldo não pulou a grade a porta do octogon foi aberta e Aldo passou igual a uma bala indo para a galera.

  3. BOXE NA VEIA at 2:19 pm

    Ninguem conhece o Anderson? Tem certeza que voce mora no Brasil e é do planeta Terra? Depois dessa da pra ver o quanto vc conhece da materia!

  4. BOXE NA VEIA at 2:22 pm

    Depois de 11 anos Vitor finaliza uma luta, antes tarde do que nunca! O adversario era um TOP da categoria para tamanha empolgação!? Vitor fez sua obrigação, nada mais! Aldo acabou nocauteando Chad e junto com o nocaute com o chutaço rodado do Edson foi os melhores momentos do UFC 142.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *