Classificado a Abu Dhabi, Caio defende cinturão no MMA

Share it

Caio Magalhães em ação. Foto: Carlos Ozório.

Invicto no MMA, o faixa-preta Caio Magalhães também é uma das maiores feras do Nordeste do Brasil no Jiu-Jitsu. Após um tempo afastado, Caio voltou às competições. Depois de faturar o ouro no Rio Open, o lutador da Sas JJ garantiu vaga no World Pro 2012, campeão da Seletiva em Natal.

“É a primeira vez que participei da Seletiva para o World Pro e me amarrei no campeonato. O fato de ser no Nordeste, a minha região, fez sentir um calor diferente da torcida. Empolgou bastante.”

Confira o bate-papo com o GRACIEMAG.com:

Com está se dividindo entre o Jiu-Jitsu e o MMA?

Tenho o cinturão para defender no Amazon Fight, em novembro. Por isso, agora vou ter que dar uma diminuída no pano, mas depois retorno com força para os campeonatos de Jiu-Jitsu.

E por que resolveu voltar às competições de pano?

Fiquei dois anos afastado, por causa do MMA, e voltei nesta temporada. Decidi que queria me focar no pano também. Vi muitos amigos que lutei sendo campeões. Uma galera que já enfrentei na faixa-roxa e marrom. Então pensei que dava para eu ser campeão também. Neste ano lutei também o Rio Open, e venci, e agora foram cinco lutas para vencer a seletiva.

Há alguns anos o pessoal do Nordeste tinha muita dificuldade de participar dos grandes eventos de Jiu-Jitsu, isso mudou?

Hoje é mais fácil, no Brasil, comprar passagens aéreas e as empresas apóiam melhor os atletas. Ainda não é o ideal, mas melhorou bastante, principalmente para os atletas mais graduados, com mais experiência. Isso está ajudando na globalização do Jiu-Jitsu no sentido de todos estarem parelhos. Em qualquer campeonato o nível está lá em cima e aparecem bons lutadores de todos os cantos do Brasil.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *