Nem furacão para o Boston Open, varrido por Formiga e por Renan vs Ryan Hall

Share it

Rafael Formiga aperta no armlock no Chicago Open. Foto: Divulgação IBJJF.

 

O Boston Open de Jiu-Jitsu, realizado pela IBJJF no último sábado, estava marcado para começar na hora da chegada do furacão Irene. Nem assim os destemidos atletas do Jiu-Jitsu deixaram o ginásio vazio, e caíram dentro das disputas.

Assim como fizera no Chicago Open, Rafael “Formiga” Barbosa (Soul Fighters/Best Way) voltou a vencer o absoluto (confira os resultados completos do Boston Open, clicando aqui), após final à vera contra o companheiro de treinos Victor Henrique (GFTeam). No dia do furacão, o que varreu os tatames foi o bom exemplo dos dois.

O campeão absoluto e do peso médio, porém, quase teve a cena roubada pela vitória de Renan Borges (BTT) sobre Ryan Hall (Marcelo Garcia), na guerra que foi o peso-pena, só com atletas da elite do Jiu-Jitsu.

Formiga, carioca radicado em Connecticut, conta o que viveu.

CHICAGO e BOSTON

Eu tinha acabado de vir de vitória no Chicago Open e mantive o ritmo. Em Chicago, venci na categoria leve o Carlos Rodrigues (Carlson Gracie Team) duas vezes, finalizei uma no braço e outra nas costas. No aberto, na primeira pus o cara para voar e finalizei de armlock, e na segunda raspei, passei a guarda e finalizei num estrangulamento pelas costas.

Em Boston, lutei no peso médio, e ganhei a primeira  por WO, acredito que o cara não apareceu por causa do alerta do furacão Irene. Boston seria um dos locais atingidos, no fim das contas só balançou umas árvores. Esperei então a luta do Victor Henrique da GFTeam e a do Danilo Cherman da Nova União acabar para ver quem iria fazer a final comigo. Victor finalizou, então fizemos uma final apertada, 0 a 0, mas fui mais agressivo e o juiz acabou me dando a luta.

SEM FECHAR

Victor e eu treinamos juntos para o Mundial, mas a gente conversou, é melhor lutar logo ou a gente vai ficar sem lutar nunca. Então lutamos, e o curioso é que no absoluto repetimos a dose. Comecei contra o Rodrigo Ranieri, peso-pena da CheckMat, e ganhei por 7 a 2. Na final, encontrei de novo o Victor Henrique. Ficamos no 2 a 2, com uma raspada para cada um, e ganhei dele por três vantagens.

RENAN vs RYAN HALL

A final do peso-pena do Boston Open foi uma luta excelente, apesar de polêmica. No início, os dois puxaram para a guarda, o Ryan Hall entrou no birimbolo para pegar as costas e o Renan terminou por cima, e ao meu ver o juiz se equivocou e deu dois pontos, quando seria só uma vantagem. Teve essa polêmica, portanto, mas foi um lutaço, os dois são muito técnicos e saíram na mão.

FURACÃO

Depois de vencer dois absolutos, eu fiquei esperando o Irene, estava querendo até ganhar dela (Risos)! Queria agradecer muito ao meu professor André Almeida, o Dedeco, ao Danilo Cherman “CP” da Nova União e ao Gabriel Gladiador, por terem me ajudado nos treinos!

 

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. alex at 4:14 am

    com to o respeito mas esse comentario sobre o renan vs ryan nao e verdade. o renan chamou a meia guarda, o ryan ficou por cima, depois renan raspou ele com o de la riva invertido, entrando entre as pernas do ryan e isso nem e berimbolo. renan ganhou com toda a justica e sem polemica nenhuma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *