Qual o valor do seu Jiu-Jitsu?

There are 10 comments for this article
  1. Victor Silverio at 4:25 pm

    Olha, que engraçado. Carlinhos Gracie pensa tanto na solidariedade ao proximo do jiu jitsu que até hoje nao implantou um sistema de premiacoes em seus campeonatos. Pensa tanto em sua propria comunidade de brasileiros que hoje em dia temos, sei la, 10 , 15 campeonatos nos Estados Unidos por ano e no Brasil nos temos só 4. Parabens Carlinhos

    • Matheus Miranda at 10:06 pm

      Concordo! E por isso perdemos atletas a cada ano.. 2 grandes nomes do jiu jitsu abandonaram as competições por causa disso!
      Fernando ‘Margarida’, campeão mundial peso e absoluto de 2001 e Ronaldo ‘Jacare’, campeão mundial absoluto 2004/2005.
      Simplesmente cansaram de dar a vida pelo jiu jitsu, se dedicar como atleta, serem campeõs mundiais absolutos, e no fim ganhar uma medalha de ouro,e um ‘parabéns’.. e no dia seguinte, como o proprio Jacare viveu, não ter nem dinheiro pra voltar pra Manaus! O que é um absurdo, campeão mundial absoluto faixa preta, sem dinheiro pra voltar pra casa!
      Tem que parar com a ditadura, carlinhos!
      Todo mundo ganha com os campeonatos, menos os atletas..
      Arbitros, CBJJ, Staff’s, Patrocinadores, todo mundo ganha, menos os atletas, que deixam de viver a vida pelo jiu jitsu, pra muitas vezes receberem uma ajuda de custo dos patrocinadores por serem campeõs mundiais, brasileiros.
      Logo ele que fala tanto da solidariedade ao proximo.. Ele poderia ‘revolucionar’ o jiu jitsu! Acho que chega até ser falta de respeito com os atletas profissinais, se abdicarem de tanta coisa, pra serem campeõs mundiais e apenas depois de um tempo, serem retribuidos financeiramente, atraves de seminários.. e dando aulas! Acho que os atletas deviam dar mais valor ao Mundial Profissional, pois há seletiva, que bancam tudo, premiações altas.. ao inves de valorizarem tanto o Mundial da CBJJ!
      Acho que ele deveria pensar mais na comunidade do jiu jitsu e a comunidade dos brasileiros, como o amigo de cima disse, aqui no brasil, temos poucos campeonatos de grande porte, enquanto lá fora, são vários!

      chega!

      • Anônimo at 12:48 am

        Não concordo, Matheus. Hoje, graças ao tamanho do Mundial e do seu caráter internacional mesmo (há delegações até da Mongólia), o campeão mundial torna-se famoso no planeta inteiro, e não apenas no Rio ou Brasil. Pergunte para os irmãos Mendes se eles não ganharam nada com seus títulos…

        • Matheus Miranda at 2:51 pm

          isso eu concordo com vocês da graciemag, os Mendes ganharam sim, nome, reconhecimento, mas eu digo da CBJJ/IBJJF, eles não ganharam nada!
          Porém, eles com esse título de campeões mundiais(2 vezes), ganharam respeito, reconhecimento, nome e etc.
          Nesse aspecto, concordo com vocês!
          Mas da Confederação, eles não ganharam nada!
          Apenas a medalha..
          Uso o “apenas” não para desmerecer a medalha, uso só porque é a palavra que melhor se encaixa!
          OSSS Graciemag

    • Zzato at 10:59 pm

      O Mestre Carlinhos esta de parabens pois criou competicoes amadoras de alto nivel, conseguindo com isso divulgar o nosso esporte e o nome de varios atletas talentosos.

      Se outros lideres criaram competicoes profissionais e deram premiacao em dinheiro parabens para eles tambem.

      Hoje o Mestre Carlinhos realiza competicoes ate no Japao num esforco de crescer o nosso esporte por la.

      Engracado e voce misturando alhos com bugalhos Victor.

      • Bernardo at 11:33 am

        Ele realiza competições no Japão para ajudar no desenvolvimento do esporte?
        Não mesmo, ele quer é continuar engordando o bolso dele
        É exatamente o que o Matheus falou, todos lucram com o mundial, menos os protagonistas de toda ação… a federação da ao lutador uma medalha e um tapinha nas costas.
        Fez muito pelo esporte, fez, e sou grato. Mas dessa maneira – com dezenas de federações caça-níqueis espalhadas por aí – o BJJ nao vai atingir seu potencial pleno nunca.
        OSSS

  2. R.C at 10:51 pm

    O esquema é o seguinte: As academias por muito tempo se dedicaram a ganhar campeonatos pois era uma excelente propaganda para agregar novos alunos.Muitas pessoas procuravam academias de “campeões” para se tornarem “campeões” também.Hoje em dia estão se dando conta que isso foi uma estratégia errada, afinal o número de pessoas que tem o desejo de se tornar atleta é reduzido.No entanto, a quantidade de pessoas (mercado) que desejam praticar uma atividade física, aprender a se defender e levar uma vida mais saudável é absurdamente maior.Estão expandindo a “clientela”.O engraçado é que passam os tempos e a cobra acaba comendo o rabo…E voltam os princípios filosóficos do início pelos motivos errados…

    • Santiagorcorrea at 3:28 pm

      concordo plenamente, eu sou médico e apesar das orelhas destruídas ( força de treino) faço isso para minha saúde, manter magro e com estimulo para uma alimentação saudável.

      o que falta no jiu é um estrutura filosófica que nas outras artes orientais aparentemente tem, talvez eu esteja enganado, mas aparentam ter.

  3. Santiagorcorrea at 1:54 am

    Sinceramente, não consigo saber qual a filosofia do jiu. Ninguém fala na filosofia, principios em que se baseia e coisas do tipo.

    Falam só de competição e qual o melhor, qual a melhor academia. Acho que isso é o que falta no jiu.

    Jiu-jitsu para todos talvez não seja filosofia.

  4. Jiujitsusemfilosofia at 11:00 am

    Isso parece programa de humor!
    Parece que ainda acredita que o pessoal do jiu jitsu é mentalemnte retardado, argumentação de nivel primário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *